Saiba tudo sobre o Bichon Frisé, um cãozinho peludo e muito charmoso!

Se você está pensando em comprar ou adotar um cão dessa raça, leia nosso artigo, que certamente irá te ajudar a conhecer melhor sobre esse amiguinho.

Separamos tudo que você precisa saber sobre a origem, personalidade, saúde, preço e cuidados com o cachorrinho da raça.

Vamos lá? Boa leitura!

Young bichon frise in front of white Premium Photo
Cão Bichon Frisé adulto, em pé em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Bichon Frisé – Origem e história

Esse pequeno cão branquinho é originário da França, apesar de não se saber oficialmente se a raça foi criada lá.

De fato, o cão Bichon Frisé ganhou muita notoriedade no território francês durante o século XVI, mas antes disso o cãozinho já havia viajado por praticamente todo o mar Mediterrâneo em embarcações.

Acredita-se que quatro raças tenham surgido a partir do cruzamento entre a raça Barbet – um extinto cão de água francês -, e pequenos cães de colo com a pelagem completamente branca, como o Bichon Maltês, Bichon Bolonhês, Bichon Havanês e o Bichon Tenerife (que mais tarde seriam considerados os primeiros exemplares de Bichon Frisé).

É oficialmente aceito pelo American Kennel Club (AKC).

Bichon Frisé – Comportamento e personalidade

O Bichon é animado e se dá bem com crianças, ele gosta de carinho, brincadeiras e interação o tempo todo, mesmo que ela seja apenas ficando junto no sofá.

Eles são tidos como uma das raças de cachorros mais dóceis, que recebem bem a todos, até mesmo aqueles que não conhecem.

Essa raça fofíssima demonstra personalidade e comportamento encantadores, sendo uma ótima opção de cão de companhia para lares com famílias e até idosos. Ele adora estar entre os humanos e aprecia demonstrações de amor e afeto.

Por isso, não é indicado deixá-lo em casa sozinho por muito tempo. Essa é uma raça que parece ser bastante independente, mas que no fundo se apega muito aos seus humanos, e isso pode acabar desencadeando no que chamamos de ansiedade de separação.

Portanto, não se recomenda este tipo de cãozinho para tutores que tem uma rotina muito agitada e não tem tanto tempo para se dedicar a um bichinho de estimação.

Se você mora só e passa muito tempo fora, essa talvez não seja uma raça ideal para sua vida.

Ele também é considerado como uma raça bem sociável. Nesse sentido, o cachorrinho se dá bem com outros cães e os demais animais de estimação.

Pode ser usado como um cãozinho de alerta, pois está sempre atento a tudo o que ocorre ao redor.

Contudo, engana-se quem acredita que a raça pode avançar em pessoas estranhas. Para o ele, desconhecidos são potencialmente amigos que ele ainda não tive a oportunidade de conhecer.

Vive bem em casas grandes com espaços abertos. Porém, também é um cãozinho ideal para apartamentos.

Segundo a AKC, essa raça só late quando é necessário. Ou seja, na maior parte do dia é um cachorro silencioso.

Bichon Frisé
Bichon Frisé filhote, ao lado de uma bolinha colorida. Fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Bichon Frisé – Brincadeiras e exercícios

Se você quer ter um cão dessa raça, saiba que é necessário separar um horário do dia para brincar com ele.

Isso porque, esse cachorro precisa de brincadeiras diárias, evitando tédio e tristeza profunda.

Portanto, o Bichon Frisé é considerado um cãozinho ativo. Contudo, para suprir as necessidades físicas dessa raça bastam apenas passeios diários e uma rotina de brincadeiras.

Mesmo sendo um cachorro ativo, não faz o tipo esportista. Por essa razão, não exercite o cãozinho em excesso.

Pelo contrário, prefira caminhadas curtas pelo parque e brincadeiras ao ar livre.

Além disso, ele é um cãozinho superesperto. De qualquer forma, busque adestrá-lo desde a fase filhote, quando ele é mais adepto aos comandos.

Bichon Frisé
Cão da raça Bichon Frisé molhado, dentro de uma banheira. Uma mulher segura suas patinhas. Crédito da foto: Freepik

Bichon Frisé – Saúde

A aparência do Bichon Frisé é absolutamente encantadora, e muitos enxergam a raça como se fosse um ursinho de pelúcia.

Não é à toa, afinal, a pelagem branquinha do cachorro Bichon Frisé é uma das características que mais chamam a atenção, se assemelhando a bolinhas de algodão.

Estes cães têm pelos exclusivamente brancos, mas que pode ter uma variação de tonalidade, às vezes sendo mais puxado para o bege.

No entanto, outro traço que não passa despercebido no Bichon Frisé são seus grandes olhos arredondados e escuros, assim como o seu rabinho curvado para cima.

Este é um cãozinho de porte pequeno e que, por trás dos pelos fofinhos, tem um corpo bastante compacto e musculoso.

A altura pode variar de 22 a 30 cm e peso entre 4 e 8 kg, o que o torna ideal para apartamentos e espaços menores.

Já a expectativa de vida desse peludo é de 14 a 15 anos, de acordo com informações da American Kennel Club.

Em relação à problemas de saúde, saiba que o Bichon Frisé está predisposto a apresentar doenças sanguíneas, como a anemia e a trombocitopenia.

Alergias, infecções da bexiga, luxação da patela e catarata são outros problemas comuns nessa raça. Para evitar essas doenças, recomenda-se buscar por criadores responsáveis.

Além disso, é indicado levar o animal para clínica e fazer um check-up pelo menos duas vezes por ano.

Assim, descobrindo o problema desde o início aumenta as chances de um tratamento com sucesso.

Bichon Frisé – Cuidados

Banho

A recomendação é que eles aconteçam pelo menos uma vez por mês, lembrando sempre de pentear os pelos antes. Não esqueça de usar shampoos próprios para cachorro nessas horas.

Outro ponto importante é que a tosa do Bichon Frisé é bastante específica, e deve ser feita regularmente para manter a aparência fofinha.

Pelagem

Para manter os pelos do Bichon Frisé sempre com um aspecto bonito e saudável, é necessário separar um tempinho para cuidar deles.

O ideal é que seja feita uma escovação diária para evitar possíveis nós e remover a pelagem morta, mesmo que essa raça não solte muito pelo.

Além disso, como o pelo é mais enroladinho, é muito comum que a pelagem fique embaraçada e com alguns nós se não houver esse cuidado diário.

Unhas, dentes e ouvido

Cortar as unhas do cão Bichon Frisé é super importante para que ele não fique incomodado com o tamanho de suas garras e não se machuque.

Já os dentes do cachorro precisam de uma atenção redobrada, pois esta é uma raça com propensão a problemas bucais, como o tártaro e a gengivite crônica.

Portanto, escovar os dentes do animal é essencial, e deve acontecer pelo menos duas vezes por semana.

Limpar o ouvido do cachorro também é necessário para evitar possíveis infecções na região.

Alimentação

Como todo cãozinho, o Bichon Frisé também precisa de uma alimentação saudável e regrada.

A quantidade indicada é de pelo menos duas vezes ao dia, sendo que a ração de cachorro escolhida deve atender às necessidades nutricionais do seu amigo de acordo com o porte e a idade dele.

Isto é, cães de porte pequeno, como é o caso do Bichon Frisé, não devem se alimentar com rações destinadas para cachorros grandes, assim como um filhote não deve consumir uma ração específica para cães adultos.

Além disso, também é importante investir na qualidade do produto, de forma que as rações Premium e Super Premium são as mais indicadas.

Bichon Frisé
Dois filhotes de Bichon Frisé, um ao lado do outro, em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Preço do Bichon Frisé

Um filhote dessa raça pode custar de R$ 1 mil até R$ 6 mil. Um fator determinante para isso é a linhagem do animalzinho, já que cães descendentes de campeões tendem a ser mais caros.

Além disso, também é preciso pensar nos custos que acompanham um cachorro, como ração, petiscos, brinquedos, idas ao veterinário e muito mais.

Na hora de comprar um filhote de Bichon Frisé, é recomendado que você certifique-se a respeito das condições de vida dos animais do canil ou do criador.

Procure conhecer o local com antecedência e faça visitas regulares para garantir que o espaço é comprometido com o bem-estar dos animais por questões de segurança.

Isso porque muitas pessoas costumam explorar a vida dos cães só para ganhar dinheiro. Por isso, antes de comprar, saiba que cada vez mais a adoção tem se tornado uma prática ética por parte das pessoas.

Dessa forma, cogite a doação como uma realidade na sua vida e na vida do seu bichinho. Afinal, amor verdadeiro não se compra!

Se você deseja que esse tempo seja o melhor possível para o cachorro, então confira também como você deve cuidar de um cão filhote dessa raça.

Bichon Frisé
Filhote de Bichon Frisé em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Bichon Frisé filhote

Assim como qualquer filhote, esse cão precisa de uma atenção especial com relação à saúde.

Durante essa fase da vida, o cachorro não possui um sistema imunológico completo acarretando em um organismo propenso ao desenvolvimento de diversas doenças.

Para contornar essa situação, você precisa conversar com um veterinário e criar junto ao especialista um sistema de prevenção.

Nesse sentido, é altamente recomendável dar todas as doses de vacinas polivalentes, vermífugos, carrapaticidas e antipulgas.

Resumindo, esse pequeno cãozinho já é capaz de conquistar vários admiradores com sua aparência fofinha e felpuda.

E além da aparência delicada e angelical, ele também é super afetuoso, amoroso e carismático, sendo quase impossível resistir aos seus encantos!

Portanto, é uma ótima raça canina para ter ao seu lado, você certamente irá se apaixonar.

Agora que você já sabe tudo sobre o Bichon Frisé, leia também sobre a raça Löwchen, conhecida como o pequeno leão francês. 

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here