Em baby sitter todo mundo já ouviu falar, mas em pet sitter, pouca gente. Pela analogia já é possível entender que esse profissional é como uma babá para o seu cão. Ele é muito procurado, principalmente, por pessoas que viajam muito ou então aquelas que passam grande parte do dia fora de casa e não quer deixar o amigo sozinho o dia inteiro.

Dica de leitura: Conheça as raças de cachorros menos inteligentes.

O que exatamente faz um pet sitter

Vai viajar? Procure um Pet Sitter

Aqui não é necessário deixar o cão em um local como numa “creche” como fazemos com os nossos pequenos. O pet sitter vai até a casa onde o animal está para cuidar dele enquanto o dono não está. O profissional é responsável não apenas por simplesmente tomar conta do cachorro como também de organizar atividades para fazer com ele.

Listar brincadeiras com o pet levá-lo para um bom passeio, deve também providenciar a sua alimentação de acordo com a faixa etária e a raça do cão, cuidar da água e manter também o ambiente quanto o cachorro limpos. Todo esse roteiro deve ser passado com antecedência para o dono do cão que irá orientar o pet sitter de acordo com as principais necessidades do animal e estimação.

Escolhendo um bom profissional

Vai viajar? Procure um Pet Sitter

Já percebeu como é difícil encontrar uma baba para o seu filho hoje em dia? É uma batalha árdua, mas se houver organização e muita pesquisa, dá certo. O mesmo você deverá fazer para escolher um bom pet sitter. É preciso olhar as referências de pessoas com as quais ele já trabalhou e ver o nível de experiência que ele apresenta.

A primeira coisa para se observar num profissional é o seu currículo. Avalie os cursos que ele já fez especializado para esse tipo de trabalho. Cuidar do animal de estimação é uma grande responsabilidade e exigem alguma instrução que só é passada em cursos na área. Observe-o também quanto a responsabilidade, se ele garante um profissional caso ele não possa comparecer no dia marcado.

Veja também: Dicas para fazer o seu cachorro latir menos.

Vai viajar? Procure um Pet Sitter

Outro importante fator para analisar em um pit sitter é quanto ao seu comportamento em situações que exigem pensamentos rápidos e uma ação precisa. Se o animal de estimação passar mal, ela já deve estar segura do que deve ser feito e já ter em mãos um telefone de um veterinário de confiança ou então, você mesmo pode passar o contato do veterinário que já acompanha o seu pet.

Fique atento

Além de todos esses pontos a ser observado quanto à escolha do profissional, observe o volume de gastos antes e depois da contratação. Veja de a conta de água aumentou consideravelmente ou se o volume da ração continua normal. São pequenos detalhes que podem ajudar a diferenciar um bom profissional.

Vai viajar? Procure um Pet Sitter

Sempre observe o comportamento do seu pet depois do contato com o pet sitter. Veja se ele continua normal, tranquilo e feliz quando você chega. Muita atenção à reação do cachorro quando o pet sitter chegar. Se ele tentar fugir ou ficar muito quieto e triste então é porque algo de errado está acontecendo. Hora de mudar de profissional.

Quanto ao dinheiro lembre-se de que aquele profissional precisou tomar vários cursos e investiu na carreira para estar ali. Pagar por um serviço barato pode acabar se transformando numa grande dor de cabeça. A experiência que o pet sitter tem deve um dos principais motivos para a contratação e é bom procurar conversar com pessoas que já o contr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here