Uma das poucas raças oriundas da Argentina é o chamado Dogo Argentino, um cão forte, robusto e muito ágil. Conheça tudo sobre essa raça aqui no Web Cachorros! Vamos lá?

Dogo Argentino
Cão da raça Dogo Argentino sentado em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Corajoso, fiel, sensível e amoroso. Essas são as características do Dogo Argentino. Mas como será que ele surgiu?

O Dogo Argentino é uma raça de cachorro proveniente da Argentina, que surgiu na década de 1920, através de uma série de cruzamentos com outras raças.

Mais precisamente, foram 25 anos de cruzamentos até que os criadores, os irmãos Martinez, chegassem ao resultado desejado.

Algumas raças que fizeram parte do processo foram os Bracos, Dogues Alemães, Dogo Argentinos, Buldogues Ingleses, Mastins dos Pirinéus, Pointers Ingleses e Galgos Irlandeses.

O cão, portanto, é um resultado das melhores características e particularidades de cada raça, sendo hoje um cão de aparência séria e até um pouco brava, porém que na verdade é muito alegre, inteligente e fiel aos donos.

O curioso é que essa raça é uma das duas únicas restantes originárias da Argentina. Isso porque todas as outras foram extintas com o tempo. Ou seja, atualmente só sobram o Dogo e o Pila Argentino.

Antes existiam também o Cão Polar Argentino e o Cão de Briga de Córdoba, espécies também criadas no país vizinho, mas que hoje já não existem mais.

Por resistir ao tempo e as mudanças tão bravamente, o Dogo possui várias estátuas e homenagens ao redor do país.

Várias cidades homenageiam ele porque, até hoje, se trata de uma raça muito popular e que conquista vários tutores pelo mundo.

Devido ao seu histórico de cão de caça e também como animal de luta, ele possui fama de ser uma raça perigosa e agressiva, assim como o Pit Bull e o Rottweiler. Por essa fama de mau é que ele foi banido de alguns países, como Reino Unido, Nova Zelândia e Austrália.

Mas não se engane: esse pode ser um cão muito alegre, carismático e leal! Se bem adestrado, o Dogo é um ótimo companheiro para seus donos, protegendo o território e cuidando de seus tutores.

Ao contrário do que muitos pensam, ele também se dá bem com crianças.

A expectativa de vida do Dogo varia entre 9 e 15 anos, porém a média é de 12 anos. Veja abaixo tudo sobre o Dogo Argentino!

Dogo Argentino
Cão da raça Dogo Argentino sentado no chão ao lado de uma menina sorridente. Crédito da foto: Freepik

Dogo Argentino – Características físicas

É um cão de porte grande, podendo chegar a pesar 45 kg. Já a altura varia entre 60 e 68 cm.

Ele é também muito musculoso, sendo confundido constantemente com o Pit Bull, que também possui músculos mais avantajados e o rosto com a simetria parecida.

No entanto, o Dogo tem um crânio maior, com um focinho mais largo que seu amigo. Os lábios e focinhos são aderentes com pigmentos pretos, enquanto os olhos são escuros e menores.

As orelhinhas são médias e arredondadas na ponta, e costumam ficar eretas, principalmente em posição de alerta.

Possui pelos curtos e densos, todos branquinhos podendo ter algumas manchas pretas na cabeça. Por isso, a escovação é uma tarefa mais fácil, já que ele não é um cão peludo! Porém, levando em conta que ele é um cão grande, pode demandar um tempinho, mas nada muito demorado.

A escovação pode ser feita semanalmente com uma escova própria para cachorro. O bom é que ele não solta muito pelo e as quedas tendem a diminuir ainda mais com a escovação semanal.

O banho também não será uma grande preocupação para os tutores, que podem optar por um banho a cada três meses.

A menos é claro que ele se suje muito em alguma situação específica, ou então se o veterinário indicar uma periodicidade maior.

A quantidade menor de banhos se deve também pelo fato de que o Dogo tem uma pele bem sensível, podendo ter alergias.

Por isso, cuidado com os produtos que for utilizar! Os shampoos devem ser adequados ao tipo de pelagem dele, e após o banho o cão deve ter seu pelo muito bem secado.

Outro cuidado com relação à sensibilidade da pele é evitar o contato prolongado com o Sol, já que ele não possui sub-pelo e sua pele não tem proteção natural contra a incidência solar. Portanto, é bom evitar caminhadas em período de sol forte, entre às 11h até as 16h.

Dê preferência para passeios de manhãzinha e também no final da tarde. Ah! E aproveite todas as sombras pelo percurso.

Vamos ver mais sobre sua personalidade a seguir.

Dogo Argentino
Cão da raça Dogo Argentino deitado em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Dogo Argentino – Condição física e nível de energia

Esse cão tem muita energia, sendo hoje muito utilizado para trabalhos de guarda, busca e também como cão-guia.

Isso se dá pelo seu ótimo faro, agilidade, porte musculoso, resistência física, e também pela facilidade em relação ao adestramento, já que é um cão muito obediente.

Por isso, se você se identifica com a raça e pensa em ter um Dogo para chamar de seu companheiro, então saiba que ele precisará de uma rotina de exercícios e atividades físicas.

Ele também precisa de muito espaço para se movimentar frequentemente. Ou seja, ele é recomendado para casas maiores e também com quintal. Mesmo assim, caminhadas e atividades como circuitos são ótimos.

Resumindo, o Dogo é muito habilidoso e ágil na movimentação, ele possui trote amplo e pode correr bastante.

Dogo Argentino – Temperamento

Por incrível que pareça, o Dogo é um cão de temperamento calmo. Isso mesmo, este é um cão silencioso, que late pouco, apenas em situações específicas.

E não se deixe enganar por sua aparência! Ele não é agressivo com humanos, principalmente com seus tutores, já que são muito companheiros e donos de um amor incondicional.

Apesar desse lado família, o Dogo é também dono de uma personalidade forte! Apesar de gostar de contato físico, ele é um cão mais independente. De seus ancestrais, ele herdou o instinto de matilha em relação à família.

Por isso, é importante que o dono tenha pulso firme e autoridade, para deixar claro que é o líder do grupo e determinar a hierarquia a qual ele deve obedecer. Senão, ele pode acabar se impondo e sendo um pouco teimoso!

Mas nada que um adestramento não resolva, já que eles são muito obedientes e gostam de uma convivência tranquila, já que têm muito apreço por seus tutores.

Lembrando que o treinamento deve ocorrer quando o cão é ainda filhote, para que desenvolva melhor seu lado companheiro e também cresça mais sociável, equilibrado e tranquilo, já que seu instinto de caçador e de guarda continuam.

O adestramento deve ser feito com paciência e amor, pois gritar e brigar não irá ajudar e sim apenar magoar o animal. Ele deve ser feito através do reforço positivo, com recompensas como petiscos, brinquedos ou carinho cada vez que o cão obedecer ao comando.

Dessa forma, o Dogo irá aprender muito mais fácil os comandos e corresponder bem melhor expectativas. Nada de tratamentos duros e muito menos punições e castigos! Esse tipo de treinamento não é legal e não costuma ser bem recepcionado pelos cães.

Mantenha, portanto, uma rotina de exercícios e brincadeiras, para que o cãozinho cresça bem e feliz, estimulado mentalmente e fisicamente. Assim, ele também não desenvolverá um comportamento agitado demais.

O Dogo Argentino ama estar perto de sua família humana e até de outros hóspedes e visitantes. Mas é claro que se ele se sentir ameaçado, vai proteger seus familiares.

Fique atento com relação a outros animais, pois essa é uma raça que apesar de amar contato com seus donos e lidar muito bem com pessoas, o mesmo não ocorre com outros animais, principalmente com cães do mesmo sexo.

Eles podem ser um tanto agressivos com outros cães, apresentando um comportamento dominante, fruto de seus ancestrais, que eram verdadeiros caçadores de outros animais e também cães de luta.

Portanto, ele é um cão que fica melhor sem outros cães, principalmente se forem menores, já que ainda possuem forte instinto de caça.

Conheça mais sobre a saúde do Dogo Argentino abaixo!

Dogo Argentino
Cão da raça Dogo Argentino em pé ao ar livre. Crédito da foto: Freepik

Dogo Argentino – Saúde

O Dogo Argentino é uma raça bem resistente à dor e ao frio e calor, por isso resistência é a palavra que o define. É um cão forte, que raramente tem problemas de saúde. Porém, é claro que como todo animal, pode apresentar algumas complicações ao longo da vida.

Por exemplo, essa é uma raça predisposta à surdez e à enfermidades nos olhos, como glaucoma e catarata por exemplo, que são de origem congênita. Ele também pode der doenças no quadril devido a seu porte grande.

Outra complicação é a chamada displasia coxofemoral, que é muito comum em raças que já passaram por vários cruzamentos.

Independente do problema, o que vale é ficar sempre atento a qualquer sintoma incomum e levar o mais rápido possível no veterinário, para que o mesmo possa indicar qual é o problema de fato e qual o melhor tratamento.

A melhor maneira de evitar doenças é prevenir! Portanto, mantenha o cão com uma rotina equilibrada de exercícios e também uma alimentação saudável.

Busque uma ração adequada para o Dogo, que seja nutritiva e específica de acorda com a idade dele. Com uma boa ração e petiscos, seu cão crescerá forte e nutrido!

O Dogo é um ótimo companheiro, porém não é indicado para papais e mamães de primeira viagem, pois é um cão de personalidade forte e deve ser educado desde cedo. Por isso, é importante que os tutores já tenham tido experiências anteriores com outros cães.

O Dogo Argentino tem tudo para conquistar seu coração e se tornar um grande companheiro, muito apegado aos seus donos. Portanto, se você busca um cão leal e parceiro, esse é o cão ideal!

Caso queira saber mais sobre outros cães de porte grande, leia sobre o Akita Americano e também sobre o Labrador.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here