Seu cachorro está se coçando mais que o normal? Saiba como identificar e as possíveis causas!

Eles levantam a pata traseira para coçar as orelhas – o que, para a gente, pode ser muito fofo de ver, mas na verdade, para eles é um incômodo!

E daqui a pouco alguns já estão mordendo a própria patinha! Para aliviar, eles rolam no chão para esfregar as costas ou ficam se esfregando em paredes ou em muros de pedra.

Muitas vezes, a coceira é algo normal nos pets e não representa nenhum risco para a saúde. Porém, quando essa frequência e intensidade aumenta, devemos ficar alertas à isso.

Filhote de cachorro se coçando
Filhote de cachorro se coçando – Crédito da foto: Freepik

Mas como identificar quando essa coceira é exagerada?

Geralmente, os principais sintomas são:

  • O cachorro se coça o tempo todo;
  • Queda de pelo;
  • Feridas;
  • Lesões;
  • O cachorro usa a boca para se coçar.

Se você perceber que o seu cachorro está apresentando um desses sintomas, busque um médico veterinário.

Só ele vai saber identificar a origem do incômodo em seu amigo e, consequentemente, indicar o melhor tratamento para ele!

Cão sendo examinado por veterinária
Cão sendo examinado por veterinária – Crédito da foto: Freepik

Cachorro se coçando, quais são as possíveis causas?

Resumindo, pode ser sinal de dermatite, alergia ou até parasitas. Vejamos abaixo um por um de maneira mais aprofundada.

Ectoparasitas:

O primeiro motivo é causado pelos terríveis parasitas, como pulgas e carrapatos, que podem causar muito incômodo ao bichinho.

Esses pequenos animais se instalam na pele do animal e passam a se alimentar do sangue dele.

Ali, eles se reproduzem e se multiplicam, mordendo o pet em diferentes pontos da pele e se movimentando de um lado para o outro.

A coceira vem da reação alérgica causada pela saliva do parasita ou ainda pelo movimento de sucção que essas pragas fazem ao sugarem o sangue.

Assim, o pet fica com muita coceira, semelhante a nós humanos quando somos picados por um mosquito. Terrível, né?

Apesar de um problema comum, é necessário tomar muito cuidado pois, dependendo do grau de intensidade, pode levar até à morte.

Por sorte, hoje em dia existem vários produtos como vermífugos e outros remédios anti parasitas, além do banho e tosa que ajudam bastante e trazem um pouco de alívio para o cão.

Cachorro se coçando na praia
Cachorro se coçando na praia – Crédito da foto: Freepik

Sarna:

Outro problema relacionado à coceira é a sarna, que é uma doença muito contagiosa transmitida por um ácaro que ataca a pele, causando coceira e lesões na pele.

Os sintomas mais comuns são a perda de pelos e a coceira.

Mas, além desses, a sarna pode causar inflamação e vermelhidão em alguns pontos da pelagem do animal, podendo gerar graves feridas nele.

A sarna não é um problema grave, mas necessita de atenção e cuidado veterinário.

Pode aparecer em diferentes tipos, então somente um especialista poderá identificar a origem do problema e receitar o melhor tratamento.

Alergias:

Você sabia que as alergias estão entre os principais motivos de visitas ao veterinário? E a alergia alimentar é uma das mais comuns!

Por isso, observe se o seu animal se coça mais ao ingerir determinado alimento e, se for preciso, troque a ração.

Outra alergia comum é a dermatite de contato, causada por produtos químicos como shampoos e condicionadores.

Aparece, principalmente, após uma ida ao pet shop para tomar banho.

Caso aconteça, você deverá avisar o estabelecimento para que troquem o produto da próxima vez ou então experimente levar em outro lugar.

Mulher de roupão azul com bulldog preto
Mulher de roupão azul com bulldog preto – Crédito da foto: Freepik

Infecções:

Infecções também podem trazer coceiras no seu pet. Normalmente, são causadas por bactérias que atacam o cão através de feridas ou lesões anteriores.

Apesar de ser um pouco mais complexo, o seu tratamento não é muito difícil.

O veterinário irá recomendar um antibiótico, shampoo ou pomada dependendo do tipo de infecção do seu cachorro.

Cachorro brincando com frisbee na areia
Cachorro brincando com frisbee na areia – Crédito da foto: Freepik

Cachorro se coçando por Sujeira:

Sim! Alguns cães moram em apartamentos e saem para passear de vez em quando. Outros vivem soltos em quintais enormes e cheios de terra.

Nesse último caso, é comum que seja um pouco mais difícil manter a higiene do seu amigo em dia, uma vez que ele se suja com bastante frequência! Mas isso faz com o que seu cachorro, principalmente se ele for peludo, acabe acumulando sujeira, o que pode resultar em coceira.

Se você notar que o seu cão está se coçando muito, leve ele para um bom banho com shampoo neutro e próprio para cachorros. Se a sujeira for realmente a causa, esta é uma solução bem simples e eficiente!

Yorkshire enrolado em uma toalha depois do banho
Yorkshire enrolado em uma toalha depois do banho – Crédito da foto: Freepik

Ansiedade e Estresse:

Não só as causas físicas podem levar o animal a se coçar, mas também as causas emocionais – e nelas devemos prestar mais atenção ainda!

Eles podem ser desencadeados por mudanças na rotina, por exemplo, ou até mesmo por uma mudança de casa. Ou se o dono passa muito tempo fora, isso também pode gerar angústia no bichinho.

A coceira pode vir acompanhada de sintomas diversos. Entre eles, estão a falta de apetite e o comportamento destrutivo.

Reveja alguns hábitos seus e da própria rotina da casa e analise o que pode ser mudado e adaptado para que o seu cão tenha mais bem-estar. Existem também algumas opções de remédios mais naturais, como os florais, que pode ajudar nesses sintomas de ansiedade, estresse, depressão, síndrome de abandono, carência e etc.

E, claro, dê muito amor, carinho e atenção ao seu bichinho!

Filhote de Beagle dormindo no colo de seu dono
Filhote de Beagle dormindo no colo de seu dono – Crédito da foto: Freepik

E quais são os tratamentos?

Para qualquer uma das causas, a melhor maneira é: procure um veterinário de sua confiança.

Um profissional adequado é sempre a melhor escolha para descobrir, exatamente, quais são as causas, além de indicar o melhor tratamento.

Ah! Nada de remédios caseiros ou receitas milagrosas, ok? Isso pode causar problemas mais graves ao seu pet!

Ainda assim, prevenir é melhor do que remediar, certo? Então não deixe de tomar atitudes de prevenção para com o seu amigo.

Nesse sentido, compre apenas rações de qualidade para seu amigo. E, na hora do banho, busque sempre profissionais capacitados e pet shops de confiança – e não utilize produtos sem certificação.

Cachorro molhado e com espuma dentro da banheira
Cachorro molhado e com espuma dentro da banheira – Crédito da foto: Freepik

Além disso, procure fazer visitas regulares ao veterinário (a cada seis meses, para ser mais exato) e sempre utilize produtos específicos para cães, principalmente produtos de higiene, como shampoos, sabonetes e colônias.

Gostou de saber mais sobre coceira em cachorro?

Você percebeu que seu cachorro está se coçando mais que o normal? Então, agora que você já está mais por dentro do assunto, deixe seu comentário aqui e fique de olho no nosso site para mais novidades! Lambeijos e até a próxima!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here