Samoieda

O samoieda é um cão de porte elegante e um pelo branco denso. Não é por acaso que está na lista dos 10 cães mais bonitos do mundo. Ele é um cachorro de origem russa e se adapta facilmente a climas frios. Essa é uma das características que não permitiu ao samoieda de se popularizar no Brasil já que somos um país de clima tropical.

Samoieda

Informações sobre o Samoieda

  • País de origem do Samoieda: Rússia
  • Tamanho dos machos: altura entre 50 e 60 cm e peso de 20 até 30 kg
  • Tamanho das fêmeas: altura entre 50 e 55 cm e peso de 15 até 23 kg
  • Ranking de inteligência: 33ª posição
  • Amizade com cães: mediana
  • Amizade com outros animais: alta
  • Tolerância ao calor: pouca
  • Necessidade de exercícios: mediana
  • Preço do Samoieda: pode variar de R$ 500 até R$ 6 mil com pedigree

Curiosidades do Samoieda

  • Esses cães foram criados na Sibéria (Rússia) para puxar trenós e cuidarem de renas;
  • Além disso na primeira expedição que chegou ao Polo Sul, em 1911, Roald Amundsen teve o seu trenó puxado por cães samoieda;
  • Quando sentem frio esses cães utilizam a cauda para cobrir o focinho.

História do Samoieda

Samoieda

O nome samoieda vem de uma tribo que habitava a região da Sibéria Ártica chamada de Samoyedos. Eles criavam uma raça de cachorros a qual deram o nome de Bjelkier que significa cão branco que se reproduz branco. Eles não permitiam que a raça cruzasse com lobos ou com outras raças e por isso, até os dias de hoje, ela permaneceu quase que inalterada.

Os cães foram treinados originalmente com a função de guardar o rebanho de renas, puxar trenós, caçar e também para aquecer pessoas. A raça tinham uma relação bastante íntima e estreita com a tribo que eram homens muito gentis e calmos. Essas características acabaram passando para os cachorros e se fixaram neles.

O samoieda chegou pela primeira vez no ocidente através das mães de um explorador norueguês chamado de Fridtjof Nansen. Ele importou 40 exemplares da Sibéria e viajou pelo mundo com eles. Porém, quem mais propagou a raça pelos países ocidentais foi Ernest Kilburn-Scott, um cientista inglês. Foi ele quem levou o cão Sabarka, pela primeira vez, a terras inglesas. Foi esse mesmo cientista que modificou o nome da raça para Samoyede em homenagem à tribo que os criaram.

A introdução dessa raça na América se deu através da princesa de Montyglyon, Mercy d’Argentau. Ela ficou encantada pelo cachorro Moustan em uma de suas visitas à Rússia. O seu entusiasmo para com o cachorro foi tão grande que o próprio dono, Grã Duque Michael o deu de presente para a princesa. Em 1904, Mercy se estabeleceu como moradora em terras americanas e começou a participar de exposições caninas com Moustan e outros três samoiedas que havia adquirido.

Por causa de como foi criado, o samoieda que se desenvolveu nas Américas se tornou diferente do tipo inglês. Este, por ser tratado como cão de companhia acabou ficando menor, enquanto que aquele desenvolveu um porte mais atlético e robusto, pois sempre foi considerado como um cão de trabalho. A raça chegou a Brasil pelas mães do Sr. Werner Degenhardt.

Características do Samoieda

Samoieda

O seu pelo extremamente branco e denso entra em contraste com o nariz e os olhos muito pretos. O samoieda pode ter variação na coloração. Mas ele sempre será claro. Então as cores desse cão são branco, creme ou ainda branco com creme.

Além disso a raça possui duas camadas de pelos bastante densas. Então possuem grande resistência à baixas temperaturas.

As orelhas ficam sempre eretas possuindo pontas arredondadas e a sua cauda é elegantemente curvada para cima sobre o dorso. Uma característica marcante no samoieda é a sua boca com os cantos um pouco curvados para cima o que dá a impressão de que ele está sorrindo.

O peso do animal varia entre 15 e 30 quilos. E os machos costumam ser maiores e mais pesados. Além disso os ossos do cão são bastante fortes e sua musculatura é poderosa. A cabeça é larga, com a presença marcante de juba branca. Ademais suas orelhas são triangulares e a boca possui uma curva. Assim parece que o cão sorri.

Temperamento do Samoieda

Ele é um excelente e exímio companheiro sendo alegre, muito gentil e dócil, sendo esta última uma característica marcante da raça. O samoieda é extremamente apegado ao dono e gostam de ser acariciados o tempo inteiro. Uma de suas estratégias para receber carinho é colocar a cabeça debaixo da mão do dono ou estão cutuca-la com a pata.

O Samoieda late muito?

O latido do samoieda deve ser controlado desde a infância e para isso é preciso que ele esteja sempre em contato com estímulos diferentes. Se isso não for providenciado pode se tornar um sério problema, pois esse cachorro tem o hábito de latir para o mínimo ruído que seja. Isso o torna um excelente cão de guarda, mas pode fazer você perder a noite.

Mas se o latido não tiver uma causa aparente, o ideal é consultar um profissional. Assim, o adestramento pode colaborar para que o cão consiga controlar suas emoções. Por fim, esses cães podem latir caso percebam algo diferente.

A raça é agitada?

O samoieda é um cachorro calmo. Porém é necessário que se exercitem para que não fiquem ansiosos.

Outro comportamento que deve ser controlado nesse cachorro é o hábito de pular. Ele é bastante sociável e por isso pode pular nas visitas e nos conhecidos. Isso pode se tornar um transtorno, pois como é um cachorro de grande porte idosos e crianças podem sair machucados das brincadeiras desse peludo.

A raça é destruidora?

A raça não é destruidora. Mas caso não receba atenção necessária por parte de seus donos, esses cães podem apresentar comportamentos indesejados.

Inteligência e obediência do Samoieda

O samoieda é um cão muito esperto. Assim é capaz de aprender coisas novas bem rapidamente. Entretanto esse cão pode ser teimoso.

Então, para que o cão aprenda a se comportar corretamente e respeitar seu dono o ideal é que ele seja adestrado desde cedo.

Convivência com o Samoieda

A convivência com esses cães costuma ser muito boa. Isso porque eles são muito gentis e companheiros. Além disso o samoieda é muito inteligente e adora agradar seu tutor. Ademais eles adoram brincar, inclusive com crianças.

Essa raça é extremamente apegada à família e prefere passar o dia com as pessoas na sala do que brincando no quintal de casa. Eles querem atenção todo do tempo e se deixados de lado podem fazer o tipo destruidor e começar a danificar o que ver pela frente. Outro comportamento que eles adquirem quando não lhe é dado atenção é o de latir demais.

Requer espaço

O samoieda costuma ser muito indicado para apartamentos devido à seu porte, tranquilidade e boa adaptação. Entretanto o samoieda precisa de um pouco de espaço para se exercitar. Então, caso o cão viva em apartamento, é preciso que o tutor o leve regularmente para passear.

Convivência do Samoieda com crianças, estranhos e animais

Os samoiedas são muito carinhosos, gentis e também bastante brincalhões. Então são ideais para donos de todas as idades. Assim são adequados para casas com crianças e idosos.

Além disso esses cães são bastante apegados à família. Então são bastante companheiros e leais com a família.

Por fim com estranhos e outros animais eles também costumam interagir muito bem.

Se você tem outros animais em casa, o ideal é que o samoieda seja criando com eles desde filhote e assim serão uma grande família. Também convive bem com outros cães já que se desenvolveu por muitos anos em matilha. Ele pode tentar disputar o território o que pode gerar algumas brigas entre os cães.

Nível de exercício do Samoieda

É muito importante que esse cão pratique atividades físicas frequentemente. Afinal eles podem ficar muito entediados e até mesmo tristes quando são impedidos de se movimentar. Além disso eles podem apresentar comportamentos inadequados como latir em excesso.

Então é preciso que o samoieda seja estimulado a brincar, pular, caminhar e correr regularmente. Assim o cão se sentirá feliz, menos ansioso e também ficará mais saudável.

Entretanto é preciso tomar cuidado com os momentos do dia em que o sol está muito forte. Porque isso pode prejudicar o animal.

Manutenção e higiene do Samoieda

O samoieda tem o pelo bastante fechado, evitando acúmulo de sujeira.

Banho

Esse cachorro não precisa de muitos banhos, pois a oleosidade que possui próxima à raiz do pelo impede que a sujeira grude e assim ele também não fica com mal cheiro. Em vez de banhos semanais, o que se recomenda são escovações 1 vez por semana que retiram a sujeira e os pelos mortos. Na época de muda, que ocorre de 6 em 6 meses, a escovação deve ser feita de 2 a 3 vezes por dia.

Unhas

Geralmente as unhas desses cães se gastam naturalmente pela movimentação do animal. Mas caso isso não ocorra, é necessário que o corte seja realizado frequentemente. Então para isso o ideal é levar o cão ao veterinário ou pet shop para que um profissional faça o serviço.

Orelhas

As orelhas do samoieda são bastante delicadas. Então deve-se tomar bastante cuidado com elas principalmente em filhotes. Como a cartilagem é bastante frágil, não se deve mexer nas orelhas desses animais pois há risco de a cartilagem se partir.

Além disso, é preciso atenção para que não entre água no ouvido do cão durante o banho. Porque caso isso ocorra pode provocar otites no cão. Assim, deve-se manter o conduto auditivo do cão sempre limpo e seco.

Dentes

Os dentes do cão devem ser escovados frequentemente com o auxílio de escova e produtos adequados. Assim, evita-se o acúmulo de tártaro nos dentes do animal.

Além disso é necessário que a saúde bucal do animal seja frequentemente avaliada pelo veterinário.

Alimentação do Samoieda

É indicado que o samoieda tenha acesso à uma ração de boa qualidade. Assim o cão terá uma alimentação adequada e equilibrada. Além disso a alimentação do cão deve ser feita de acordo com as recomendações adequadas. Mas isso varia de acordo com o tamanho do animal, idade e gasto energético diário.

Reprodução da raça

Essa raça possui predisposição genética para algumas doenças. Portanto a sua reprodução deve ser feita apenas por criadores experientes. Além disso é necessário o acompanhamento de um veterinário responsável. Dessa forma é possível afastar os problemas hereditários das ninhadas.

Assim o mais importante é conhecer os pais do filhote para saber se eles não possuem genes relacionados à diversas doenças. Então os cruzamentos devem ser feitos de forma responsável.

Além disso é recomendado que sejam comprados apenas cães criados em canis especializados na raça. Então existe um ranking de criadores da CBKC no qual é possível localizar os principais criadores de todas as raças. Ademais é possível avaliar a confiabilidade deles.

Filhotes de Samoieda

A duração da gestação dos cães gira em torno de 60 dias e deve ser acompanhada pelo veterinário para garantir a saúde da fêmea e dos filhotes. Então após o nascimento eles devem permanecer com a mãe durante ao menos 50 dias. Além disso eles devem ser devidamente examinados, vacinados e vermifugados antes de serem vendidos e levados para uma nova casa.

Quando vão para o novo lar, o ideal é que o adestramento do cão seja iniciado o quanto antes. Dessa forma o animal aprende a se comportar bem e a obedecer seu dono.

Fotos da raça Samoieda

Samoieda Samoieda Samoieda Samoieda Samoieda Samoieda

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here