Doença do carrapato: Entenda a causa, sintomas e como evitar

Você provavelmente já ouviu falar em doença do carrapato. Quem é dono de cachorro morre de medo de ver seu peludo com essa doença. Nós vamos esclarecer um pouco mais nesse artigo sobre a doença do carrapato e te ajudar a entender sobre esse problema e principalmente como evitar.carrapato

Erliquiose Canina e Babesiose

Muito conhecidas como doença do carrapato, a Erliquiose Canina e Babesiose são hemoparasitoses. Ou seja, elas são transmitidas pela picada do carrapato, no caso o carrapato marrom.

Embora exista tratamento e cura para essas doenças, não existe vacina que previna a doença do carrapato. Por isso  hemoparasitoses, popularmente conhecidas como doença do carrapato, assusta tanto os donos de cães.

É um tipo de doença que pode levar à óbito. E infelizmente não é uma doença rara em cães. Sendo mais difícil de atingir gatos e humanos, porém não é impossível. Por todos esses motivos é importante tomar todos os cuidados e saber o básico sobre a doença do carrapato.

Fases – Erliquiosecarrapato

Embora sejam doenças parecidas e com o mesmo agente causador, elas são um pouco diferentes. A Erliquiose induz o corpo do cãozinho afetado a destruir as próprias células de defesa.

  • Aguda

A fase aguda traz sintomas de uma infecção, febre, falta de apetite e apatia. É muito importante ir com urgência ao veterinário assim que notar esses sintomas.

  • Subclínica

A fase subclínica não apresenta sinais, ela vem após a aguda e pode durar anos após a picada. Com a doença incubada no peludo.

  • Crônica

Na fase crônica os sintomas são os mesmos que da fase aguda, porém aparecem de forma muito mais intensa e grave.

Babesiose

A Babesia ataca os glóbulos vermelhos, que fazem a circulação de oxigênio no sangue. Causa febre, fraqueza e falta de apetite.  O cão também pode apresentar desorientação e tontura. Sintomas que podem ser confundidos com os de intoxicação. A causa disso é que p prganismo do peludo não vai conseguir eliminar as toxinas que naturalmente são expulsas do corpo na urina.

Tratamento e Curacauda

A doença do carrapato tem cura sim. Se você observar qualquer sinal de doença no seu cão deve procurar imediatamente o veterinário. Serão feitos exames laboratoriais, e o veterinário vai identificar qual a doença especificamente, a fase e o melhor tratamento no caso do peludo.

Não espere para consultar o veterinário, como em qualquer doença, quanto antes for diagnosticada e tratada, maiores as chances de cura. Não siga dicas de pessoas sem conhecimento, nem dê um remédio caseiro ou medique com seus remédios. Isso pode matar o peludo.

Mesmo que você conheça alguém que “goste muito de animais” ou “protetores de animais”. Por mais que essas pessoas façam um ótimo trabalho de resgate, apenas o veterinário capacitado e com os exames corretos pode dizer como tratar um cão com doença do carrapato. Essas pessoas não estão aptas a medicar ou tratar animais doentes sem a orientação médica.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre por que os cães gostam tanto de tomar banho de sol

Prevençãodoente

A melhor forma de cuidar é prevenindo a doença do carrapato. Como falamos não existe uma vacina que proteja os cães desse tipo de doença. Mas existem outras formas de você reduzir drasticamente as chances do seu cão adquirir a doença do carrapato.

  • Mantenha a medicação anti-carrapatos em dia

Cada medicamente tem um tempo certo de intervalo, mas no geral é um mês. Mantenha esse medicamento sempre em dia para evitar carrapatos.

  • Deixe o ambiente sempre limpo

A maioria dos carrapatos se aloja no ambiente e não no cão. Por isso o espaço do cão, as coisas dele e a sua casa e/ou quintal sempre devem estar limpos. Qualquer espaço que o cão tenha acesso deve ser bem limpo e desinfetado pelo menos uma vez por semana.

  • Verifique frequentemente se seu cão está com carrapato

Após os passeios diários, nos banhos e no dia a dia. Verifique em todos os lugares, dentro das orelhas, entre os dedos e todos os espaços.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre o que não fazer no banho do cachorro

  • Dê banho a cada 15 dias

O banho deve ser dado pelo menos a cada 15 dias. No verão pode aumentar para 1 vez por semana. Não pode dar muitos banhos, pois faz mal a pele do cão. Mas é importante estar com os banhos em dia.

  • Evite deixar a grama crescer

Se a sua casa tem jardim, gramado e plantas, evite deixar a grama alta. Fica mais fácil dos carrapatos se esconderem nela. Além de deixa-la sempre limpa, tente manter baixa.

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here