Buldogue Francês

Essa é uma raça que definitivamente conseguiu conquistar os corações não apenas dos brasileiros, como também do mundo inteiro. O Buldogue Francês, também conhecido pelo nome de Franchie, é um cão de pequeno porte e bastante musculoso, que chama a atenção pelas suas orelhas de morcego. Conheça um pouco mais sobre esse cão tão amado.

Informações sobre o Buldogue Francês

  • País de origem: França
  • Função original: cão de colo
  • Coloração: branco com preto, fulvo, creme, tigrado, marrom, azul, branco, cinza, preto com marrom e apenas preto
  • Pelagem: pelo liso, curto e muito macio
  • Altura (machos e fêmeas): 35 cm
  • Peso: em média, de 8 a 14 kg
  • Expectativa de vida: entre 13 e 15 anos
  • Ranking de Inteligência: 58ª posição
  • Preço do Buldogue Francês: varia entre R$ 1.500 até R$ 4.500

Curiosidades sobre o Buldogue Francês

  • Apesar de ser chamado de Buldogue francês, ele tem origem inglesa.
  • Existem nove cores padrão do Bulldog Francês oficialmente reconhecido pelo AKC, criadores, juízes e clubes.
  • Alguns famosos possuem um Buldogue Francês: David Beckham e Scarlet, Reese Witherspoon e Pepper, Madonna e Gypsy Rosa, Hugh Jackman e Dali, assim como a falecida Carrie Fisher e seu Bulldog Francês Gary.
  • Apesar de hoje as orelhas do Buldogue Francês serem eretas e triangulares como as de um morcego, elas já foram caídas.
  • São reproduzidos artificialmente.
  • Eles não suportam ser gritadosQuando estiver treinando seu Frenchie, evite repreendê-los, além de gritar e criticar, porque eles são muito sensíveis.

Origem e história do Buldogue Francês

Apesar de ser conhecido como Buldogue Francês, o desenvolvimento dessa raça teve influência direta de mais dois países além da França: Inglaterra e Estados Unidos. A Inglaterra foi responsável pela formação da base dessa raça por causa do seu ancestral, o antigo Buldogue Inglês. Os franceses os tornaram únicos e os americanos exigiram as orelhas de morcego tão famosas.

Os primeiros a se interessarem pela raça foram os rendeiros (profissionais responsáveis pela fabricação de renda a partir do entrelaçamento de tecidos). Eles providenciaram as modificações no Buldogue Francês que temos hoje a partir do Buldogue Inglês. Em pleno século XIX surgiram os primeiros exemplares que ficaram conhecidos como Buldogue Toy. Todo esse processo ocorreu em Nottingham, na Inglaterra.

Somente a partir da Revolução Industrial aconteceu a migração dos cachorros juntamente com os rendeiros para a França, onde o seu trabalho artesanal ainda era valorizado. A versão Toy se tornou tão famosa em terras francesas que acabou recebendo o nome de Buldogue Francês. Depois de alguns anos, a raça retornou para o território inglês para participar de exposições, porém o nome relacionado a França não obteve mais mudanças.

Características do Buldogue Francês

Seu pelo: Geralmente bem curto.
Sua cor: Os buldogues tigrados, podem possuir os pelos mais claros (tigrado dourado ou inverso), tendo as listras de cor escura. Do mesmo modo eles podem também ter as listras de cor mais clara inseridas em um fundo mais escuro. Por fim, existem aqueles animais que possuem tigrado médio, no qual pelos claros e escuros são distribuídos proporcionalmente. Já o Buldogue fulvo, podem variar desde cores claras até cores mais escuras. Além disso, podem ter manchas brancas que podem chegar até mesmo a ser predominantes.
Sua cabeça: Larga, quadrada e muito forte, com dobras e rugas.
Suas orelhas: Como morcegos.
Seus olhos: Grandes, redondos e escuros.
Seu corpo: Grande e musculoso, com o peito bastante cilíndrico.
Sua cauda: Curta, muitas vezes é torcido ou cortado naturalmente e pontudo.

Buldogue Francês
Closeup of French bulldog in a paper box

Essa raça habitualmente late pouco. Além disso, o latido costuma ser baixo e rouco. Dessa forma, o buldogue francês costuma latir mesmo somente quando percebe algo diferente. Além disso, pode latir também para pessoas às quais não estão habituados. No entanto, eles costumam dar apenas alguns latidos para alertarem os donos e logo já param.

De maneira geral esses cães costumam ser calmos. Portanto, eles são muito indicados para idosos devido à essa característica. Entretanto, eles apreciam muito brincar com crianças, além de serem ótimos no quesito convivência com as pessoas.

Temperamento do Buldogue Francês

Se você é daqueles que passam longas horas fora de casa, saindo pela manhã e só chegando à noite, escolha outra raça como companheira. Ele é muito apegado ao dono e isso acaba criando uma forte dependência. Afinal de contas, quando o Buldogue Francês foi criado, o objetivo foi torná-lo um cão de companhia e assim, ele não está fazendo nada mais que a função que a natureza lhe impôs.

Ele é muito amoroso e adora um bom carinho. Em qualquer ambiente sempre prefere ficar perto do seu dono mesmo que não estejam interagindo. Essa raça não aguenta ficar longos períodos sozinho e pode até mesmo ficar muito doente por conta disso.

Além disso, quando deixado sozinho, o Buldogue Francês se torna bastante destrutivo. Portanto, antes de sair de casa é melhor deixar fora do seu alcance tudo o que pode ser quebrado ou, pior ainda, engolido. O melhor mesmo é deixá-lo na companhia de outra pessoa quando for sair para que ela cuide do seu amigo com todo o carinho.

Adestramento do Buldogue Francês

O Buldogue Francês não faz o tipo muito destrutivo se não houver motivos para isso. Quando filhote, devido ao seu alto nível de energia, ele pode ser um tanto bagunceiro, mas depois da idade adulta isso muda. Ainda assim, é bom não deixar objetos pequenos espalhados pela casa que possam ser engolidos. Se o cachorro estiver entediado, comerá um por um.

O adestramento deve ser iniciado desde a infância. Deve ser mostrado ao cão que ele não deve sair comendo tudo o que vê pelo caminho. Esse não é um trabalho para marinheiros de primeira viagem, pois exige muita paciência, atenção e dedicação. Você pode providenciar alguns brinquedinhos apropriados para mantê-lo ocupado quando não puder dar a atenção que ele precisa.

Convivência com o Buldogue Francês

O Buldogue Francês não faz o tipo tímido. Mesmo na presença de estranhos ele quer ser o centro das atenções e não se incomoda se algum desconhecido começar a lhe fazer carinho. Eles simplesmente amam isso! Eles são muito confiantes e seguros de si e não sentem a necessidade de chamar a atenção das pessoas pelos seus latidos.

A falta de medo pode ser perigosa em alguns momentos já que essa raça não se importa em enfrentar um cachorro 3 vezes o seu tamanho.

buldogue francês

Devido ao seu pequeno porte e ao perfil calmo esses cães não tem muita necessidade de espaço. Portanto eles são recomendados para viverem em  casas pequenas e apartamentos.

Devido ao peso relativamente alto (entre 8 e 14 quilos), pode ser difícil carregar esses animais no colo. Isso pode ser um empecilho em prédios em que não é permitido que o cão se desloque no chão em áreas sociais.

Convivência com crianças e animais

O Buldogue Francês tem verdadeira adoração por crianças. Eles se sentem completamente à vontade na presença desses pequenos seres humanos. Se você tem crianças em casa, certamente o Buldogue sempre estará perto delas, que passam a ser companheiros de aventuras e brincadeiras. Além disso, essa raça torna-se uma protetora incansável e se você for dar uma bronca nos seus filhos é melhor tirar o fiel escudeiro de perto.

Para quem tem outros pets, o Buldogue Francês pode não ser uma boa ideia. Pode parecer estranho que uma raça que se dá tão bem com pessoas, até mesmo estranhas, pode não conviver bem com outros cães. O Buldogue Francês é uma mistura dos tipos Bull e Terrier, duas raças reconhecidamente encrenqueiras. Eles são muito dominadores, gostam de ser líderes e mandar no pedaço. Quando a história é com dois buldogues do mesmo sexo, então a situação fica ainda mais complicada.

Se você já tem um Buldogue Francês em casa e quer adquirir outro para fazer companhia, prefira um do sexo oposto. Isso costuma diminuir as tenções entres os cachorros. Outra boa opção é optar pela castração e isso normalmente é recomendado por quem entende do assunto.

Condição física do Buldogue Francês

buldogue francês

Normalmente, o peso desses cães varia entre 8 e 14 quilos. Isso vale tanto para os machos quanto para as fêmeas. Ao contrário do peso, não existe um padrão específico para o tamanho do Buldogue Francês. Porém ele deve ser proporcional ao peso.

Esses animais costumam ser pequenos e gordinhos. Por isso, possuem uma aparência bastante robusta. Além disso fazem parte das características inerentes à raça as costas largas e musculosas, peito cilíndrico e profundo e flancos levantados no mesmo nível do ventre.

Além disso, a cabeça do Buldogue Francês é larga e quadrada, com nariz largo e curto, olhos escuros e grandes e, orelhas médias, retas e de extremidade arredondada. E esses animais possuem também muitas dobras e rugas que são características muito conhecidas da raça.

Por fim, a cauda do buldogue francês é curta, de base larga. Sendo assim, quando o cão está brincando, o rabinho fica em posição horizontal, virado para baixo.

Nível de exercício do Buldogue Francês

buldogue francês

Essa raça tem preferência por brincadeiras. O Buldogue Francês é muito inteligente e alegre. Não é o tipo de cachorro para pessoas sedentárias e que gostam de passar o dia inteiro no sofá. O seu nível de energia é tão elevado que chega a ser hiperativo quando filhote (mais ou menos entre 12 e 18 meses de idade). Na idade adulta ele ainda possui muito gosto por brincadeiras, mas tende a ser mais tranquilo. Ainda assim, ficar deitado no sofá está longe de ser um dos seus passatempos.

O Buldogue Francês não precisa se exercitar com frequência. Mas ele não tem um alto nível de energia? Pois é, a questão aqui é porque a energia dele é direcionada para brincadeiras e não para esportes. O Buldogue Francês faz parte do grupo dos braquicefálicos, aqueles que possuem o focinho achatado. Essa característica anatômica não só dificulta a respiração como também a regulação interna da temperatura.

Para quem tem piscina em casa é bom ter cuidado extra com essa raça. Eles não são bons nadadores apesar de a crença popular que diz que todo cachorro sabe nadar. O Buldogue Francês possui as pernas curtas e músculos pesados ficando muito vulneráveis em ambiente aquático. Mesmo assim, ele pode ficar tentado a pular na água em dias muito quentes, então é melhor ficar de olho.

Manutenção e higiene do Buldogue Francês

Precisam de poucos cuidados e quanto menor a quantidade de banhos, melhor. A escovação pode ser feita apenas uma vez por semana para retirar os pelos mortos. Para tomar banho, é aconselhável usar um shampoo de PH neutro.

O cuidado principal é com as dobrinhas que eles possuem no rosto. Eles devem ser limpas com frequência com algodão e soro fisiológico e tenha a certeza de que ficaram devidamente secas ao terminar. Se quiser passe um pouco de talco com os dedos para que todos os lugares sejam atingidos.

buldogue francês

É necessário se atentar sempre ao comprimento das unhas do Buldogue. Isso porque unhas muito compridas podem prejudicar a movimentação do cão. Portanto, elas devem ser frequentemente aparadas. Então, é necessário tomar muito cuidado para que as unhas sejam aparadas corretamente. Caso contrário, podem ocorrer hemorragias devido ao corte de vasos sanguíneos presentes no cerne da unha. Isso pode provocar dor no animal e até mesmo obrigar o dono à leva-lo ao veterinário.

Apesar de serem cães relativamente pequenos, eles possuem maxilares muito fortes, com dentes grandes. Essa é uma característica bem marcante da raça.

Mas é necessária uma boa higienização dos dentes do buldogue para que eles continuem fortes. A remoção do tártaro pode ser realizada com o auxílio de escova de dentes e pasta especial para cães, bem como petiscos.

Saúde do Buldogue Francês

buldogue francês

Quanto aos problemas de saúde, o Buldogue Francês pode ter problemas com a temperatura corporal por causa do focinho achatado, com a audição pelo formato da orelha que permite a entrada de muitos micro-organismos. São muito suscetivos a dermatites, displasia coxofemural, problemas de coluna e luxação patelar.

Reprodução do Buldogue Francês

Os buldogues franceses machos são incapazes de cobrir adequadamente a fêmea no momento da cópula. Isso porque suas patas traseiras são pequenas e finas, não suportando o peso do animal. Portanto, a reprodução da raça é feita exclusivamente por inseminação artificial.

O parto deve ser feito sempre com cesariana, pois a cabeça do filhote é muito larga e pode matar a mãe em caso de parto normal.

Alimentação do Buldogue Francês

A alimentação do Buldogue Francês deve ser muito bem controlada. Isso porque esses animais possuem algumas fragilidades como sensibilidade digestiva, sensibilidade cutânea, problemas respiratórios e fragilidade das articulações, por exemplo.

Um buldogue francês não pode pesar mais de 28 quilos.

Sendo assim, a alimentação desses cães deve ser extremamente balanceada à fim de compensar todas as fragilidades. Tais nutrientes podem ser obtidos através de uma alimentação artificial (comprada pronta) ou natural (feita em casa). Para escolher a alimentação mais adequada é recomendado que se consulte um veterinário especialista em nutrição animal.

Filhotes do Buldogue Francês

Muitas vezes, para que os filhotes nasçam é necessária a realização de uma cesariana. Isso porque a cabeça dos pequenos buldogues costuma ser muito grande, impossibilitando a passagem pelo canal vaginal da fêmea.

Devido aos fatores envolvidos na reprodução do animal como a inseminação artificial e a cesariana, o valor desses animais costuma ser elevado.

Fotos do Buldogue Francês

Buldogue Francês

Buldogue Francês

Buldogue Francês Buldogue Francês Buldogue Francês

Buldogue Francês

Buldogue Francês Buldogue Francês

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde! Minha esposa e eu estamos buscando um buldogue francês e pelas pequisas que fizemos, observamos que uma característica da raça pura é a orelha em pé. Porém ao pesquisar alguns bebes da raça, encontramos com alguns com a orelha um pouco dobrada e estamos na dúvida se é normal essa característica logo ao nascer e com o crescimento a orelha estabilizar em pé.
    Agradeco já a ajuda.

  2. Oi Guilherme!
    Ao nascer a orelha dos bulldogues são caidinhas, é normal da raça. Conforme os filhotes vão crescendo, as orelhas levantam por si só, sem necessidade de cortá-las (o que é proibido).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here