As Mudanças de Comportamento dos Cães Idosos

U Tatiane Andrade    t 26 de abril de 2014


Você sabia que, assim como os filhotes, os cães idosos sofrem com crises de comportamento? Tais mudanças começam a ocorrer já a partir dos 7 anos, idade média na qual o cão já pode ser considerado idoso. Para entender um pouco mais sobre esta fase, preparamos um guia especial. Saiba quais as situações mais comuns nesta fase da vida canina.

As mudanças de comportamento dos cães idosos

Agressividade e Irritabilidade

De repente, aquele cãozinho que sempre foi dócil e meigo tornou-se agressivo? Esta é uma das mudanças de comportamento mais comuns entre os cães idosos. Usualmente, a agressividade repentina pode estar ligada à um problema de saúde, o qual deixa o animal mais inseguro e fragilizado.

Quando o cão começa a perder a sua visão e sua audição, naturalmente ele se sente mais assustado. A agressividade, nesta ocasião, pode ser explicada pelo medo exacerbado, ou seja, qualquer situação pode representar perigo, já que ele não consegue ouvir ou enxergar corretamente.

As mudanças de comportamento dos cães idosos

A redução dos movimentos é outro fator desencadeante da agressividade, além da irritabilidade. Um exemplo claro é o cão idoso tornar-se agressivo/irritado, quando um animal jovem é colocado no mesmo ambiente. A impossibilidade de se movimentar com agilidade e fugir do local o deixa extremamente irritado e agressivo.

Mudança dos Padrões de Sono

É bastante comum nos depararmos com cães idosos que permanecem vagando durante toda a madrugada pela casa e, consequentemente, trocando o dia pela noite. Assim como a agressividade e a irritabilidade, o motivo principal para a falta de sono pode ser também uma condição médica especial.

Além da perda de visão e de audição, as alterações das funções fisiológicas podem colaborar com a insônia noturna. Portanto, a mudança nos padrões de sono é causada, em grande parte dos casos, pela dificuldade de urinar ou defecar e dores nas juntas e nos ossos, além da redução do apetite.

As mudanças de comportamento dos cães idosos

Além da dificuldade de dormir, os cães idosos – geralmente – uivam bastante. Apesar de esta informação ser desconhecida por muitos donos, os uivos podem estar ligados à problemas médicos.

Uma maneira de suavizar as alterações do sono é busca auxílio médica para as possíveis enfermidades. Sentindo menos dor, é possível que o cãozinho idoso durma com mais tranquilidade.

Medo da Solidão

Cães idosos tornam-se mais ansiosos como de costume. A dificuldade de se locomover, urinar, defecar, ouvir e enxergar faz com que os animais sintam-se indefesos, principalmente quando longe de seus donos. Desta forma, a ansiedade por separação é um dos motivos que aumentam o nervosismo dos cãezinhos.

As mudanças de comportamento dos cães idosos

Existem algumas ações que minimizam a ansiedade por separação, às quais podem ser adotadas pela família do cão idoso. Confira abaixo:

Esquecimento de Comandos

Assim como acontece com os idosos humanos, os cães idosos sofrem com o esquecimento de comandos aprendidos quando filhotes e durante a vida adulta. Nesta fase, o dono do cãozinho deve manter a calma e ter muita paciência para auxiliar o animal a ultrapassar os obstáculos da idade.

As mudanças de comportamento dos cães idosos

Alguns exemplos de esquecimentos que podem ocorrer com cães idosos é a dificuldade de lembrar quais os locais definidos para urinar e defecar e a utilização de objetos da casa como brinquedinhos, além de outras regras de convivência diárias.

Latidos e Uivados Frequentes

Com todos os problemas de saúde e socialização, os cães idosos estão mais propensos ao aumento dos níveis de estresse. Consequentemente, cães estressados apresentam certo aumento em sua vocalização (latidos, uivados e lamentações).

As mudanças de comportamento dos cães idosos

Porém, é preciso analisar a causa desta vocalização: é possível que os cães desejem apenas a atenção do dono. Nestas situações, devem ser ignorados. Mas caso haja uma causa médica por trás dos latidos e uivados frequentes, como disfunções cognitivas, um médico veterinário deve ser consultado e, se necessário, medicações devem ser ministradas.

Como Cuidar de Cães Idosos – Dicas Práticas

Selecionamos aqui algumas dicas de como cuidar dos cãozinhos idosos. Utilize as dicas em conjunto com as observações citadas no artigo e promova o bem-estar do seu amigo animal:

  1. Dê conforto ao cão – Quando idoso, ele precisará de ainda mais conforto. Por isso, separe um espaço com cobertores, mantas e muitas almofadas para que ele possa descansar com tranquilidade.
  2. Visite o veterinário regularmente – Os cachorros mais velhos são mais propensos à infecções e sentem certa dificuldade em enfrentar doenças e diversos tipos. Por isso, realizar um check-up é essencial para manter a boa saúde do seu amigo. O veterinário dará ênfase em exames que analisem a boca, a pele, o coração e, principalmente, o sistema digestivo.
  3. Reduza consideravelmente as atividades – Com o passar do tempo, a vitalidade do cachorro tende a diminuir. Por isso, a disposição para as atividades não será a mesma. Evitar corridas, brincadeiras e exercícios ligeiros e pesados é essencial para que a saúde do animal não se comprometa ainda mais.

Uma coisa é certa: os cães mais velhos precisam de muito mais carinho, atenção e cuidados especiais. Afinal, depois de uma vida inteira regada a brincadeiras e alegrias junto aos seus donos, na terceira idade é preciso descansar e ser muito mimado!


3 respostas para “As Mudanças de Comportamento dos Cães Idosos”

  1. nilzely disse:

    Lindo! Estou nessa situacao..

  2. Ester disse:

    Tenho uma cachorra de 15 anos SRD porte grande. Ela era extremamente obediente e sabia o lugar de todas as coisas. De uns dias pra cá anda fazendo cocô em qq lugar (sendo que só fazia em lugar específico) e anda meio resistente em obedecer…. fora que já percebemos que não está escutando direito….por alguns dias tentei fazer ela voltar a fazer cocô no lugar certo, mas não adiantou… O artigo me ajudou bastante…agora é paciência e limpar o cocô no lugar errado mesmo….hahaha…….

  3. Vinicius disse:

    Tenho uma cachorra poodle de uns 16 anos ou mais que perdeu uma filha (envenenada) e de uns tempos pra cá está uivando (chorando) bastante quando vamos sair e na hora de dormir. Quando estamos dormindo ela chora a madrugada inteira muito alto ficando impossível dormir. Será q tem algum remédio para tranquiliza-la na madrugada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Populares

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Grupo dos Hounds

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Cavalier King Charles Spaniel

Grupo dos Esportistas

Cavalier King Charles Spaniel

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Cuidados

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Os cachorros mais bonitos do mundo

Curiosidades

Os cachorros mais bonitos do mundo

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Cuidados

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Últimos Artigos

Saiba como seu cão pode ajudar a ensinar lições às crianças

Curiosidades

Saiba como seu cão pode ajudar a ensinar lições às crianças

Conheça os planos de saúde para cães

Cuidados

Conheça os planos de saúde para cães

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Dicas

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

Alimentação

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo

Dicas

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo