Cores do Labrador: Se você é amante de cães, sabe que uma das raças mais queridas pelos tutores é o Labrador Retriever.

Essa raça é muito popular em todo o mundo, por ser muita simpática, inteligente e amigável.

Além disso, os Labradores são brincalhões e cheios de energia. Eles estão sempre prontos para uma aventura com sua família e, por isso, conquistam o coração de todos da casa!

Veja a seguir quais são as cores do Labrador Retriever e se apaixone ainda mais por esse cão. Vamos lá?

Cores do Labrador
Cão Labrador de cor amarela, sentado em fundo cinza. Crédito da foto: Freepik

Conheça quais são as cores do Labrador

Cores do Labrador: Labrador Amarelo

O Labrador mais comum é o amarelo, considerado como o padrão da raça.

Ele pode apresentar diferentes tonalidades, como o branco, o creme e creme claro. Todas essas variedades são aceitas pelo padrão oficial.

Normalmente, o Labrador amarelo tende a apresentar as mucosas – isto é, nariz, lábios e pálpebras – e as almofadas de cor preta.

Mas, dependendo da combinação genética, essa coloração pode variar também. Por isso, é comum e aceito as mucosas na cor o marrom e rosado.

Para que o cão apresente a coloração amarela em sua pelagem, ou qualquer uma de suas variantes, deve ocorrer uma dessas combinações genéticas:

  • ee BB: amarelo puro e com pigmentação preta nas mucosas e almofadas.
  • ee bb: portador de chocolate sem pigmentação preta nas mucosas e almofadas.
  • ee Bb: portador de preto e chocolate com pigmentação preta nas mucosas e almofadas.

Lembrando que essas combinações não indicam a tonalidade exata, mas sim se sua genética é de amarelo puro ou se são portadores de outras cores.

Cores do Labrador
Labrador de cor amarela sentado em escada ao lado da dona, mulher de pele branca e cabelos castanhos. Crédito da foto: Freepik

Cores do Labrador: Labrador Chocolate

Esse Labrador possui cor chocolate ou também marrom. É atualmente uma das colorações mais populares, porém nem sempre foi aceita pelo padrão oficial.

Essa tonalidade na pelagem foi aceita não faz muitos anos. Segundo a Federação Cinológica Internacional (FCI), antes de ser aceita e introduzida nos padrões dos diferentes organismos cinológicos, a cor preferida era o preto, de modo que até o início do século XX, as cores chocolate a amarela não eram consideradas como puras e, portanto, sua presença era evitada nesses cães.

Isto porque o cão original, de origem do Canadá, era preto. Mas, com o tempo e após vários cruzamentos na Inglaterra, para onde o cão foi trazido mais tarde, a raça passou a ter novas colorações.

O Labrador chocolate costuma apresentar um tom sólido na sua pelagem. A FCI aceita diferentes tons de marrom, por isso podemos encontrar exemplares de cor fígado, marrom cinzento claro ou chocolate escuro.

Para que essa cor ocorra no Labrador, ambos os pais devem apresentar os genes portadores dessa mesma cor.

Em comparação com as outras cores dessa raça, a variedade genética dos Labradores chocolates é um pouco inferior, isto é, o gene é recessivo – e isso pode interferir na expectativa de vida, fazendo com que vivam menos ou que tenham maior tendência para o desenvolvimento de doenças hereditárias.

Por exemplo, eles são são mais sensíveis a doenças de pele e inflamações de ouvido, além de obesidade. Isto não significa que os cães de outras cores não possam ter esses problemas, apenas que são mais resistentes.

Enquanto os Labradores de cor preta ou mel tendem a ter em torno de 12 anos de expectativa de vida, os chocolates têm cerca de 10 anos.

No caso do Labrador Retriever, existe a presença de quatro genes diferentes que permitem uma cor ou outra do pelo. Vamos ver a seguir:

  • Cores do Labrador – Gene B: é o encarregado por transmitir a cor preta. Pode agir como gene dominante para a cor chocolate ou como recessivo sobre a cor amarela. Recessivo significa que não se manifesta nesse exemplar, mas pode se manifestar em sua prole.
  • Cores do Labrador – Gene b: é um alelo que transmite a cor chocolate e age como recessivo sobre o amarelo e o preto.
  • Cores do Labrador – Gene E: não transmite cor, mas permite anular a dominância do amarelo. Portanto, é um alelo epistático.
  • Cores do Labrador – Gene e: é um alelo hipostático que, ao contrário do anterior, permite a dominância do amarelo.

A cor chocolate ocorre quando acontece uma dessas combinações genéticas:

  • EE bb: corresponde ao chocolate puro.
  • Ee bb: corresponde ao chocolate que, por sua vez, é portador do amarelo e do preto.

Essas combinações não indicam a tonalidade específica (fígado, marrom, chocolate), mas  mostram que se trata de um exemplar de chocolate puro, que também o transmitirá para sua prole.

Cores do Labrador
Labrador da cor chocolate sentado em fundo marrom. Crédito da foto: Freepik

Cores do Labrador: Labrador Preto

Como comentamos acima, a cor preta foi a primeira que surgiu nessa raça, que era a do cão original, proveniente de uma ilha chamada Terra Nova no Canadá.

Ele também era mais peludo, mas com o tempo e os cruzamentos foi perdendo essa característica – e atualmente, seu pelo é mais curto e denso.

Antigamente, os criadores do Labrador davam preferência aos cães totalmente pretos e, por isso, descartavam os cães nascidos com outras cores.

Por tudo isso, durante muito tempo foi considerado que o Labrador autêntico era somente o Labrador preto.

Porém, felizmente nos dias de hoje as três cores já citadas acima são aceitas, portanto são todas oficiais e consideradas autênticas e puras.

A cor preta é a única que não aceita variações em sua tonalidade, mas pode apenas pode apresentar uma pequena mancha branca na área do peito. A cor preta ocorre quando acontece uma das combinações genéticas a seguir:

  • EE BB: preto puro.
  • EE Bb: é portador de chocolate.
  • Ee BB: é portador de amarelo.
  • Ee Bb: é portador tanto de amarelo como de chocolate.

Lembrando que progenitores de uma mesma cor poder dar cria a labradores de cores diferentes.

Cores do Labrador
Labrador de cor preta sentado em gramado na frente de sua dona, uma mulher de pele branco e cabelos castanhos. Crédito da foto: Freepik

Cores do Labrador – Curiosidades

Labradores de cor amarela, marrom e preta podem nascer na mesma ninhada

Isto é, a cor da pelagem é um traço genético variável, como vimos acima. Assim como as crianças podem nascer com cabelos de cores diferentes mesmo tendo os mesmos pais.

Cores do Labrador: Cor da pelagem x preferências

Labradores de pelagem preta são os mais comuns e costumam ser competidores mais bem sucedidos.

Normalmente, os cães policiais são de cor amarela. E o marrom (também conhecido como chocolate) é o mais raro. Já o preto, foi a primeira cor do cão e, por anos, foi a preferida dos criadores.

Cores do Labrador
Labrador da cor chocolate com olhos da cor avelã em fundo preto. Crédito da foto: Freepik

Após ver todas as cores do Labrador, qual é a sua preferida? Leia também nosso artigo sobre a origem e história dessa raça tão incrível.

E veja também nossa lista com os melhores nomes para Labrador, que são verdadeiros companheiros do homem, com uma personalidade única, leal e divertida.

Separei mais esses conteúdos para você:

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here