O cuidado com os nossos pequenos amigos deve começar desde os primeiros dias de vida. Infelizmente, o Brasil ainda é um país no qual as zoonoses e outras doenças caninas são constantes e para que essa frequência vá diminuindo é preciso que todos façam a sua parte. Quando você vacina o seu cão, não está apenas dando mais anos de vida para ele, como também está ajudando a erradicar várias doenças.

Como funciona a vacinação

O programa de vacinação em animais é o carro-chefe para a prevenção de diversas doenças que podem acometê-los. A vacina é uma forma eficiente de combater diversas doenças. Ela consegue deixar o corpo preparado para combater possíveis invasores. Como o corpo já tratou de produzir anticorpos para aquele agente estranho, a eliminação do mesmo, torna-se instantânea.

Vacinas que os cães devem receber no seu primeiro ano de vida

A vacina só deve ser administrada se o cachorro estiver completamente saudável e ainda assim, é necessária a avaliação de um médico veterinário antes de administrá-la. É claro que a amamentação do filhote com o leite materno é essencial e indispensável, mas proteção garantida por ele só dura nas primeiras semanas de vida.

A vacinação não é importante apenas para os cães. Ela também é essencial para a saúde dos seres humanos. Várias são as doenças que podem ser transmitidas pelos animais para nós, uma delas é a raiva, muito comum e fácil de ser transmitida. Nunca leve o seu pet para um passeio antes dele estar com a vacinação completa.

Leia também nosso artigo com o cronograma completo de vacinação para cães.

Quais são as vacinas mais importantes

Vacinas que os cães devem receber no seu primeiro ano de vida

As patologias mais comuns de acometer os nossos pequenos peludos são: hepatite infecciosa, cinomose, parvovirose, coronavírus, raiva, leptospirose e parainfluenza. Essas são as vacinas mais comuns de serem aplicadas nos animais, porém existem outras. Dependendo da região, pode ser que o veterinário ache adequado acrescentar mais vacinas a essa lista. Veja abaixo as principais:

  • Contra giárdia;
  • Contra leptospirose: existem 4 tipos de leptospirose e a vacina protege contra todos eles, sendo recomendada a aplicação de 6 em 6 meses em regiões onde há prevalência da doença;
  • Contra gripe: traqueobronquite infecciosa canina;
  • V10: previne contra a cinomose, adenovírus tipo 2, parvovirose, parainfluenza, coronavírus e leptospirose;
  • V8: as mesas citadas para a V10;
  • Puppy: para áreas com elevada incidência de cinomose e parvovirose;
  • Antirrábica: a vacina contra a raiva é a única considerada obrigatória pelo governo. Há campanhas de vacinação que são organizadas pelas prefeituras;

Quando as vacinas devem ser aplicadas?

Vacinas que os cães devem receber no seu primeiro ano de vida

Apenas o veterinário deve aplicar a vacina no seu cachorro. É comum que, em algumas clínicas, outros funcionários façam isso por ser um procedimento simples. Mas, existem um local exato onde a vacina deve ser aplicada e não pode sair nada errado. Veja abaixo em quantos dias cada vacina deve ser aplicada:

  • 30 dias: Puppy;
  • 45 dias: 1ª dosagem da polivalente (V8 ou V10);
  • 66 dias: 2ª dosagem da polivalente mais 1ª dosagem de gripe;
  • 87 dias de vida (aproximadamente 3 meses): 3ª dosagem da polivalente com 2ª dosagem de gripe com 1ª dose da giardíase;
  • 108 dias: 4ª dose da polivalente (se o veterinário achar necessário), mais antirrábica e 2ª dose contra a giardíase;

Vacinas que os cães devem receber no seu primeiro ano de vida

Após a vacinação

Assim como nós humanos podemos desenvolver algum tipo de processo alérgico ou rejeitar algumas substâncias que entram no nosso organismo, os cães também podem. Por isso, fique de olho no seu pet depois que ele tomar a vacina e não faça exercícios físicos com ele no mesmo dia. Se você desconfiar de qualquer mudança, leve-o ao veterinário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here