Neste artigo, você irá descobrir tudo sobre a origem e história do Chow Chow, um cão peludo conhecido por sua língua azul.

Sua aparência lembra a de um leão ou um urso, pois ele possui bastante pelo – o que dá uma aparência majestosa e imponente -, mas que também é pura fofura!

Por isso, o Chow Chow é conhecido como um dos cães mais exóticos e bonitos do mundo, chamando a atenção de todos por onde passa, essa é a origem e história do Chow Chow

Que tal saber mais sobre essa raça canina tão exuberante? Ela é originária da China, mas vamos contar mais a seguir, a origem e história do Chow Chow. Então continue conosco!

origem e história
Cão Chow Chow de cor creme em pé, de lado, em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Origem e história do Chow Chow

Origem e história do Chow Chow: Sua origem é da Ásia, alguns dizem que é da China, outros dizem da Mongólia ou ainda Sibéria. Isso porque algumas análises de DNA sugerem que estes cães tenham surgido originalmente na Mongólia ou Sibéria, e então foram levados para a China posteriormente.

Porém, o Chow Chow é mais considerado um cão chinês do que siberiano ou mongol. Ele possui uma linhagem muito antiga, sendo apontado como uma das mais velhas do país.

Na China, estes cães são chamados de Songshi Quan, que significa literalmente “cão-leão-empolado”, uma referência a sua grande quantidade de pelos.

Acredita-se que sua imagem já tenha sido usada para decoração de objetos na Dinastia Han em 206 a.C e que durante a Dinastia Tang, um dos imperadores teve em seu canil dois mil e quinhentos exemplares destes caninos, e estes ficaram conhecidos como Tang Quan (cão da Dinastia Tang).

Há certas especulações de que a raça é fruto de um cruzamento entre os cães Spitz e o Mastim Tibetano.

O Chow Chow era muito útil na China do século 7, quando participava de algumas atividades, como cão de guarda e na tração, muito utilizada pelos camponeses.

Outro uso comum da raça era para as conhecidas rinhas, como cão de briga. É portanto um cão com várias funções.

E como a raça chegou ao ocidente? Bem, a raça foi introduzida no ocidente pelos navegantes chineses, graças ao comércio entre a China e a Inglaterra, já no século 19.

Outros ainda dizem que foi o exército inglês quem os trouxe por causa de sua aparência. Tanto é que estes cães chegaram a ser expostos em zoológicos ingleses como animais exóticos. Em 1880, o Chow Chow teve, inclusive, direito a visita da rainha Vitória.

Sua primeira aparição nos EUA foi bem mais recente, em 1980. Desde então, os cães da raça passaram por diversas modificações ao longo dos anos para ficarem maiores e mais musculosos.

Com isso, rapidamente a raça foi ficando popular em muitos outros países e após ganhar popularidade nos Estados Unidos, a raça foi reconhecida pelo American Kennel Club (AKC) em 1903.

Preferidos de Sigmund Freud e Konrad Lorenz, estes cães são considerados difíceis, dominantes e teimosos até para donos mais experientes.

origem e história
Cão Chow Chow sentado em praia, no pôr do sol. Crédito da foto: Freepik

Conheça um pouco mais da personalidade deste cão de aparência e temperamentos fortes:

Origem e história do Chow Chow: Chow Chows, na sua maioria, não são cães sociáveis. Por sua tendência a serem independentes, alguns apresentam certa teimosia.

Geralmente, são indiferentes com estranhos mas podem demonstrar agressividade com outros cães.

Por isso, é aconselhável que desde filhotes recebam treinamentos de socialização, tanto com outros animais como com pessoas em geral.

São animais inteligentes, mas devido ao seu forte temperamento, o adestramento pode ser um desafio.

Entretanto, mesmo sendo um pouco difícil, o adestramento é bastante recomendável, já que se trata de uma raça de forte personalidade e não muito sociável.

Concluindo, o adestramento desde filhote o fará conviver melhor com outros cães, com pessoas em geral e também o ajudará a conter a tendência de guarda que os tornam mais agressivos.

Origem e história do Chow Chow:                                                       Veja a seguir alguns cuidados com a raça Chow Chow:

Origem e história do Chow Chow: Os cuidados com o Chow Chow começam pela pelagem que é bem farta. Sendo assim, a raça requer uma escovação de duas a três vezes por semana, no mínimo.

O banho é outro momento que requer atenção especial, assim como a secagem que deve ser bem-feita para evitar o surgimento de fungos.

Além disso, o cão dessa raça requer também maior atenção em relação aos olhos, uma vez que são propensos à irritação nas pálpebras, conhecida por entrópio. O dono deve ter o cuidado de limpar diariamente os olhos de seu amigo peludo com gaze e soro fisiológico.

Até os seis meses, a alimentação deve ser de 4 a 5 vezes ao dia. Após isso, a orientação é que se diminua a frequência até limitá-la a 2 porções diárias e seguir assim pela vida adulta. A quantidade, por sua vez, pode variar de 90 a 320 gramas para filhotes e 230 a 295 gramas para adultos dependendo de suas necessidades.

Como a maioria dos cães, o Chow Chow necessita de exercícios de, pelo menos, duas vezes por dia durante o tempo de 15 minutos. No mais, é contar sempre com a ajuda de um veterinário de confiança para visitas periódicas.

Por fim, saiba que cão da raça Chow Chow é muito lindo, exótico e conta com características bem interessantes.

Mas, como citamos acima sobre origem e história do Chow Chow, ele necessita de muitos cuidados e bastante atenção por parte do tutor.

Você pensa em ter um Chow Chow? Agora que você já sabe a origem e história do Chow Chow, saiba mais sobre essa raça de cão aqui no Web Cachorros, o site de quem ama cachorros.

Leia também:

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here