Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Quem aí já ouviu falar nessa raça? Se não ouviu pelo menos já deve ter visto em algum desenho animado. Essa é a raça da meiga Dinah, o segundo amor do fiel amigo Pluto, depois da doce Fifi. Também é conhecido por alguns de forma vulgar como cão salsicha por sua forma comprida e roliça como um cilindro é sem dúvidas um bom cachorro para se ter em casa.

Características gerais do Dachshund

Essa raça encontra-se cadastrada na Federação Cinológica Internacional por sua imensa variedade quando se fala em tamanho e tipo de pelagem. Os tamanhos do cachorro salsicha são divididos em 3, cada um apresentando uma raça diferente.

  • Standard (que chega a 9 kg);
  • Miniatura (possui circunferência torácica de até 35 cm quando chega a idade de 15 meses);
  • Kaninchen (que chega a circunferência torácica máxima de 30 cm na mesma idade).

Quanto ao tamanho e quanto ao pelo temos longo, curto ou duro.

Apesar de todas as características, no momento do acasalamento só são permitidos cães com pelo e tamanhos iguais.

Por seu porte pequeno e leve e seu faro bastante aguçado é um excelente cão para a prática da caça. Além disso, também é um ótimo companheiro. É dócil, carinhoso, cheio de energia e adora brincar. O seu tamanho não é medido como nos outros cachorros, ou seja, pela altura, mas sim pelo diâmetro do tórax que pode variar de 30 até 35 cm. Essa raça também possui uma elevada expectativa de vida, ultrapassando 12 anos e alguns chegam a viver incríveis 20 anos.

Saindo de especulações sem registros propriamente ditos, em 1561 a raça aparece pela primeira vez em um livro de gravuras de forma inconfundível e em 1888 tem o seu registro oficial como cachorro de raça alemã.

Informações sobre o Dachshund

  • Raça: Dachshund
  • Origem: Alemanha
  • Porte: Pequeno
  • Grupo: 4
  • Finalidade: caça
  • Facilidade de adestramento: média
  • Pelagem: curto, duro, longo
  • Cores: preto, vermelho, marrom, malhado
  • Olhos: tamanho médio e oval
  • Cachorro para apartamento: Sim
  • Cachorros para crianças: Sim
  • Expectativa de vida: 12 anos
  • Qualidades principais: farejador, esperto
  • Atividade física: Médio
  • Personalidade: temperamento amigável e equilibrado
  • Nível de energia: alto
  • Necessidade de exercícios: média
  • Cão de guarda: Sim
  • Gosto por brincadeiras: Sim
  • Amigável com outros cachorros: Médio
  • Amigável com outros animais de estimação: Médio
  • Amigável com estranhos: Baixo
  • Habilidade de proteção: Médio
  • Tolerância ao frio: Médio
  • Tolerância ao calor: Médio
  • Preço do Dachshund: R$ 300 a R$700

História do Dachshund

É um cachorro de raça bastante antiga, o qual já se pode observar em desenhos nas tumbas de alguns faraós do antigo Egito. Eles foram o principal instrumento de caça dos alemães que precisavam de um cão farejador e de pequeno porte para que pudesse entrar nas tocas de lebres e texugos.

Na Inglaterra, ele foi introduzido na corte no século XIX e nos Estados Unidos apareceram por volta de 1880. Já no Brasil, o Dachshund chegou junto com os colonizadores europeus. Logo receberam o apelido de paqueiros por conseguirem caçar pacas como nenhum outro animal. Ainda nos dias de hoje ele é utilizado não apenas na Alemanha, mas também na Inglaterra como cães de caça em esportes.

Características do Dachshund

Com certeza você já deve ter visto um Dachshund preto, avermelhado, marrom e outra infinidade de misturas. Há outras variações de cores bem interessantes como o:

  • Bicolor (cinza, branco, castanho, preto, marrom);
  • Arlequim (castanho claro, cinza claro, manchas desiguais);
  • Arlequim tigrado (vermelho ou amarelado com listras escuras).

Curiosidades sobre a raça

  • Além de salsichinha, o Dachshund também é conhecido pelos nomes de teckel, dackel e Cofap em nosso país. O último nome, ele conquistou graças a uma referência a um comercial de amortecedor de carro muito famosa no final dos anos 80.
  • O primeira mascote oficial de uma olimpíada foi Waldi, uma Dachshund. Assim essa raça foi usado nos Jogos Olímpicos do Verão de 1972, que aconteceu em Munique, na Alemanha.
  • A raça ficou muito famosa na Europa graças à Rainha Victoria, da Inglaterra, pois ela era apaixonada por um Dachshund.

Temperamento e personalidade do Dachshund

Ele se tornou um excelente cão para quem mora em lugares pequenos como apartamentos e excelente cão de vigia para quem mora sozinho. Ele está sempre atento a qualquer barulho ou ruído, latindo bastante a qualquer movimento estranho. E se você já tem outro cão dentro de casa não precisa se preocupar.

O Dachshund consegue se adaptar também a outros animais que morem no mesmo ambiente, mas se ele for provocado vai partir para a briga.

beautiful-dachshund
Foto: Freepik

Alguns o acham um tanto desobediente pelo seu estilo mais independente. E não adianta gritar ou dar umas palmadas: se ele não te elegeu como dono é melhor desistir porque não irá obedecê-lo. Mas não se preocupe, pois ele brinca e convive bem com toda a família, especialmente com crianças.

Para o Dachshund, basta ele se sentir solitário para começar a latir desenfreadamente. Além disso, cabe ressaltar que suas características físicas fazem com que seu corpo consiga potencializar o som, como resultado, temos um latido bem alto. Entretanto, isso já foi bem importante na história da raça, quando ele precisava avisar seus donos quando encontrava uma presa, texugos, por exemplo.

O Dachshund adora uma boa aventura e gosta muito de investigar as coisas ao seu redor. Características que são heranças do seu passado caçador, e que transformam ele num adepto às perseguições há animais menores.

Caso ele fique entediado ou sozinho por muito tempo isso pode refletir negativamente em seu comportamento. Entretanto, com adestramento e a devida atenção que necessita no dia a dia, sua casa e seus objetos vão ficar seguros.

Convivência com o Dachshund

dachshund

Apesar da sua personalidade equilibrada, isso não significa que a raça seja calma, afinal, possuem um olhar sempre alerta e são cachorros independentes, mas que adoram ter sua família por perto.

Como o Dachshund ama estar com sua família e donos, assim ele é um amante assíduo de um bom “colo”.

Portanto, é simples conviver com um Dachshund, basta dar espaço quando ele precisar e atenção quando ele pedir.

Os Dachshunds não possuem necessidade de muito espaço, mas possuem a tendência a ganhar peso quando vivem em apartamentos. Por isso, dietas e exercício são indispensáveis neste caso.

Convivência com crianças, estranhos e animais

dachshund and boy
Foto: Freepik

O Dachshund se dá muito bem com outros animais, ainda mais com cachorros da mesma raça. Mas em todos os casos, as chances dele querer ser o cão dominante é muito alta.  bem como de apresentar um comportamento “possessivo” e ciumento com seus brinquedos.

Ainda, para que a sua convivência com crianças e com visitas seja tranquila, o Dachshund precisa receber adestramento e treinamentos desde filhote. Também, é importante a supervisão do dono quando houver a presença de crianças que ele não conhece, a fim de evitar acidentes.

Manutenção e higiene do Dachshund

A pelagem do Dachshund é bastante variada, por isso, é possível encontrar exemplares da raça que apresentem pelagem curta, longa ou dura.

Dessa forma, o Dachshund de pelo curto é a linhagem mais antiga, com uma pelagem brilhante e densa, já o de pelo duro também é densa e curtinha, com alguns subpelos. Entretanto, os de pelos longos são brilhantes, sedosos e um pouco ondulado.

A não ser que seu pet tenha se sujado numa poça de lama, o Dachshund não necessita de banhos com frequência. No caso de exemplares da raça com pelo longo, essa frequência pode ser um pouco maior, mas lembre-se de sempre secá-lo muito bem.

dachshund
Foto: Freepik

Quando for dar banho em seu pet, opte sempre por produtos específicos para animais, pois, shampoos humanos, por exemplo, apresentam substâncias que podem fazem mal à pelagem do Dachshund e, ainda, prejudicar a sua saúde.

O corte das unhas do Dachshund é extremamente necessário para garantir o bem-estar do seu pet, uma vez que, isso reduz a probabilidade do seu pet se machucar ao se caçar.

Como as orelhas do Dachshund caem sobre suas bochechas, elas são propensas ao desenvolvimento de fungos, bactérias e micoses. Assim, é preciso sempre checar se elas estão limpas, pelo menos 1 vez por semana, com a ajuda de algodão e uma solução própria de limpeza.

Como em qualquer outra espécie, com o Dachshund a higiene bucal é extremamente necessário a fim de garantir o bem-estar do pet, já que evita o mau hálito e o acúmulo de tártaro.

Condição física da raça e nível de exercício

Conforme você já pôde perceber, os Dachshunds são enérgicos e adoram gastar sua energia caçando algo ou se divertindo com seu dono. Portanto, para que ele não acabe sofrendo com obesidade, por ficar muito parado, é importante realizar atividades físicas frequentemente com ele.

Como a raça é bastante ativa e exige atividades diárias, assim, mesmo em dias chuvosos, é preciso interagir com ele, brincando de jogar a bolinha, uma vez que o Dachshund ama correr.

dachshund
Foto: Freepik

Também, para manter sua saúde em dia, uma hora de atividades ao dia é suficiente, 1 vez que por semana, o recomendado é caminhar 11 km semanalmente ou 1,5 km diários.

Sendo assim, passeios ou até mesmo, uma visita ao parque para que ele possa correr livremente são fundamentais. Além disso, eles amam a presença dos seus donos e não se dão bem com a solidão.

Alimentação da “Raça”

Para o seu Dachshund ter uma vida longa e saudável, é preciso assim ter uma preocupação com uma boa alimentação do seu companheiro, o que poderá contribuir para isso. Entretanto, é preciso saber escolher a ração ideal para o seu pet que mais beneficia a sua nutrição.

Assim, as mais indicadas, são rações específicas para a raça, porte ou idade do seu pet.

Reprodução do Dachshund

reprodução do dachshund
Foto: Freepik

Uma fêmea de Dachshund começa a entrar no cio a partir dos 8 meses de idade, mas isso depende do porte do seu animal. Esse período fértil pode durar até 15 dias, ocorrendo duas vezes por ano. Entretanto, por questões de saúde, não é indicado que a fêmea acasale antes do terceiro cio, pois seu organismo ainda não está pronto para uma gestação.

Também, antes que o macho e a fêmea acasalem, é preciso realizar em ambos exames médicos, a fim de verificar se eles estão com a saúde em dia.

Filhotes da raça

Alguns cuidados devem ser tomados pelos donos que vão escolher o seu Dachshund filhote, onde o primeiro é com relação ao tamanho, pois, como é um cachorro de pequeno porte, eles são ainda menores quando filhotes e, por isso, são muito mais sensíveis nesta idade.

Ainda, após alguns dias, é indicado iniciar o adestramento e treinamento junto ao seu pet, uma vez que, essa atividade fará com que ele cresça sociável e não estranhe pessoas desconhecidas.

Saúde do Dachshund

puppy miniature dachshund
Foto: Freepik

Por sua formação anatômica, cães de baixa estatura como Dachshund e o Basset Hound costuma ter problemas com obesidade e na coluna vertebral.

Os problemas com a alimentação (que podem provocar os de coluna) podem ser resolvidos facilmente. Basta ir até um veterinário e ele irá te indicar qual a dosagem e o horário correto em que cada refeição deve ser servida. Para evitar os problemas de coluna, além de controlar o peso é preciso impedir que o cão salte de locais altos como sofás, camas e cadeiras.

Outros problemas bem comuns são:

  • Luxação de patela. Ocorre mais comumente por trauma e ocorre quando um dos dois ligamentos cruzados do joelho, o posterior ou o anterior que dão estabilidade para a patela, são rompidos.
  • Osteófitos. Também conhecidos vulgarmente como Bico de Papagaio. Caracteriza-se por um crescimento de tecido ósseo além dos limites, invadindo espaços e causando fortes dores e lesões. Ocorre principalmente na coluna.
  • Hérnia de disco. Ocorre quando duas vértebras comprimem o núcleo pulposo localizado nos discos intervertebrais, que possuem o objetivo de amortecer o impacto na coluna. Dessa forma, o núcleo extravasa e causa a hérnia de disco.

Uma outra patologia que pode acometer a raça é a dermatite. É um tipo de doença de pele que acomete principalmente os cães entre as idades de 1 e 3 anos. No caso da raça Dachshund, é mais comum aparecer nos cães com pelagem mais comprida em ambientes muito quentes e por causa da falta de ventilação que isso pode trazer. Uma solução muito simples, mas que muitos donos detestam é cortar o pelo bem curtinho. Lembre-se que o principal é o bem estar do seu animal e não a beleza que você acha melhor.

No geral ele é sim um cão que pode ser o seu companheiro de todas as horas não importa o tamanho e o tipo de pelo que ele tenha. Eles são extremamente divertidos, espertos e muito fiéis ao dono.

Fotos do Dachshund

Dachshund

Dachshund Dachshund Dachshund

Dachshund

Dachshund Dachshund Dachshund Dachshund

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

80 COMENTÁRIOS

      • Eu também amo minhas cadelas e uma delas se chama Belinha e a outra Sofie. São minhas companheiras inseparáveis. Meus amores!

    • Ao “Ca”: Como você pode ser tão idiota??? O artigo é sobre animais, mas nem por isso você em o direito de fazer esse tipo de comentário!

    • Se vcs tem esse cachorro ou outro e nao se importam se ele late demais e incomoda os vizinhos ( é o meu caso, nao estou conseguindo estudar/dormir ), espero que vcs um dia tenham um vizinho que AME funk assim como vcs a cachorros e obriguem vcs a ouvir funk tanto quanto vcs obrigam os vizinhos a ouvir cachorro latindo.

      Sim, rezo pra vcs terem um vizinho que AME FUNK, so ai vcs vao ter nacao de ser incomodados pelo barulho dos outros.

          • Há três meses resgatei uma Basset na rua. E dei os primeiros cuidados na esperança de o dono aparecer. Ela é linda, porém estou me mudando para um AP que não aceitam animais e preciso de alguém que ame estou doando mas por favor a alguém que realmente ficará com ela e não a venderá. Moro em Cotia . Se alguém tiver interesse me avise pelo whats 11964765332

      • Um cachorro precisa latir, assim como você precisa comer para sobreviver,não é possível que um cachorro vai latir o dia inteiro, tem alguma coisa errada com ele. Não ha nenhum problema em escutar funk,cada um tem um gosto diferente.Você já pensou em conversar com seu vizinho sobre o cachorro ao invés de estar jogando praga pras pessoas, cada um tem o vizinho que merece se você não gosta do latido do cachorro se muda.

      • Caro Amigo
        Desculpe chama-lo de amigo, pois só costumo chamar de amigo quem tem sensibilidade o que não é teu caso.
        Para não perder mais tempo com pessoas como você, vou te mandar um verso que te explica tudo:3

        Pela estrada da vida, subi morros
        Desci ladeiras e afinal te digo:
        Se entre amigos encontrei cachorros,
        Entre cachorros encontrei-te AMIGO.

        Para insultar alguém hoje recorro
        A certos nomes feios é por que vi
        E hoje elogio a quem chamo de cachorro
        Depois que a ti cachorro conheci.

        Respeita-te animal.

      • Vejam, temos que ver o lado positivo, quando chego em casa e escuto os cães latirem fico ligada, os cães nos alertam para perigos … por isso latem 1

  1. Perdi meu maior amigo ontem depois de 14 anos juntos. Ele levou parte do meu coração Te amo pra sempre DUNGA!!!!!!!!!!!Meu basset dushhound.

      • Também perdi a minha cachorrinha, ela se chamava Kate,ela faz muita falta…sempre vou lembrar dela com muito carinho e saudade!!!

    • Também tive uma cadelinha que ficou comigo 15 anos, meu coração até hoje, esta quebrado nunca vi uma dedicação tão perfeita, minha amiga,foi embora dia 10.02.2015, era da cor do Cofap, estou procurando uma outra.

    • Acabei de perder a minha Rani, uma dog selelepe, estes sentimento de perda é horrivel, sei que foi o descanso dela, pois estava muito doente, mas foram 14 anos de pura emoção, descansa em paz filhinha…só me restam as boas recordações

    • Marcia, quem já passou pela experiência de perder seus peludos entende bem disso. Ano passado, perdemos nosso pinsher Tito, que estava com 17 anos. Isso mexeu muito com a gente. Era um filho. Espalhei as cinzas dele pelos caminhos por onde todo dia passeava. Bate uma saudade, mas a gente sobrevive. Agora ganhamos uma filhote de basset teckel. Nova vida.

    • Márcia sei a dor que vc está sentindo,perdi minha cachorrinha a uma semana foi atropelada na porta da minha casa ,estávamos juntas a 11anos era uma basse,amávamos muito ela meus filhos estão sofrendo muito.

  2. EU TENHO UM SASICNHINHA EU AMO ELE EU GOSTARIA QUE DEIXASSE NO MEU IMAIL ONDE PODERIA COMPRAR OUTRO ME AVISE POR FAVOR.

  3. Meu vizinho tem um basset salsicha. O problema é que ele late demais. Eu trabalho em plantões de 24h e preciso formir. O que podemos fazer para elr não latir tanto? Eles trabalham o dia todo e o cão fica sozinho. Precisi dormir!!!

    Obrigada

    • Sei que é um post antigo mas tenho que comentar. Eu tive uma teckelzinha por 12 anos. Se chamava Pucca, brincava muito com meus filhos, praticamente cresceram juntos. Era marronzinha. Morreu faz 1 semana, dia 20/04/2018. Mas tenho que admitir uma verdade. O problema dela realmente era que latia muito, mas muito mesmo! Quando a gente saia de casa ela uivava sem parar! Teve vizinho que chegou a jogar tijolos nas casas dos fundos achando que o cachorro era delas. Ela não fazia xixi nunca no mesmo lugar, o quintal ficava com xixi espalhado por todo lado, e não adianta comprar pipi dog que não resolve para essa raça. Outro detalhe é que não adianta tentar educar ou adestrar, eles aprendem pouquíssimos comandos, nem dar umas palmadas adianta. Outro detalhe é que do nada ela dava umas mordidas no meu filho quando ele ia fazer carinho.
      Adorava minha cachorrinha, mas tudo isso que descrevi é da raça. Então se alguém for comprar um teckel leve em consideração tudo que descrevi para depois não querer se livrar do bichinho.
      Abs a todos!

      • Amigo, vc não soube educar seu cão no momento certo e então adultos (qualquer raça) complica. A minha só late quando necessário, faz tudo certo e conhece e atende a dezenas de comandos. Não é questão da raça… Vc pode pensar que a minha seja especial, só que não, conheço outros que são assim também… OK.
        Só pra informar

        • É verdade, o meu só tem 10 meses e já atende diversos comandos. Meu cão é mascote do condomínio ele precisa de amigos para ser feliz. Resolvi treinar com apito com toques únicos e precisos. Solto ele pelo condomínio , e sai brinca, passeia, faz as titicas demarca território e volta. Se ñ voltar uso o apito.. perfeito, vem correndo. É inteligente e de forte personalidade. Quando chamo a atenção dele, humm ferrou..ele fica de mal. Passa mais ele guarda tudo que se fax a ele. George é dócil e amigo..mais ama colo e mimos.

  4. Tenho um basset preto com caramelo de 9 meses, é o Pretinho!!! Eu e meu esposo temos muita sorte de tê-lo em nossas vidas, ele renovou nosso casamento, é uma bênção, nosso filho de quatro patas. Amamos muito ele, nosso xodó, tão carinhoso. Amo essa raça!!!

  5. Ganhei um filhote desta raça para ajudar minha filha a perder o medo de bicho,só que a Tália é tão dôce que conquistou todos da casa.É carinhosa,meiga e obediente. Gosta de um colo.Adorei tudo que li sobre esta raça.MUITO OBRIGADO

  6. Há cinco anos atrás, encontramos um salsicha na rua, e nomeamos de Romeu. Procuramos o dono e nunca encontramos e acabamos ficando com ele. Hoje ele é o meu maior amigo, só não dorme comigo porque os meus pais não deixam. Eu queria saber, como faço para descobrir a idade do meu bebê Romeu, eu chamo ele de bebê, e o considero como filho, e gostaria de saber a idade dele. Será que alguém pode nos ajudar? Obrigada.

  7. Pra chamar um Dachshund de “basset” o indivíduo tem que ser muito igorante. Mas o que dizer de quem escreve um artigo como esse aqui e ajuda a promover ainda mais a ignorância alheia?

  8. tenho o BOBBY de 1 ano e 6 meses, e ha mais de um ano ele começou ter manchinhas brancas no pelo, que quando passamos a unha ela esfarela, e sai um pozinho branco, no começo eram só manchinhas brancas, tratuei com pomadas, depois começaram aparecer bolinhas, e seguido de feridas onde ele alcança coçar, tomou injeções de corticóides, pomadas CREMA A, shampoo MICODINE, e nunca mais ficou bom, o Bobby toma vitamina para o pelo, já fez todos os exames de raspagem de pelo, e não deu nada, só come ração hipoalergênica, as vezes coloco carne cozida com cenoura e brocolis, um pouquinho misturada pq ele não gosta muito dessa ração. atualmente o Bobby começou de novo e de novo as feridas, o PREDIDERM comprimidos, pomadas CREMA A, e isso nao acaba nunca. alguem consegue me dar um aluz? morro de pena do Bobbynho e nao sei mais o que fazer. obrigada cássia.

    • Olá eu tbm tenho um de pelo longo q trouxe do Japão e ele desde q chegou aqui tbm deu uma alergia q coça e forma ferida pelo corpo todo já levei em vários vet e dão remédio melhora 2 meses dps volta de novo tbm nw sei oq fazer vc conseguiu curar o seu ?

      • Ola, é muito normal isso contecer, o meu desde quando nasceu que tem uma orelha em pé, a partir dos cinco meses, quevela se consertou.

  9. Tenho um salsicha/basset meio curto..o FREDDY..marrom 3 anos ‘e o chodo da casa..so que usa de uma tremanda falsidade..eu cuido dele e a noite ele so quer saber da minha mulher..adora ela..
    E seu maior defensor..
    O mais fotografano no nosso celular..na realidade e tratado como filho..temos filhos mais velho de 42 anos..mas nova 26 e o FREDDY 3 .
    Ganhamos de presente no dia dos pais , de meu cunhado.
    FREDDY faz parte da familia..
    Super assiado..quando vai a rua..so entra em casa depois que se lava as patas e o saco…
    Nao gosta de dia de chuva..

  10. Boa tarde,

    Adotei um cachorro, que é a mistura de Duchshund com viralata, ele tem a pelagem vermelha, tem aproximadamente 3 meses. Ele tinha a pele da cor normal, só que de 2 semanas para cá, começou a mudar de cor e agora está preta. Queria saber se é normal, ou ele pode está com alguma doença?

  11. Minha bb Mel, foi atropelada, levei ela pra brincar na praça como de costume e ela correu na rua, foi no veterinário, fez exames, ficou internada no final de semana, na segunda de manhã me ligaram q ela tinha acabado de morrer, morreu sem me ver, meu coração tá partido, eu tinha tanto amor pra dar a ela, eu prometi q irá cuidar dela muitos anos, mas ela se foi…Que saudade, 15 dias sem minha bb!!!

  12. Gostaria de saber se o salsichinha pode ter as orelhas curtas? o meu tem todas as características do salsicha porem com orelhas curtas,
    alguma informação sobre isso ? mande para o meu e-mail.

  13. Maria Helena quase chorei mediante sua situação, muito triste. Mas a vida é assim, Deus permitiu que ela se fosse. E tenha certeza que está sendo bem cuidada por Deus. Aconselho você a arrumar outro câozinho, para encher novamente seu coração de alegrias. Nada de deixar o câozinho na praça ou durante o passeio sem a guia. Compre uma guia mais cumprida para passear com ele. Cachorro é assim mesmo, qualquer distração, sai correndo e não olha para atravessar a rua. Que Deus te abençoe.

  14. Ganhei um cão da raça salsicha mais acho muito rebeldia e não quer aprender a fazer suas necessidades no lugar que ensino mais gosto muito dela acho um mimo e é uma ótima companhia para minha pulldoo adoro as duas

  15. Nossa Dachshund Tecka de 16 anos e 47 dias morreu no dia 11/02/2016, portanto a 2 dias. Todos nos aqui em casa estamos desolados marido, filha, genro e eu. Era nossa maior alegria, o duro é pensar que ele se foi sozinha, pois estamos viajando e ela na casa da veterinária que cuidava dela. Partiu nossos corações. Enterramos a Tecka na sombra de uma arvore para que ela descanse.

  16. Acabei d adotar uma linda filhote d basset, a batizei de Belinha..ainda vai fazer 2 meses… estou aprendendo como lhe dar com ela, mas ela me surpreendente a kd dia, MT dócil e inteligente

  17. Tenho 6 filhotes estarei vendendo a R$1.000 cada um já iram vacinados e vermifugados. Nasceram ontem (24/02/2016), interessados favor entrar em contato. No número 21 33953520

  18. Eu tenho um Basset, ele se chama Heitor, estou muito desesperada, porque ele agora esta muito agressivo e tem um vizinho ameaçando de ligar para a policia por causa do latidos, eu esto viajando e minha mãe esta com ele, sou muito apegada com ele e queria muito ajuda, minha mãe também não tem muita paciência e quando novo ele era de outra família que acabou maltratando ele.
    O que eu faço? Ajuda por favor

  19. Faz uma semana que o meu amigo Fred, um basset salsicha de mais de 14 anos, nos deixou depois de passar por um câncer incurável. Todos aqui de casa sofremos sua perda, pois era companheiro de todos e muito amoroso.Vai estar sempre nos nossos corações. Saudades!

  20. Ganhei uma salsicha. Seu nome é Manú . Porque seu cheiro é tão forte ???
    Muito amorosa , as muito arteira . Já estou cansada ,pois não estou dando conta de brincar com ela . Estou velha … Tenho muito amor Manú !!!

  21. Tenho Um Dachshund, Que Se chama Duque Oliver Kennel, Tem 11 anos e e lindo e bem amoroso. Mas e Virgem E tem pedigree. Espero encontrar alguma Dachs que queira conhece-lo.

  22. Ganhei minha Jolie a dois meses. Desde que meu pinscher morreu desejava muito um outro cachorro. Aí ela me adotou e sou uma mamãe muito feliz.
    Ela é arteira ( já comeu o chinelo de metade da família ), faz bagunça, um ou outro coco fora de lugar… Não costuma latir, só quando estranha algo ou quer chamar atenção. E é carinhosa, amorosa, parceira… Estou apaixonada por essa raça e pela minha pequena bebe! Que Papai do Céu de uma longa, saudável e feliz vida juntas!

  23. Amigos estou preocupada minha cachorrinha e dessa raça ela costmuma morder muito , pula ato e morde tudo.

    Tipo sr eu sair de casa ela chora muito e quando chego ela me recebe me mordendo e não me dando lambidad

    Estou um pouco tristre pensei q era dócil e carinhosa.

  24. Pessoal,

    ola,

    Alguém sabe algum grupo no whatsapp para sobre o Dachshund que possam me pasasr. adotei um e gostaria de tirar duvidas.

  25. Minha Nina tem quase 13 anos está começando a dar sinais que não está bem, anda lenta com dificuldades e cabisbaixas, vou leva-la ao veterinário tenho medo sei que estou sendo egoísta sempre querendo que ela esteja bem mas eu a amo muito, já sofri tanto pelo Bob e sofro até hoje.

    • Cara Marlene

      Também tenho uma NINA, tem sete meses e é a alegria de nossa casa.
      Sei que um dia vou perde-la ou talvez ela me perca antes.
      Seja qual for a situação, pensa sempre que ela está viva, te ama com a mesma intensidade que você a ama, e se ela tiver que partir, deixará as lembranças da alegria que sempre te proporcionou e proporciona enquanto estiver de teu lado.
      Quando ela tiver de ir, não a perderás, São Francisco é que a ganhará.

      Bjos no coração e na NINA.

  26. Meu basset é o alerquim…mas dou banho nele dois dias depois ja esta fedido…ja dei banho em.todos lugares e acontece a msm coisa…oque faço…ele tem 7 meses e nao tem doenças de pele

  27. Tive por 13 anos bençao destas,era mina companheirismo muito arteira sapeca e feliz morávamos numa chácara e ela vivia com o focinho sujo pois ia aos pastos onte tinha vacas e por caçadores cheirava tudo..perdi ela atropelada por um onibus…muito triste

  28. Nós também temos una Nina, dois meses de alegria e muito amor… A felicidade do nosso lar!!! Nina é sapeca, atenta e muito inteligente. Moramos em apartamento, ela quase não late de faz seu xixi no tapetinho… Amamos nossa bebê de 4 patas ????

  29. Comprei uma essa semana. Ela tem 3 meses e estou amando. Já dá suas latidas e é muito amigável e brincalhona.A minha é marrom e bem baixinha. Linda!

  30. Adoro essa raça tenho 1 que já é da terceira geração tinha o avô depois eu tive a mãe dela e agora tenho ela a 8 anos … Sou apaixonada por ela…. é minha filha a princesa da casa…..

  31. Tenho uma cachorrinha salsicha o nome dela é linda.ela só trm30 dias mais venho percebendo que ela ao andar se bate em alguns lugares. É normal.quando posso levar ao veterinário? Me falaram que achavam que ela é Sega. Será que é muito nova ainda pra descobrir?

  32. Estou arrasado minha cachorrinha Tammy uma basse ou cofap n 1 morreu dia 28 de setembro de 2017 com 14 anos ela era tudo de bom na minha e na vida de minha esposa…estamos sofrendo muito…preciso urgente acabar com essa angustia…preciso ter outra.

  33. tenho um com 4 anos se chama Otis Oliveira, estranhamente hj sai para dar uma volta com ele e inesperadamente ele atacou o pe de um vizinho do nada é norma? Nunca fez isso com nenhum estranho, me senti muito mal.

  34. Gente, eu tenho uma dasing e queria saber se eles tem mais facilidade a alergia a produtos por causa do pouco pêlo, e qual produto vocês indicariam pra banhá-los?
    A minha geralmente aparece com bolinhas na barriguinha e umas quedinhas de pêlo tbm. Obgada desde já:*

  35. Sempre tive esses tipos de Cachorros.
    Agora estou apaixonada pela minha Barbara de 6 anos. Fiz até uma tatuagem em homenagem.
    Para ela não ficar sozinha, “dei” uma irmã pra ela… kkkk a Luna de 2 anos; mesma raça e cor.
    as duas são as minhas alegrias.

  36. eu não confiu como esse tipo de dachshund eu fiquei com trauma desse cachorro e a culpa do dono desse ele fugir da casa atacou uma pessoa. a pessoa tava fazer atividade física ele mordeu foi feio. caes não todos bons não pro dono si, e pra as pessoas quando passa na rua que nao fez nada com eles. eu fiu atacada com esse tipo de raça o dono n socorreu a pessoa e nem levou pro hospital.
    eu tive que ir ao hospital e to tomando remédio e também vacina.eu

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here