Síndrome de Wobbler

Você sabe o que é síndrome de Wobbler? Se você tem cachorro de porte grande ou gigante com certeza isso é do seu interesse. Mas sem explicação ela também afeta a raça de médio porte.

É importante estar atento aos sinais, por isso ter todas as informações sobre a síndrome é a melhor forma de se prevenir. Então conheça nesse artigo tudo sobre Wobbler de uma forma bem clara e compreensível.

O que é a síndrome de wobbler

vivem menos

A síndrome de Wobbler é um apanhado de transtornos degenerativos. E infelizmente é uma condição crônica, ou seja, não tem cura. Mas tem tratamento e você pode dar uma vida confortável ao cãozinho com essa condição.

Vamos falar da síndrome nos cães, mas também é uma patologia que afeta os cavalos. O problema acontece na medula espinhal e no pescoço. Nos nervos mais especificamente.Outra notícia triste é que é difícil descobrir cedo, por isso quando é descoberta já está em estágio avançado com sinais neurológicos.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre brinquedos parra não dar a cães destruidores

Sintomas

Síndrome de Wobbler

A melhor forma de descobrir a síndrome o mais cedo possível é conhecendo seu cão. Abaixo você confere alguns sinais da patologia e se você notar qualquer alteração no seu peludo o ideal é que visite o veterinário o mais rápido possível.

  • Dor na região do pescoço
  • Rigidez na mesma região
  • Paralisia parcial ou completa
  • Instabilidade ao caminhar
  • Passos muito curtos
  • Dificuldade na mobilidade e ao se levantar
  • Inchaço nas pernas

Causa

cão sozinho

A causa ainda é desconhecida, o que torna a situação ainda mais difícil. Mas acredita-se que seja uma herança genética, o que significa que cães com essa patologia não devem cruzar. Essa é uma tentativa de evitar que a doença continue existindo, mas não se sabe o que realmente causa a síndrome de wobbler.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre cães carentes, como lidar e evitar essa situação

Cães com predisposição

Síndrome de Wobbler

50% dos casos registrados da patologia acontecem em Dogue Alemão, Doberman e Mastiff. Que são cães de grande porte.

Mas também existem cães de outras raças que também apresentam essa condição com frequência, são os Lébrel Irlandês, Rottweiller e Basset Hound. Sendo que o último foge a regra, já que é um cão de médio porte, pesado, porém não é grande.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre cães que vivem menos tempo

Tratamento

Síndrome de Wobbler

Nos casos mais leves o uso de medicamentos e redução da atividade são suficientes para melhorar o quadro do cão. Mas nos casos mais graves é indicado cirurgia e também fisioterapia após a operação para a recuperação.

É importante lembrar que você não deve tentar tratar o cãozinho em casa do seu jeito. O médico veterinário é capacitado para saber o que é melhor no caso do seu peludo. Por isso evite tentar tratar sozinho.

Ao perceber qualquer um dos sintomas ou achar que o cão está com algum problema, busque a ajuda do veterinário. Também é indicado que você faça check ups anuais nos cães mais jovens e a cada seis meses nos idosos. Para verificar se está tudo bem ou descobrir qualquer problema o mais cedo possível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here