Quer saber mais sobre a tosa em cães? Então você está no lugar certo! Confira tudo sobre o tema aqui no Web Cachorros.

Esse assunto requer conhecimento, pois precisamos saber muito bem o que estamos fazendo nesse momento.

A tosa em cães é um assunto que muitas vezes não é tratado da maneira certa pelos seus tutores.

Principalmente pelo fato de achar que tosar é para, simplesmente, deixar o cachorro mais confortável. Em alguns casos pode até ser, mas não em todos.

Isto se deve ao fato de que o pelo do cachorro serve, acima de tudo, como um isolante térmico para o corpo. Ou seja, tosar o cão peludo apenas para que ele não sinta calor não é válido.

É importante que isto esteja claro, pois a tosa da maneira errada, pode muito mais atrapalhar do que ajudar.

Mas, afinal de contas, o que é tosar? Tosar um cachorro é quando você apara, tosquia ou corta os pelos do seu cachorro. A tosa é feita por estética, higiene e limpeza do cachorro.

Algumas raças precisam de tosa frequente, como aquelas que tem o crescimento infinito do pelo, ou seja, se não tosar, o pelo não para de crescer.

Outras raças precisam de tosa higiênica somente, para que o cão se mantenha limpo. Entenda melhor no artigo abaixo!

tosa em cães
Cão da raça Cocker Spaniel em cima da mesa, no pet shop, fazendo a tosa em seus pelos, cor de caramelo. Crédito da foto: Freepik

Como funciona a tosa em cães?

A tosa em cães é uma forma de conter o crescimento de pelos e também, manter o cão higienizado.

Uma vez que a raça do cachorro seja daquelas que o pelo cresça infinitamente, você deve considerar fazer a tosa em períodos regulares.

Por outro lado, alguns cães também exigem a tosa mesmo que seus pelos não cresçam infinitamente.

As tosas nestes cães servem para manter a higiene do animal em dia, visto que muitas vezes o pelo acaba sendo um acumulador de sujeiras íntimas, como xixi ou cocô.

Então, essas raças precisam apenas da tosa higiênica para manter limpas principalmente as regiões íntimas.

Portanto, antes de mais nada, é importante que você identifique a real necessidade desta tarefa. Depois que identificar, basta encontrar um bom profissional para fazer o serviço.

A não ser que você já tenha habilidade, não recomendamos que você faça por sua conta, pois existem algumas técnicas que precisam ser seguidas para não machucar o pet.

Qual a importância da tosa em cães?

Tosa em cães: Além de dar deixar o pet bonitinho, dependendo da raça, também ajuda a aliviar o calor nos dias de temperatura elevada.

A real importância da tosa em cães é, como já falamos, questões de manutenção e higiene. Desta forma, é importante fazer da maneira correta e somente quando necessário.

Tosar é fundamental, porque quando há o acúmulo de pelos próximos de áreas intimas, a chance de o cachorro ficar com resquícios de sujeiras é grande.

Além disso, este é um ótimo local que, quando sujo, o cachorro pode desenvolver bactérias e atrair moscas.

Outro fator muito importante para a tosa em cães, é a questão da quantidade de pelos entre os dedos nas patas.

Caso haja um excesso de pelos nesta região, o cachorro poderá facilmente escorregar ou perder a aderência das almofadas enquanto anda.

Assim sendo, é de fundamental importância que a tosa nestas partes também seja feita por especialistas.

Como é uma área muito sensível, todo cuidado será pouco. E se o cachorro for minimamente inquieto, o processo ficará ainda mais difícil.

Outro local muito importante é na região do rosto, como nos olhos, focinho e boca, porque quando os pelos crescem muito nessa parte, acaba entrando dentro da boca do animal, causando incômodo, ou ainda na frente dos olhos, tapando a visão dele e atrapalhando que ele veja bem.

Além disso, o pelo funciona como um isolante térmico para o cachorro, porque ele concentra o calor no corpo do cão e também evita que o cachorro absorva calor em excesso.
Mas, não é recomendado que você tose muito o seu cachorro, justamente por causa desse fator, já que se tosar em excesso, como a tosa zero na máquina, pode ser que mais prejudique do que ajude.
Então o que acontece é que muitas pessoas cometem o erro de tosar completamente os cães de pelo longo no verão achando que assim o cachorro ficará mais “fresco”, mas isso não é uma verdade.
A impressão é de que ele fica melhor, mas na verdade ele vai perder esse isolante térmico no corpo.

E a tosa continua sendo importante porque evita que o pelo acumule fungos, bactérias e parasitas (pulga, carrapato etc).

A solução, se você tem um cachorro de pelo longo e que precise de tosa, é que você faça uma tosa média, que mantenha o cachorro higiênico mas ao mesmo tempo não tire a função do pelo do cão.

tosa em cães
Cão Spitz Alemão em pet shop fazendo a tosa na tesoura de seus pelos. Crédito da foto: Freepik

Tosa em cães: Quais são as raças que mais precisam?

Tosa em cães: Depois de entender a importância da tosa em cães, é fundamental também identificar algumas raças que necessitam mais de tosa.

Como vimos, existem as raças que precisam da tosa por conta do crescimento do pelo e a segunda lista apenas raças que precisam de tosa higiênica. Veja abaixo!

Raças que precisam de tosa para conter o crescimento de pelos:

  • Maltês
  • Yorkshire
  • Shih Tzu
  • Poodle
  • Pequinês
  • Lhasa Apso
  • Schnauzer
  • Cocker Spaniel Inglês
  • Cocker Spaniel Americano
  • Bichon Frisé
  • Afghan Hound
  • Cão D’Água Português
  • West Highland Terrier

Raças que precisam apenas de tosa em cães higiênica:

  • Chow Chow
  • Borzoi
  • Border Collie
  • Golden Retrivier
  • Husky Siberiano
  • Akita
  • Lulu da pomerânia
  • Cavalier King Charles Spaniel
  • Spitz Alemão Anão (Lulu da Pomerânia)
  • Bernese Mountain Dog
  • Collie
  • Griffon de Bruxelas
  • Pastor de Shetland
  • Setter Irlandês
  • Kuvasz

O que é tosa em cães higiênica?

Tosa em cães: Como vimos, a tosa higiênica é feita para manter a higiene e a limpeza do cachorro.

Ela consiste em aparar os pelos das patas (principalmente embaixo, entre as almofadas, para evitar que o cachorro fique escorregando no chão liso ou para evitar que fique encardido).

Além disso, ela é feita para aparar a área íntima do cachorro, pois essa região acaba ficando com resquícios de urina e fezes, concentrando um cheiro ruim e sujeira.

Principalmente com o clima quente, moscas e mosquitos começam a rondar o cachorro. Esses insetos podem colocar ovos no cachorro, causando bicheiras e bernes.

Se você tiver segurança, você mesmo pode fazer a tosa higiênica, caso seu cachorro fique calmo durante o procedimento e você tenha confiança para manusear a tesoura nessas regiões.

Mas se você tiver dúvida, é mais seguro levar seu cachorro na petshop e pedir uma tosa higiênica – que é mais barata que a tosa normal.

tosa em cães
Cão da raça Yorkshire Terrier em um petshop, fazendo a tosa na tesoura. Crédito da foto: Freepik

Tosa em cães: Qual a frequência ideal?

Tosa em cães: Isso vai variar de raça para raça e também de cão para cão. Esse período pode variar de 45 dias a 3 meses. Com o tempo você vai se habituar e vai saber quando seu cachorro estiver precisando da tosa.

Não recomendamos banhos frequentes no seu cachorro para não tirar a proteção natural da pele dele, isso pode gerar dermatites e inclusive aumentar o cheiro do cachorro (muitas pessoas acham que dando mais banho remove mais o cheiro, mas é o contrário).

Para cães de pelo longo, o ideal é realizar o banho de 15 em 15 dias. Para cães de pelo curto, os banhos devem ser mensais.

Entre os banhos, escove sempre seu cachorro. Para os cães de pelos longos, a escovação deve ser feita diariamente.

Já os pelos médios, a escovação pode ser realizada a cada 3 dias. E o pelos curtos, apenas uma vez por semana.

A escovação frequente ajuda a remover nós, retira os pelos mortos, melhora a circulação e espalha a gordura natural da pele, tornando os pelos mais brilhantes.

Além disso, seu cachorro também costuma se sentir melhor depois de estar escovado, portanto não deixe de realizar essa atividade!

Tosa em cães: Quanto custa?

O preço da tosa pode variar de R$30 a R$150, dependendo do tamanho do cachorro, do tipo de tosa e da região que você mora.

Tosar o cachorro em casa

A tosa precisa ser feita por um profissional especializado, com máquinas próprias para isso e em um ambiente adequado.

Para tosar corretamente, é preciso ter um curso para isso. Mas, se você tem interesse em saber mais sobre o assunto e também em tosar um dia, vamos passar algumas dicas.

Antes de começar a explicar como tosar um cachorro em casa, você deve saber que tipo de pelo ele tem.

Os cuidados do pelo variam de acordo com o tipo de pelagem:

  1. pelo duro é o que têm, por exemplo, os Westies. Neste caso, devemos trabalhar com máquinas elétricas e não usar condicionadores ou óleos.
  2. pelo encaracolado é característico dos Poodles, entre outros, e exige um shampoo especial com efeito hidratante.
  3. O corte deve ser feito com tesoura em determinadas zonas, e com a máquina em outras.
  4. pelo curto é característico de raças como o Boxer e o Pitbull e não necessita de qualquer tipo de corte.
  5. A excepção são os animais com pelo médio-largo, que são pouco comuns. Nesse caso, pode passar a máquina em algumas zonas para igualar o pelo. Não use condicionadores ou óleos.
  6. O pelo comprido é típico de cachorros como o Yorkshire. Este sim, requer um condicionador e um corte com tesoura.

Depois de identificar o tipo de pelo do seu cachorro, já pode começar a pensar no que necessita e qual é o corte adequado.

Além disso, você deve saber que, caso o seu cachorro seja um Bichon Maltês, o corte do pelo deve sempre superior a 4 cm.

Caso contrário, você pode deixar a sua pelagem encaracolada como consequência do corte excessivo.

Material necessário para tosar um cachorro em casa

Uma vez identificada a pelagem do seu cachorro, deve decidir que tipo de tosa você vai realizar para saber que cuidados e preparação são necessários.

Se você tem dúvidas de como realizar o corte adequado, pode consultar a um especialista cabeleireiro canino.

Para que o processo tenha sucesso e termine com um resultado espetacular, você deve seguir alguns conselhos básicos. Comece por identificar todos os produtos necessários:

  • Shampoo;
  • Condicionador;
  • Secador;
  • Máquina de corte;
  • Tesoura;
  • Tesoura pequena;
  • Escova;
  • Curativos adesivos;
  • Outros.

Antes de começar a tosar o cachorro, deve preparar um banho com os produtos específicos para o seu pelo, incluindo o condicionador caso a pelagem seja comprida.

Também é importante que prepare uma mesa ou zona de corte em um local tranquilo para trabalhar.

Em muitos salões caninos, é possível encontrar mesas com um braço extensível, para prender o cão e evitar que ele se mexa, e com um secador na ponta do braço para facilitar o processo de secagem.

Saiba tudo sobre a tosa em cães
Cão Yorkshire Terrier em um pet shop cortando seus pelos na tesoura por um profissional. Crédito da foto: Freepik

Tosa em cães – Escove o pelo do seu pet

Antes de cortar, você deve escovar cuidadosamente todo o pelo do seu cão, removendo nós e emaranhados, para que possa identificar claramente o volume a ser reduzido e quaisquer áreas irregulares.

Então, se você está se perguntando como tosar o pelo de um cachorro com nós, a resposta é desfazer estes emaranhados primeiro.

No entanto, se os nós forem muito grandes e, portanto, não puderem ser escovados, é melhor cortá-los de modo a não machucar o cão.

Tosa em cães: Comece tosando o corpo

Em geral, recomenda-se que o pelo do cachorro seja cortado a seco para facilitar a secagem posterior do pelo.

Especialmente se o corte for realizado com máquina, é importante ter este ponto em conta e repetir as áreas necessárias após o banho.

Dito isto, as primeiras áreas a cortar o pelo do cão devem ser as costas e as patas traseiras. Logo, você pode repetir o processo no pescoço, peito, pernas da frente e barriga.

Veja as áreas que têm mais pelagem, pois estas são as que você deve cortar primeiro com a ajuda de uma tesoura.

Se você vai acertar depois o tamanho do pelo com a máquina, não importa se fica desigual neste passo.

Tome o seu tempo para tosar. É melhor fazer a tosa bem devagar, selecionando cuidadosamente as áreas para não machucar o pet ou deixar zonas com pelo mais longo que outras.

Além disso, se você estiver relaxado, você ajudará seu cão a se sentir à vontade também e o resultado final será melhor.

Máquina de cortar cabelo serve para tosar cachorro?

Depois de ter reduzido o volume do pelo, você pode usar a máquina, sempre na direção do pelo.

Mas como tosar o cachorro com máquina? Seja gentil e não exerça muita pressão, assim você evitará cortar demasiado em algumas zonas.

Você pode usar a sua máquina de cortar cabelo que você tem em casa porque o que importa é a forma de tosar.

Tosa em cães – Como tosar cachorro com tesoura

Se, por outro lado, o pelo do seu cão só vai ser cortado com uma tesoura, use os dedos e um pente adequado para tirar as medidas das diferentes áreas. Você deve alcançar um resultado homogêneo.

Corte o pelo do rosto do seu cachorro

Não esqueça a pelagem facial do seu pet, já que existem ferramentas específicas para esta delicada tarefa, como ligaduras adesivas para segurar a franja e as orelhas.

Os pelos em volta dos olhos podem causar desconforto e também precisam de ser cortados, já que por vezes entram nos olhos e causam lágrimas constantes, o que dá uma cor acobreada ao pelo do cão. Mas jamais passe a máquina nessa área!

É muito importante ter um cuidado especial com aqueles pelos mais compridos e duros em diferentes áreas, como o queixo, o focinho e as sobrancelhas. São os famosos “bigodes” dos cães.

Estes pelos permitem aos cães medir distâncias, sentir informações de temperatura ou proteger os seus olhos de corpos estranhos. Portanto, eles não devem ser cortados.

Tosa em cães – Corte também o pelo das almofadinhas

Entre os dedos das patinhas do seu cachorro também cresce pelos, que devem ser aparados para evitar que a sujeira se acumule.

Esta área é particularmente sensível e os cães tendem a se mover desconfortavelmente quando estamos no meio do processo, por esta razão recomendamos cautela e cuidado para não machucar o bichano.

Tosa em cães – Hora de dar banho no cachorro

Tosa em cães: Depois de tosar o cachorro, você precisa dar banho no cachorro para remover toda a sujeira do corpo dele.

Em seguida, você deve secar o pet com uma toalha, deixando o pelo úmido e pronto para terminar de secá-lo com um secador, se necessário.

Assim, tendo cortado o manto primeiro, é muito mais fácil tanto dar banho como secá-lo.

Lembre-se de usar um condicionador se o seu cachorro tiver pelo comprido, como o Yorkshire, Lhasa Apso ou o Bichon Maltês.

Tosa em cães: Seque o pelo do cachorro com um secador

Tosa em cães: Quando terminar a tosa do cachorro em casa, é importante que você seque o pelo com um secador de cabelo enquanto vai escovando.

Se você não tiver um específico para animais de estimação (eles fazem menos barulho) você pode usar qualquer um, desta forma você elimina o excesso de pelo, deixando-o impecável, brilhante e suave.

Ao secar o pelo do seu cão com um secador de cabelo, é essencial verificar primeiro a temperatura na sua mão para evitar queimar o animal.

Além disso, é aconselhável começar a secagem com a configuração mais baixa para aumentá-la de acordo com a reação do cão.

Mais uma vez, a paciência será sua melhor amiga se você quiser que esta seja uma experiência o mais positiva possível.

Portanto, se o seu cachorro não tolera muito bem o ruído do secador, é melhor secar na potência mais baixa para garantir que ele esteja o mais confortável e calmo possível, mesmo que isso signifique demorar um pouco mais.

Por outro lado, é importante salientar que você deve secar sempre na direção do pelo, exceto nos casos em que se pretende obter um maior volume, pois isso exige uma secagem contra o pelo.

Para secar o rosto e as orelhas, é aconselhável baixar a intensidade do secador ao mínimo, tanto para não assustar o cão como para não queimar estas partes sensíveis.

Além disso, preste atenção às patas, pois em casos de umidade extrema você pode incentivar o aparecimento de fungos entre os dedos das patinhas.

Quais são os principais tipos de tosa em cães?

Tosa em cães: Existem diversos tipos de tosa. As nomenclaturas variam de acordo com as tendências e os estabelecimentos que fazem a tosa.

Mas, de maneira geral, as tosas podem ser classificadas de acordo com o instrumento utilizado para realizá-las.

Nesse sentido, há duas formas de tosar cachorro: na máquina e na tesoura.

O primeiro tipo é mais barato e muito usado nas tosas bebê e higiênica. Já o segundo, também conhecido como trimming, é recomendado para as tosas de raça.

Outra indicação de uso da tesoura para tosar cachorro é quando o pet fica assustado com o barulho da maquininha.

tosa em cães
Cão da raça Corgi sentado na mesa, no petshop, tosando seus pelos. Crédito da foto: Freepik

Como escolher um local ideal para tosa em cães

Tosa em cães: O ideal é procurar um lugar por indicação de algum conhecido, pois as chances de você acertar são maiores, ou procurar avaliações positivas e comentários na internet.

O ideal também é que você não fique trocando de tosador, pois o cachorro acaba se acostumando com o profissional e o procedimento fica menos estressante pra ele.

Veja as dicas abaixo de como escolher um bom lugar para realizar a tosa em cães:

  • Verifique se o banhista/tosador tem curso de primeiros socorros caso ocorra algo com seu cachorro;
  • Veja se durante o banho os cães são colocados sobre superfície antiderrapante, pois isso evita sobrecarga das articulações;
  • Certifique-se de que os profissionais protegem a orelha do cachorro com algodão especial que repele a água;
  • Veja se as toalhas usadas na secagem vêm embaladas e lavadas antes de cada uso, isso evita a contaminação por doenças transmissíveis.
  • Escolha um local limpo e asseado;
  • Verifique se o cachorro ficará preso em caixas de secagem, alguns cães passam mal nessas caixas e podem falecer;
  • Sempre escolha petshops que tenham a parede de vidro para que os donos possam acompanhar todo o procedimento.
  • Alguns lugares já sofreram denúncias de maus tratos, por isso busque conhecer o local onde tudo é feito, bem como os profissionais;
  • Fique no local assistindo tudo nas primeiras vezes para ver como seu cão está sendo tratado;
  • Fique atento à maneira que seu cão está sendo tratado, se o banhista/tosador está brigando com seu cão, enforcando, batendo, gritando, forçando.

Tosa em cães: Considerações finais

Tosa em cães: Por último, mas não mais importante: não deixe de passear com seu cão para ele não se suje.

Os cães precisam passear todos os dias, pois adoram se divertir e explorar o mundo lá fora. Então passeie bastante com seu cão e dê os banhos na frequência certa.

Você vai ver que se escovar sempre, a sujeira sai junto com a escovação e seu cão não fica tão sujo.

Esperamos que essas dicas te ajudem a entender tudo sobre a tosa em cães. E agora que você já está mais que por dentro do assunto, leia também esses outros artigos sobre cuidados em cães:

Até a próxima!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here