Convivência com Chow Chow: Saiba tudo sobre convivência com Chow Chow. Afinal de contas, ele é um cão bravo? Descubra tudo sobre o temperamento dessa raça aqui no Web Cachorros.

O Chow Chow é conhecido por sua espessa pelagem, que é chamada por muitos de “juba”, pois lembra a de um leão.

É conhecido também como “cão-gato”, novamente fazendo referência a sua pelagem e também ao seu jeito mais independente.

Ele também é muito lembrado por possuir a língua azul, uma de suas características físicas mais marcantes.

Mas e em relação à personalidade? Será que este cão é mesmo antissocial? Veja a seguir!

Convivência com Chow Chow
Cão Chow Chow em pé, de lado, olhando para a câmera. Fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Temperamento do Chow Chow

Convivência com Chow Chow – Essa raça chinesa é reservada, distante, independente e um tanto teimosa, possuindo uma forte personalidade.

Além disso, é bom saber que esses cães não são lá muito fãs de carinho, apesar de seu pelo fofo bastante convidativo. Não se deixe enganar, pois eles não gostam muito de ser provocados nem agarrados por crianças e estranhos.

É uma raça muito inteligente, sendo facilmente adestrável, mas tem espírito de gato, ou seja, é mais independente que outras raças.

Portanto, não espere ver aquela agitação e adoração quando chegar em casa, nem ter um cão dengoso e que adore um carinho.

O Chow Chow também não tolera castigos físicos, pois espera ser tratado com dignidade e respeito e vai retornar o tratamento na mesma medida – se achar que você é digno dele.

É importante que este cão seja muito bem tratado e cuidado pelo dono, o que fará com que seja muito leal a ele.

Normalmente, esta raça costuma eleger um dono só, e uma vez que o dono é elegido, é para a vida toda.

Mas, por outro lado, se você não souber impor sua autoridade, ele vai achar que é o dono da matilha.

Por isso é que o adestramento e a socialização são muito importantes, pois o Chow Chow precisa ter sua dominância controlada.

Do contrário, poderá se tornar um adulto antissocial e também dominante e agressivo.

No geral, apesar da cara fofa que nos remete a um urso de pelúcia, o Chow Chow possui temperamento desconfiado, por isso precisa se acostumar desde filhote com outras pessoas e animais.

Possui temperamento de cão de guarda, herdado de sua ancestralidade, na qual era utilizado em várias atividades, como guarda e de tração.

Na China Antiga, era frequentemente adotado pelos camponeses daquela época. Outro emprego comum era como cão de briga, nas práticas de rinhas, que felizmente hoje não são mais permitidas.

Hoje em dia, ele é um cão de guarda e companhia, e deve ser adestrado desde pequeno para ter essas características controladas.

Ainda assim, esse cão pode ser apaixonante e se tornar o melhor amigo do homem. Saiba como é a convivência com Chow Chow logo abaixo!

Convivência com Chow Chow
Cão filhote de Chow Chow, deitado em fundo branco, com a língua para fora. Crédito da foto: Freepik

Convivência com Chow Chow

Convivência com Chow Chow – A convivência com Chow Chow tende a ser tranquila, desde que o dono saiba educá-lo com respeito e firmeza.

Outros pontos essenciais são o adestramento e a socialização do cão. Veja mais a fundo abaixo!

Convivência com Chow Chow – Socialização

Convivência com Chow Chow – Como esse cão é dominador e territorialista, a socialização é essencial para ele, desde filhote.

É importante que ele continue se socializando nas outras fases da vida, mas ele precisa crescer acostumado com outras pessoas, animais e com o movimento geral da sua casa e da rua.

O objetivo é evitar que ele desenvolva um comportamento bravo e agressivo. Mesmo que não seja comum a todos os cachorros da raça, os diferentes tipos de ataques podem acontecer eventualmente.

Com estranhos, é bem comum que o Chow Chow assuma uma postura defensiva, protetora e fechada.

Pensando nisso, o ideal é deixar as visitas da sua casa sempre avisadas e evitar a proximidade do animal com crianças sem supervisão enquanto o treinamento dele não tiver sido finalizado.

Porém, ao contrário do que muitos pensam, o Chow Chow não é uma raça naturalmente perigosa, mas sim de personalidade forte e dominante.

Assim como qualquer outra raça, esta pode ser sim equilibrada e saudável se tiver uma boa educação e amor de seus donos, sendo cães maravilhosos.

Muitas vezes, algumas raças são julgadas equivocadamente, sendo alvos de injustiça e preconceito, como o Rottweiler e Pitbull.

Porém, se trata da educação e treinamento que recebem, que influencia – negativamente ou positivamente – em seu comportamento e personalidade.

Portanto, ele precisa ser apresentado às pessoas e animais desde pequeno, para que não desenvolva problemas quando adulto.

Outro ponto importante a se considerar é sobre os latidos. Ele não tem o costume de latir, então fique atento: se isso acontecer, é bem provável que o cachorro queira te mostrar algo fora do comum.

De maneira geral, o Chow Chow – assim como qualquer outro cão -, precisa de um bom espaço para viver, que seja limpo e espaçoso, além de uma boa alimentação e interação diária com a sua família humana. Assim, ele será um cão equilibrado e feliz!

Outro fator importante na criação dessa raça é o adestramento, que deve ser considerado por seu tutor. Veja mais abaixo!

Convivência com Chow Chow
Close de Chow Chow em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Convivência com Chow Chow – Adestramento

Convivência com Chow Chow – O adestramento desse animal é necessário, porém pode ser uma tarefa que requer persistência e paciência do tutor.

Por ser muito dominante e teimoso, o Chow Chow tem dificuldade em aceitar regras e comandos contrários à sua vontade.

Por isso é importante saber estimulá-lo corretamente, com reforço positivo através de brinquedos e petiscos. Dessa forma, você acaba conseguindo ensinar o que quiser para o seu amigo.

É importante que você nunca use qualquer tipo de violência ou atitudes agressivas na hora de ensinar alguma coisa para o Chow Chow, pois o efeito será completamente contrário e você pode acabar estimulando o mesmo tipo de reação nele, que irá perder a confiança em você e sentir ameaçado – fazendo-o com que reaja agressivamente também.

Para finalizar, é muito importante que ele se mantenha ativo através de brincadeiras, atividades e caminhadas.

Assim como qualquer outro cachorro, fazer exercícios é essencial para que o Chow Chow evite o sedentarismo e a obesidade, mas ele não precisa de atividades pesadas para ter as necessidades satisfeitas.

Como citamos anteriormente, as caminhadas diárias são ótimas para que ele se movimente e, de quebra, receba os estímulos sociais da rua. O recomendado é que seja de cerca de 2 km de extensão, para manter seu porte físico em forma.

O ideal é que os exercícios sejam de 45 minutos diários. Fora isso, ele adora ficar longas horas deitado, relaxando e descansando sua beleza, que é outra característica semelhante ao gato.

Por causa da independência, ele fica muito bem sozinho em casa durante o dia, mas não deixe de fazer essas caminhadas para que o animal não desenvolva mais o lado recluso da personalidade.

E é claro, não é porque ele é mais independente que você deve deixá-lo o dia inteiro sozinho.

Evitar o sedentarismo também é uma das formas de prevenir a displasia de quadril, uma das doenças mais comuns no Chow Chow.

Convivência com Chow Chow
Cão Chow Chow deitado descansando. Fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Convivência com Chow Chow – Ele late muito?

Conhecido por sua atitude semelhante ao gato, indiferente e distante, o Chow Chow não vai latir a não ser que seja extremamente necessário.

Então, se ele notar alguma ameaça ou suspeitar de estranhos (já que é bastante territorial e leva muito a sério seu lar e sua família), ele pode sim morder, latir ou atacar.

Por isso, caso receba visitas em sua casa ou estranhos, você deve tomar cuidado, principalmente se você não estiver, já que o Chow Chow dificilmente deixará um estranho passar ileso.

Convivência com Chow Chow – Esse cão é destruidor?

Normalmente, os filhotes são bem comportados e não apresentam comportamentos destrutivos ou desobedientes, mas isso não costuma durar muito.

Conforme se aproxima sua adolescência, ele tem uma tendência a desafiar a autoridade do dono, por isso é que preciso que o dono seja experiente com cães e tenha firmeza para ensinar quem é que manda ali. 

Convivência com Chow Chow – Ele é agitado?

Convivência com Chow Chow: Conhecida por ser uma raça bem comportada, o chow chow não vai morder seus sapatos, tirar suas roupas do varal ou roer móveis e objetos.

Mas não se engane: se ele se sentir desafiado por seu tutor, caso não o reconheça como o chefe do bando, pode ficar desobediente e agressivo.

Muitas vezes incompreendido, o Chow Chow pode sim conviver bem com crianças, mas é bom começar a adestrá-lo desde filhote, com treinos de socialização e obediência.

Ah! E as crianças também, é importante ensiná-las a como segurar e lidar com a raça, para uma convivência pacífica entre ambos.

Agora que você já sabe tudo sobre convivência com Chow Chow, conheça também algumas outras raças de cães peludos para se apaixonar.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here