Você está pensando em adquirir um Dogo Argentino, mas não sabe quanto ele custa? Confira o preço dele neste artigo, além de quais cuidados devemos ter com ele.

O Dogo Argentino com certeza é um cão notável, seja por sua beleza e aparência majestosa, quanto por sua personalidade forte e destemida.

Esse cão, originário da Argentina, era um cão de caça e também de luta – instintos que ele preserva até hoje, com um ótimo olfato, agilidade e comportamento dominante.

Porém, hoje em dia, ele é usado também como cão de guarda, como auxiliar em trabalhos policiais e até mesmo com cão-guia.

Apesar aparência forte e robusta, o Dogo Argentino é na verdade um cão muito alegre, amigo e leal aos seus tutores humanos. Ele é até um pouco tímido!

Como tutores, queremos dar o melhor para os nossos amigos e, por isso, preparamos um artigo mais que especial para você sobre quais cuidados devemos ter com ele. Vamos ver abaixo? Boa leitura!

quais cuidados devemos ter com ele
Filhote branco de Dogo Argentino andando pelas pedras ao ar livre. Crédito da foto: Freepik

Em primeiro lugar, o dono precisa saber quanto custa um Dogo Argentino. Afinal, qual o preço dele?

Preço do Dogo Argentino

Hoje em dia, no Brasil, o preço de um filhote pode variar entre R$ 1.000,00 a R$ 4.500,00.

O valor costuma depender de alguns fatores, como por exemplo sua linhagem, seu sexo e seu canil de origem.

Se um filhote nasce de progenitores premiados internacionalmente, seu valor será bem mais elevado, porque sua genética é muito apreciada para competições e premiações.

Para saber se um Dogo Argentino filhote é puro, ele tem que ser completamente branco, com o nariz preto. Essa coloração preta só será atingida por volta dos três meses.

Caso ele vá competir, para ser considerado um Dogo puro, poderá ter mancha escura no pelo perto de um dos olhos, porém no corpo não é aceitável nesse tipo de competição.

Mas, caso você queira apenas um bom companheiro para ficar ao seu lado, as manchinhas podem ser muito adoráveis!

Lembre-se bem de chegar os canis antes e sua procedência e seriedade.

Alguns canis não se preocupam com o bem-estar dos animais, apenas com os lucros, então é necessário ter consciência e estudar muito bem antes de comprar um animal, seja de qualquer raça.

Não compre no impulso, pesquise bem e procure recomendações. Desconfie de preços muito abaixo da média, pois eles colocam em dúvida a qualidade do canil e da vida dos pets que moram ali.

Busque um canil credenciado, para ter a garantia de que irá realmente adquirir um filhote saudável e que lhe dará somente alegrias.

Dogo Argentino – quais cuidados devemos ter com ele

O Dogo Argentino foi criado na década de 1920 e até hoje conquista milhares de fãs.

Como toda raça específica, é preciso ter alguns cuidados com essa também, já que ela é muito sensível à incidência solar, podendo ter alguns problemas de pele caso fique muito exposto.

Apesar dessa sensibilidade na pele, ele é um cão muito resistente ao calor e ao frio e também à dor – herança de sua genética a partir do cruzamento com outros cães.

Veja a seguir alguns cuidados com o Dogo!

Quais cuidados devemos ter com ele – Banho e tosa

Como o pelo dessa raça é bem curtinho, liso e denso, ele não precisa de tosa. Sua pelagem é fácil de se manter limpa, portanto basta uma escovação para retirar os pelos mortos.

Ao escovar, segure a pele do cão com uma mão e passe a escova com outra, evitando assim machucar ou arrancar pelos em excesso.

Carinho e paciência nessa atividade, afinal é um momento de zelo e cuidado com seu amigo!

Ele é também muito limpo, então o banho não precisa ser tão frequente quanto em outras raças. Além disso, sua pele é bem sensível, como dissemos anteriormente – o que faz com que um banho a cada dois ou três meses seja o suficiente.

Banhos excessivos podem ressecar sua pele e seu pelo – a menos que ele esteja bem sujo ou brincou na terra, aí o banho é liberado!

Ah! Sempre use shampoo e condicionador específico para cães, principalmente cães de pelo branco ou com a pele mais delicada, para evitar possíveis alergias.

Quais cuidados devemos ter com ele – Olhos

Como todo cão, os olhinhos devem ser limpos nos lados para evitar ramelas, que podem atrapalhar ou incomodar a visão do animal. Limpe sempre com um algodãozinho com água morna.

Os olhos dizem muito sobre a saúde do cão, então observe bem se não há uma cor branca em volta do globo, que pode representar algum problema em sua visão.

Quais cuidados devemos ter com ele – Orelhas

Em relação a orelha, a mesma também deve ser limpa com algodão úmido e com produtos próprios para isso. A limpeza deve ser feita de forma muito delicada, para não agredir ou machucar o pet.

Existe uma prática – muito cruel, diga-se de passagem – que é o corte de orelhas. Porém, no Brasil, felizmente essa prática é considerada ilegal, por isso nada de alterá-las.

Quais cuidados devemos ter com ele – Unhas

Recomenda-se cortar as unhas do pet pelo menos uma vez por mês para evitar que elas fiquem muito compridas e, consequentemente, causem incômodo ao cão.

É sempre bom criar um hábito para que ele vá se acostumando!

Quais cuidados devemos ter com ele – Dentes

Não são só os humanos que escovam os dentes… Os cães devem escovar também, porém com menos frequência. Uma limpeza semanal é o suficiente, e deve ser feita com creme dental e escova própria para cães.

A limpeza é ótima para ajudar a prevenir o tártaro e as placas bucais. Faça tranquilamente e sem pressa!

quais cuidados devemos ter com ele
Mulher branca de cabelos curtos e castanhos está abaixada e passa a mão no cão da raça Dogo Argentino, que está deitado no chão da casa. Crédito da foto: Freepik

Quais cuidados devemos ter com ele – Saúde

Os cães da raça Dogo Argentino são bem resistentes, fortes e saudáveis! A expectativa de vida deles varia entre 10 e 12 anos.

Se bem cuidados, chegarão a essa idade muito bem. Mas, como todo cão, eles estão sujeitos a alguns problemas de saúde, como o câncer de pele – devido a sua coloração muito branca -, e também problemas na articulação e nos quadris, devido ao seu porte grande.

A maioria dos cães brancos tem um outro problema genético, que é a tendência a apresentar deficiência na audição. Existem casos de filhotinhos que nascem surdos, por isso solicite um exame cuidadoso na hora de comprar o seu pet.

Para que ele tenha uma vida longa e saudável, mantenha sempre em dia a carteirinha de vacinação e as doses de vermífugo.

Também é importante realizar consultas com o veterinário pelo menos uma vez ao ano, para que ele avalie o estado geral do cão.

Quais cuidados devemos ter com ele – Alimentação

A alimentação do Dogo Argentino deve ser rica em proteína e vitaminas, portanto opte pelos alimentos secos da categoria super premium.

Não dê comida em excesso para que o cão não desenvolve sobrepeso ou obesidade, a quantia certa é de 2 a 3 vezes ao dia. Converse melhor com o seu veterinário para saber sobre a quantidade adequada. Ah! Coloque os potinhos de ração e água sempre no mesmo local!

Fizemos um artigo especial sobre opções de rações para o Dogo Argentino, veja mais neste link.

quais cuidados devemos ter com ele
Cão Dogo Argentino deitado em chão com piso de madeira. Crédito da foto: Freepik

Quais cuidados devemos ter com ele – Exercícios

O Dogo Argentino é um cão que tem energia para dar e vender! Isso mesmo, não é à toa que esse amigão possui porte atlético! Cheio de músculos e grande de tamanho, o Dogo possui uma alta demanda de energia, que precisa ser gasta diariamente com exercícios físicos e atividades.

Eles adoram brincadeiras com a família, além de caminhadas, corridas, obstáculos para pular, circuitos, etc.

Por isso, essa raça é aconselhável para tutores que moram em casas grandes, com espaço suficiente para que ele possa brincar e andar pelo local. Não é recomendado ter um Dogo em apartamentos ou ambientes pequenos, já que precisa extravasar toda essa energia.

Mesmo que ele more em uma casa, vale ressaltar que ainda sim é bom sair com o cão para uma caminhada pelo menos uma vez ao dia, de preferência duas ou três.

Quais cuidados devemos ter com ele – Adestramento

O adestramento também é recomendado para essa raça, já que ela pode apresentar um comportamento mais dominante e agressivo, mas de modo geral é bem inteligente e obediente, facilitando assim o adestramento.

O dono deve ter experiência anterior com outros cães e ter pulso firme, treinando seu cão desde filhote para que ele cresça com um temperamento melhor e mais tranquilo.

Como o Dogo tem um amor incondicional por seus tutores, fará de tudo para obedecer aos comandos e mostrar que está aprendendo. Por isso, com amor e paciência, vocês se tornarão melhores amigos e companheiros.

O apreço desse cão aos donos permite, portanto, uma convivência tranquila. Aliás, ele adora estar perto de sua família humana – e inclusive abraços e carinhos.

Quais cuidados devemos ter com ele – Socialização

Socializar seu pet com outras pessoas e animais também é recomendado, desde filhote, para que ele não se torna anti-social quando adulto.

Porém, não é recomendado que o Dogo seja um cão para se ter com outros cães, já que ele pode ser ciumento e territorialista, se tornando agressivo com outros animais – principalmente os pequenos, já que possui um instinto de caça que vem de seus antecedentes.

Por isso é que eles devem ser socializados desde pequeno, porque senão podem se comportar como o Macho Alfa e sem respeitarem os limites.

O Dogo é um cão bem silencioso, ele raramente irá latir, somente quando for necessário ou quando quiser avisar seu dono de algo. Ele dificilmente irá decepcionar, pois ama muito seu tutor e sempre estará ao seu lado quando precisar!

Quais cuidados devemos ter com ele – Filhotes

Os filhotes são muito fofos e costumam ser brincalhões e enérgicos. Eles precisam de atenção e espaço para correr e brincar, já que é nessa época que eles desenvolvem e fortalecem sua musculatura.

Mesmo o filhote pode ter comportamento dominador, por isso adestre seu cão desde cedo, para que ele aprende “quem é que manda na casa”. Mas é claro, sem agressividade e sem gritar, senão você pode magoá-lo e fazer com que perca a confiança. Paciência e dedicação são as palavras-chaves!

quais cuidados devemos ter com ele
Menina está sentada no chão, abraçada com seu cão Dogo Argentino. Crédito da foto: Freepik

Quais cuidados devemos ter com ele – Dicas extras!

Não deixe nunca seu cão por muito tempo sozinho em casa, independente da raça. O Dogo, ainda mais por ser uma raça valente, é bom que ele esteja sempre em convívio social. A solidão pode afetar seu equilíbrio emocional e ele pode até mesmo estranhar os próprios donos.

O Dogo Argentino é, acima de tudo, um cão extremamente sensível, fiel, amoroso, parceiro e corajoso. Ele não poupará esforços para cuidar bem da sua família e protegê-la de qualquer ameaça!

Agora que você já sabe o preço do Dogo Argentino e quais cuidados devemos ter com ele, mas ainda quer saber mais sobre a personalidade desse grande cão, então este artigo é pra você:

Esperamos que tenha gostado desse artigo! Não deixe de compartilhar com aquele amigo que é fã da raça ou que está pensando em ter um. Até a próxima!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here