Adestramento positivo

Você certamente já deve ter ouvido falar em adestramento positivo. Muitas pessoas ainda não sabem exatamente como educar seus cães. E acabam se questionando entre tantas dicas pela internet qual é o melhor método.

O adestramento positivo é o mais recente que vem já de alguns anos sendo estudado e avaliado por especialistas. É o mais indicado para qualquer cão. Nesse artigo você vai entender mais sobre como ensinar seu cão em casa com esse tipo de adestramento.

Estudos

O psicólogo B. F. Skinner estudou ratinhos dentro de uma caixa. Os ratinhos estavam com fome e existia uma alavanca dentro da caixinha, ao esbarrar na alavanca o ratinho recebia comida. Assim os ratinhos começaram a apertar a alavanca cada vez mais para receber comida.

Para ele “Comportamento que é reforçado tende a ser repetido, comportamento que não é reforçado tende a se extinguir”. Isso se aplica aos cães. Se eles tiverem bons comportamentos reforçados vão tender a repeti-los.

 O que é Adestramento positivo?

adestrando

O adestramento positivo consiste em dar ao cão coisas que ele gosta quando ele faz um comportamento que é desejado. E não dar coisas que ele gosta quando ele tem comportamentos que você não quer.

Assim quando o cachorro brinca sem morder sua mão, você deve dar o reforço. Pode ser um carinho ou um petisco. Quando o cão faz algo como latir pedindo comida, você não dá comida nem atenção. Assim ele não tem o que quer e tende a extinguir esse comportamento.

Fazer barulhos, gritar ou dizer “não” são coisas que não fazem parte do adestramento positivo. É possível que você consiga usar uma atitude como dizer “não” aliado ao reforço positivo em outras atitudes. Mas ainda assim isso não faz parte desse tipo de adestramento.

Quando o tutor reforça errado

Adestramento positivo

Muitos tutores reforçam comportamentos ruins sem saber. Muitos ainda dizem que o cão é burro ou não conseguem aprender, mas eles estão ensinando errado. O reforço dado errado pode ser algo muito ruim.

Afinal o cão tende a repetir o que é reforçado. Quando o tutor dá comida para o cão parar de latir, ele está reforçando o latido. Assim como quando o tutor deixa o cão ir onde ele quer para o cão se acalmar.

Puxar as mãos ou pés quando o filhote morde também é uma forma de reforçar erroneamente. Pois você torna aquilo mais interessante e faz ele achar que aquilo é uma brincadeira e que é aceitável.

Funciona com todos o s cães?

Adestramento positivo

Sim. Funciona com todos os cães e o indicado é que seja usado com todos sem distinção. Não é apenas para cães pequenos, todos os cães merecem ser felizes e aprender sem ser punidos, incluindo os grandes. Se você tem um cão de grande porte é ideal que ele aprenda como se portar e possa entender e responder a ordens de todos da família.

Usar a força, enforcador, gritos e puxar ou empurrar o cão é algo que além de aumentar os níveis de estresse –podendo levar a uma mordida- só poderá ser feito por pessoas muito fortes. Por isso use o adestramento positivo com todos os cães.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre cuidados no verão com os cães

Como aplicar em casa

Adestramento positivo

A parte mais importante depois de entender o que é o adestramento positivo, é aprender a aplicar em casa. Aprenda com dicas muito simples como ensinar não apenas comandos, mas comportamentos que você deseja que seu cão tenha. E também como extinguir os comportamentos ruins.

  • Quando reforçar

O comportamento desejável deve ser recompensado imediatamente. Para alguns cães um brinquedo pode funcionar melhor que um carinho. Mas para a maioria deles comida é o que eles preferem.

Para fazer o adestramento positivo dar certo é importante que você consiga dar a recompensa assim que o cão acertar. Viu o cão fazer xixi no lugar certo, dê o petisco, brinquedo ou carinho no mesmo momento.

Se você não tem petisco ou brinquedo, dê carinho sim, mesmo que não seja o preferido dele. Pois os cães também gostam muito de carinho, principalmente vindo de alguém que gostam.

  • O que eu posso ensinar?

filhote sendo adestrado

O ideal é ensinar o cão inicialmente coisas básicas. Ensine a morder apenas os brinquedos. Dando os brinquedos quando ele morde objetos ou as pessoas. Você deve retirar a mão e dar o brinquedo, quando o cão morder o brinquedo, elogie.

Você também pode ensinar a gostar do peitoral e guia dando um petisco quando coloca-los. É possível ensinar a não subir no sofá, sempre colocando-o para baixo quando o cachorro subir. E também pode ensiná-lo comandos básicos dando o petisco quando ele senta ou deita.

Como agir em comportamentos indesejados

adestrar dois cães

Outra premissa do adestramento positivo é não dar o que o cão quer quando ele faz algo indesejado. Então quando o cão late pedindo comida ou atenção, você pode simplesmente ignorar totalmente o cão. E nunca dê a comida quando ele insistir.

Assim ele entende que latir incessantemente não resulta em nada. Dê coisas que ele gosta quando ele estiver calmo, assim ele vai aprendendo que calma resiste em coisas que ele gosta. E agitação e latidos não traz nada de bom para ele.

Você também pode ensinar a passear tranquilamente. Quando o cão puxar pare de andar, só volte a andar quando ele estiver próximo de você e mais calmo. Nesse momento também cabe um elogio e um petisco para o cão fixar esse comportamento. Essa é a técnica da árvore que deve ser repetida sempre durante os passeios até o cão se acalmar.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre enforcador e por que é considerado um método ultrapassado

Dica

cão e dono

É bom lembrar que cães são animais ativos e precisam de exercícios. Alguns mais outros menos. Porém você nunca conseguirá ensinar seu cão a ficar tranquilo se ele estiver com níveis de estresse altíssimos por não estar se exercitando suficiente.

Assim como não poderá ter um cão tranquilo em relação a comida, se ele não estiver recebendo uma alimentação de qualidade. Com todos os nutrientes que o corpo dele precisa.

Por isso assegure-se de que o peludo está recebendo tudo que é necessário para ter uma vida saudável e feliz. Pois você não pode exigir um comportamento que ele é incapaz de reproduzir por não estar recebendo os cuidados que precisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here