Neste artigo, você irá aprender tudo sobre O Labrador Origem e História da raça 

Nós sabemos que o Labrador é uma das raças mais queridas entre os tutores, pois além de ser muito brincalhão, ágil e inteligente, é também um cão que faz questão de agradar seus donos e fazer a alegria da casa.

O Labrador é também fiel e, além disso, se bem treinado, ele pode ser um excelente cão de ajuda social, que dá suporte a pessoas com necessidades especiais e deficientes físicos. Muito legal, não é?

A seguir, vamos conhecer um pouco mais sobre a origem e história dessa raça, que é descendente do “Cão de Saint-Jones”, habitante da ilha de Terra Nova, no Canadá, durante o século 18.

A partir de cruzamentos com Pointer, Setter, Spaniel e outros perdigueiros, os criadores de Labradores foram aperfeiçoando as suas características de olfato aguçado e velocidade até chegar ao cão que conhecemos hoje. Vamos ver mais a seguir o Labrador: Origem e História da raça

Labrador Origem e História da raça
Cão da raça Labrador sentado em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Labrador Origem e História da raça

Se lembra do filme Marley e Eu? Então, a estrela do filme, o cão Marley, é justamente da raça Labrador. Com certeza, esse é um cão muito enérgico e amoroso, que encantou a todos! Mas de onde será que ele surgiu? Qual a origem dessa raça?

O Labrador é originário da costa leste do Canadá. O primeiro nome da raça era “St. John’s Dogs”, uma referência à sua principal função na época, que era ajudar os pescadores locais a recuperarem os peixes que escapassem das redes e linhas.

Ou seja, além de ser um ótimo companheiro, os primeiros Labradores também ajudavam os pescadores de bacalhau a recuperar os peixes que escapavam da rede. Acredita-se que seu nome venha justamente dessa função, já que “labrador” quer dizer “trabalhador” em espanhol.

Já no século 19, entre 1820 a 1830, alguns visitantes se encantaram com o porte, disposição e habilidade da raça e o levaram para a Inglaterra. Ainda bem que o fizeram, porque foi isso que salvou a espécie, que acabou extinta na ilha de Terra Nova em 1880, devido a restrições e impostos governamentais.

Na Inglaterra, as habilidades de caça do labrador foram ainda mais desenvolvidas, o que chamou a atenção do Conde de Malmesbury, que resolveu comprar alguns exemplares para viverem em suas propriedades.

Foi então que seu filho “rebatizou” a raça com o nome que conhecemos hoje: Labrador Retriever.

Labrador: Origem e História da raça
Cão sentado olhando para cima – Foto: Freepik

Lembrando que o primeiro cão era mais peludo e ainda maior. Já o atual, possui pelagem curta e densa, e apesar de ser menor, ainda é de porte grande, com coloração amarela, chocolate ou preta. Seus olhos são da cor marrom ou avelã.

Em 1903, os Labradores foram classificados como uma raça oficial pelo England Kennel Club.

Em 1917, o American Kennel Club resolveu seguir os mesmos passos dos britânicos e também oficializou o Labrador Retriever como uma raça oficial, onde alguns anos mais tarde foi-se estabelecido como o nome oficial da raça.

Dois séculos depois e os Labradores continuam sendo muito populares no mundo todo! Mas sua fama aumentou mesmo em 1991, após o término da Guerra Fria, quando se tornou a raça mais popular nos Estados Unidos.

Em 1997, um filhote de Labrador de cor chocolate chegou até o presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton. Seu nome era Buddy e ele foi o primeiro dessa raça a morar na Casa Branca!

Atualmente, é a raça mais popular não só nos EUA, como em vários outros países. Aqui no Brasil é considerada a 5ª raça mais popular, ficando atrás apenas dos SRD’s (conhecidos como Vira-latas), Yorkshire, Poodle e Maltês.

E por que ele é tão popular? Porque, em qualquer lugar do mundo, o Labrador é conhecido por ser uma das raças mais dóceis, sociáveis e fofas de todas. Veja abaixo algumas curiosidades da raça!

Labrador Origem e História da raça
Mulher branca de cabelos loiros abraça um cão Labrador em parque. Crédito da foto: Freepik

Labrador Origem e História da raça – Curiosidades da raça

O Labrador Retriever é um exímio nadador, porque possui membrana interdigital em suas patas, o que torna o nado mais rápido. Ou seja, se você tiver uma piscina em sua casa, é muito provável que ele queira nadar e brincar na água!

Além disso, sua pelagem é um pouco oleosa, o que o mantém aquecido e o ajuda a flutuar e a se secar.

O focinho dele também é bem desenvolvido e por isso possui um olfato excelente. Por ter  um olfato tão aguçado e ser muito veloz, o Labrador era também utilizado para caçar em pântanos.

Atualmente, ainda usam esse dom dele para ajudar em trabalhos policiais. É comum ver os Labradores em terapias e dando assistência a deficientes e pessoas doentes, pois são cães muito pacientes e amigáveis.

Por último, os cães dessa raça costumam latir pouco e não são agressivos, o que os tornam ótimos companheiros para lares com crianças.

Como são muito agitados e possuem bastante energia, o melhor é que eles vivam em casas grandes e com espaço para eles brincarem!

Atividades físicas e exercícios são necessários para que eles se cansem bastante e gastem toda a energia, como jogar o frisbee, fazer caminhadas e até brincadeiras na água.

Quando filhote, ele costuma ter mais energia e, por isso, pode morder móveis e objetos, como sapatos, meias e etc. Uma alternativa é adestrá-lo, que pode ajudar a amenizar o hábito.

Se você gostou deste artigo, não se esqueça de compartilhá-lo com seus amigos! E continue acompanhando o Web Cachorros para ler mais notícias sobre cachorros.

Veja também a nossa lista com os melhores nomes para Labrador e, depois, confira alguns cães semelhantes ao Labrador.

Até a próxima!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here