Você sabe o que são cães de ajuda social? São cães que prestam algum tipo de serviço, isto é, de ajuda às pessoas necessitadas. Estes animais melhoram a autonomia, a autossuficiência e independência de pessoas com dificuldades sensoriais, motoras, mentais e orgânicas.

Estes cães de ajuda social adquirem estas habilidades e comportamentos específicos através de treino profissional.

Existem três categorias de cães de ajuda social:

  1. Cães de Serviço
  2. Cães de Interações Assistidas por Animais
  3. Cães de Apoio

Abaixo, vamos ver um pouco mais sobre cada um.

Cães de ajuda social – Cães de Serviço

Cães de ajuda social
Cão guia da raça labrador com homem na rua. Crédito da foto: Freepik

Os cães de serviço, também conhecido como cães de assistência, estão por sua vez divididos em:

  • Cães de Assistência para Pessoas com mobilidade reduzida, ou seja, para cadeirantes (a grande maioria). Estes cachorros são preparados para ajudar as pessoas em tarefas que, por causa da sua incapacidade motora, podem se tornar difíceis de realizar, como: abrir uma gaveta, pegar um objeto, acender uma luz, abrir e fechar uma porta, tirar meias ou jaquetas, colocar roupas na maquina de lavar, trazer objetos ou pegá-los do chão e uma infinidade de outras coisas.
  • Cães Ouvintes são os animais destinados às pessoas que são deficientes auditivas. Eles ajudam em tarefas como informar que o celular está recebendo mensagens, que a campainha está tocando, que o bebê está chorando, que tem alguém chamando, ou então para avisar sobre alarmes em geral e despertadores.
  • Cães Guia de Cegos ajudam o deficiente visual na sua mobilidade e orientação, bem como em desviar de obstáculos no solo e aéreos (galhos, orelhões, placas) e também parando em cruzamentos, encontrando faixas de segurança, entre outras dentro do contexto urbano.
  • Cães de Alerta Médico são treinados para o auxilio de diabéticos tipo 1, epiléticos e alérgicos alimentares. O trabalho do cão de hipoglicemia é informar a queda de glicose no sangue do assistido. Já o cão de epilepsia avisa o tutor que ele está predisposto a sofrer uma convulsão, e este procura uma posição e um local seguro para evitar danos maiores a sua integridade física, como quedas e choques de cabeça. Também auxilia no retorno da convulsão. E os cães de alérgicos alimentares, por sua vez, identificam no ambiente do preparo da refeição a presença da substância geradora da alergia e retira o assistido do local.
  • Cães de serviço para crianças autistas auxiliam em ambientes externos como ruas, centros comercias, shoppings e também em locais onde haja muita estimulação sonora e visual. São cães usados para a segurança da criança, evitando o comportamento de fuga e retirando com facilidade a criança de comportamentos opositivos. Também podem ser co-terapeutas e são utilizados para melhorar os padrões de sono, dormindo junto com a criança e também melhorando o seu humor.

Resumindo, seja qual for a categoria, Cães de Assistência ou Serviço são selecionados, socializados e treinados antes de serem entregues às pessoas. Normalmente, os cães recebem um colete que os identifique e a documentação necessária para que possam ter acesso aos locais onde exercem suas funções.

O treinamento demanda tempo e especialização por parte do adestrador ou Instituto que oferta este tipo de trabalho, sendo indicado a busca minuciosa por informações acerca destes profissionais e Instituições.

Cães de ajuda social – Cães de Interações Assistidas

Cães de ajuda social
Cão da raça beagle sentado ao lado de uma senhora. Crédito da foto: Freepik

Os cães de Interações Assistidas por Animais estão divididos em sub-categorias também. São elas:

  • Cães de Terapia Assistida por Animais são os cachorros tutelados por terapeutas, que auxiliam o processo da terapia e tem, durante sua vida laboral, inúmeros assistidos.
  • Cães de Educação Assistida por Animais são os cachorros tutelados por educadores, que ajudam na educação e no desenvolvimento dos assistidos e também tem durante sua vida laboral inúmeros pacientes.

Estas duas categorias se diferenciam das de baixo por conta do seu caráter profissional e que estes profissionais, tanto educadores quanto terapeutas, tem objetivos bem traçados com uso do animal e fazem a mensuração de resultados de suas abordagens. São elas:

  • Cães de Atividades Assistidas por Animais são os cães que tutelados por pessoas comuns, muitas vezes sem o intuito terapêutico e através da Atividade Assistida prestam um serviço profissional ou voluntário, mas que não tem objetivos específicos, não há mensuração de resultados e é espontânea. Os cães não recebem certificação ou documentação para ter acesso a transporte público ou irrestrito em locais públicos.

Cães de ajuda social – Cães de Apoio

Cães de ajuda social
Homem e cão sentados em gramado. O homem estica a mão em direção à patinha do cão. Crédito da foto: Freepik

Os cães de apoio se dividem em Técnico e Emocional. São animais já tutelados por seu usuário, porém não passaram por um processo de socialização e treino formal com algum profissional ou Instituto, porém que podem ser treinados para auxiliar em algumas tarefas.

Estes animais não recebem colete de identificação e também não terão acesso a locais públicos irrestritamente, mas podem, após o treinamento, auxiliar seus tutores nas tarefas solicitadas no processo de adestramento.

Ou seja, sem qualquer treinamento necessário, esses cães fornecem aos seus humanos benefícios terapêuticos, como promover o alívio da ansiedade ou ataques de pânico, companheirismo durante episódios depressivos e conforto em situações sociais.

Fato é que o ramo de adestramento destes animais é amplo e exige disciplina e dedicação do profissional, além de muita sensibilidade e postura ética para conseguir os melhores resultados possíveis sem interferir na ética e bem-estar do animal.

As 10 melhores raças de cães para apoio emocional

Além de darem muito amor e afeto, os cães nos fornecem companheirismo sem julgamentos e apoio social. Vamos ver quais são as raças mais usadas para este fim?

American Pit Bull Terrier

Cães de ajuda social
Cão da raça American Pit Bull Terrier faz carinho em seu dono. Crédito da foto: Freepik

Essa raça é muito sociável e amigável, sendo incrivelmente bem adequada para servir como animais de apoio emocional. É claro que exigirá treinamento para ser bem comportado, porém se você procura um cão que vai amar e apoiar você, então ele será uma ótima escolha.

Golden Retriever

Cães de ajuda social
Dois cães da raça Golden Retriever ajudando homem cego na rua. Crédito da foto: Freepik

Goldens são muito gentis! Não é à toa que são uma das raças preferidas por muitos tutores, pois são adoráveis e uma ótima opção tanto como animais de apoio emocional quanto como animais de estimação.

Seu comportamento simpático e paciente faz dele um bom cão para pessoas que lutam com problemas de saúde mental e também com algum tipo de deficiência. Além disso, são altamente treináveis!

Labrador Retriever

Cães de ajuda social
Mulher agachada ao lado de seu cão da raça Labrador em um parque. Crédito da foto: Freepik

O labrador é, sem dúvidas, um dos melhores cães de apoio emocional, cães de terapia e cães de serviço, pois são incrivelmente gentis e amigáveis, com um forte desejo de se engajar e agradar.

Corgi

Cães de ajuda social
Cão da raça Corgi em fundo azul. Crédito da foto: Freepik

Os Corgis também são excelentes animais de apoio emocional, pois são muito afetuosos e tendem a ser bem sociáveis com os outros cães e com os humanos de todas as idades.

Também são inteligentes e ótimos no treinamento de obediência. Apesar de sua pequena estatura, os Corgis precisam de muito exercício e atenção, por isso são incrivelmente benéficos para aqueles que sofrem de depressão ou doenças semelhantes, já que eles não vão te deixar ficar deitado na cama o dia todo!

Cães de ajuda social – Yorkshire Terrier

Cães de ajuda social
Mulher sorrindo e segurando cão Yorkshire Terrier no colo. Crédito da foto: Freepik

Esses cães de ajuda social são muito carinhosos e leais!

Os Yorkshires são incrivelmente bons para acompanhar em viagens, o que é uma boa notícia para quem precisa de seu animal de apoio emocional para acompanhá-lo em aviões e outros meios de transporte.

E, embora essa raça tenha uma reputação de ser um pouco obstinada e teimosa, ela se adaptam facilmente à mudança e fica feliz em acompanhar seus donos onde quer que vão!

Cães de ajuda social – Lebrel Irlandês

Cães de ajuda social
Filhote da raça Lebrel sentado na grama. Crédito da foto: Freepik

Estes cães de ajuda social são protetores naturais, com grande sensibilidade. Isso os ajuda a se conectarem com seus donos e com o que eles estão pensando e sentindo.

Porém essa raça tem um período de vida relativamente curto, de apenas seis a oito anos. Isso pode ser emocionalmente difícil para alguém que sofre de doença mental.

Cães de ajuda social – Cavalier king charles spaniel

Cães de ajuda social
Cão da raça Cavalier king charles spaniel na grama perto das escadas. Crédito da foto: Freepik

Essa raça adora um carinho e tem um temperamento amigável tanto com adultos quanto com crianças, perfeito para atuar como um dos cães de ajuda social

Eles ficam felizes apenas em se aconchegar na cama com o seu ser humano favorito ou em se juntar a ele para longas e prolongadas caminhadas.

Cães de ajuda social – Chihuahua

Cães de ajuda social
Cão da raça Chihuahua sentado em fundo rosa. Ao lado dele, há um cupcake. Crédito da foto: Freepik

Essa raça são cães de ajuda social e pode ser teimosa e ansiosa, mas a verdade é que muitos chihuahuas são realmente bastante curiosos e corajosos.

Com a socialização adequada, Chihuahuas são ótimos cachorrinhos para a prestação de apoio emocional. E assim como os Yorkies, eles viajam facilmente com seus donos, porque são muito companheiros.

Cães de ajuda social – Pastor Alemão

Cães de ajuda social
Cão da raça Pastor Alemão deitado embaixo de árvore no gramado. Crédito da foto: Freepik

O Pastor Alemão são cães de ajuda social e adoram ter um trabalho a fazer! E é por isso que eles são tão escolhidos como cães de trabalho.

A inteligência e a vontade de agradar os tornam fortes concorrentes como animais de apoio emocional. Eles adoram seus tutores e são companheiros incríveis, tanto para espaços públicos como outros ambientes.

O treinamento é importante, pois os pastores alemães têm muita energia e precisam aprender maneiras eficazes de gastá-la.

Cães de ajuda social – Collie

Cães de ajuda social
Cão da raça Collie correndo na neve. Crédito da foto: Freepik

Os Collies são cães de ajuda social e habilidosos e percebem até mesmo o mais sutil dos sinais de que algo pode não estar certo com seu tutor. São rápidos em proporcionar conforto!

Por ser uma raça de pastoreio, eles precisam de muito exercício. Por isso, são indicados para pessoas que procuram brincadeiras, exercícios e distrações. O trabalho de agilidade e  farejando são atividades em que os Collies se destacam!

Como ter um cão de ajuda social?

O cão perfeito está lá fora para todos os que sofrem de algum problema de saúde mental ou física. Seja qual raça for, escolha a que mais se adeque ao perfil da pessoa necessitada.

Caso esteja interessado em uma raça em particular para apoio emocional, procure um cão com quem tenha uma conexão instantânea e que tenha um temperamento que se alinhe com o que se está buscando, principalmente os cães de ajuda social.

Com toda a certeza do mundo, os cães de ajuda social são animais fantásticos e muito leais! São capazes de dar todo o amor do mundo às pessoas e, por isso, são ótimos companheiros. O cão é realmente o melhor amigo do homem!

Confira outros conteúdos que separamos para você no Web Cachorros:

 

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here