Rotina com cachorro dentro de casa na quarentena

O estabelecimento de rotina com seu cachorro pode ser uma tarefa bastante difícil. Entretanto, ela é fundamental. A rotina do pet ajuda o próprio animal e os tutores em diversos sentidos.

Neste período de quarentena, manter ou adaptar a rotina pode ser uma tarefa ainda mais árdua. Efetivamente, não é algo simples demonstrar ao seu amiguinho que estar em casa não é sinônimo de estar disponível para ele 24 horas do dia.

Veja neste artigo porque a rotina é algo tão importante para seu amigão peludo e leia algumas dicas de como manter ou adaptar a rotina com um pet em casa durante a quarentena. Boa leitura!

Sobre as mudanças na rotina dos cachorros

Cachorro deitado dentro de casa rotina
Cachorro deitado dentro de casa – Foto: Freepik

Construir e manter a rotina de um pet pode ser algo extremamente difícil, não é mesmo? E precisar adaptar esta rotina e a manter em situações atípicas pode agravar significativamente esse desafio.

Existe uma série de razões que podem levar os tutores a precisarem mexer na rotina dos seus amiguinho. A mudança de residência está entre os fatores que mais comumente afetam o estilo de vida dos tutores. Por isso, é uma das razões mais comuns dos humanos precisarem rever a rotina dos seus pets. No entanto, este item está longe de ser a única razão que pode levar um tutor a uma mudança de rotina do seu pet.

Neste período de pandemia e do novo Coronavírus, é muito comum sabermos de famílias que estão precisando se adaptar a uma rotina diferente com seus pets. Em grande medida, isso acontece porque a quarentena está fazendo os tutores ficarem muito mais tempo em casa. Para o pet isso é o paraíso, mas como demonstrar que você não está disponível porque está em casa?

Independente da razão, é muito importante que a rotina do cachorro seja mantida ou adaptada de forma a fazê-lo compreendê-la. Faz muita diferença para o cão entender que ele tem uma rotina e entender quais os parâmetros dela.

Por que a rotina é tão importante para os cães?

Pug com óculos de sol em fundo branco
Pug com óculos de sol em fundo branco – Foto: Freepik

Basicamente, porque a rotina ajuda o bichinho a se situar na vida. Na medida que o cão se acostuma com seus dias e com o cotidiano ele consegue estabelecer um laço de confiança com seu tutor. Essa confiança é construída com o tempo, na medida que o pet vai compreendendo certas coisas, por exemplo:

  • Entender que você sair todos os dias e deixá-lo sozinho não é abandoná-lo: você vai voltar
  • Compreender que não brincar sempre que ele pede não significa que você não o ama: você vai dispensar tempo para brincadeiras em outro momento
  • Saber que não é necessário comer compulsivamente toda a comida do pote de uma vez: ele vai descobrir que você oferecerá mais alimento regularmente

Na medida que a rotina vai ficando clara para o pet, ele vai confiando mais em você e a relação de vocês vai se tornando um ponto de segurança para ele. Entretanto, isso só vai acontecer se o cachorro conseguir compreender que há linearidade no cotidiano. Ou seja, isso só é possível se ele perceber que o dia a dia dele não é um conjunto de fatores aleatórios: ele precisa entender que há uma rotina e que ela vai se repetir.

Por isso, é fundamental que você mantenha a rotina do seu pet. É claro que neste período de quarentena alguns elementos do cotidiano do seu amiguinho precisem mudar. Tudo bem, isso faz parte da vida. Entretanto, é super importante que você consiga fazer as adaptações necessárias no sentido de manter um equilíbrio.

Dicas para manter a rotina do seu pet em casa

Buldogue francês sentado em casa olhando para cima
Buldogue francês sentado em casa olhando para cima – Foto: Freepik

Nesta fase de quarentena devido a pandemia do novo Coronavírus, é possível que seu pet esteja ficando mais dentro de casa. Há diversos relatos de famílias que estão mantendo pets somente dentro das casas. Há também casos de jovens que foram passar o isolamento em casas diferentes do restante da família porque seus pais ou avós são grupo de risco. Muitos destes jovens levaram seus pets junto, para não ficarem tão sós.

Estar com o pet dentro de casa tanto tempo pode ser uma desafio a mais neste momento. Veja agora quatro dicas relativamente simples que podem ajudar muito na rotina do seu amiguinho.

Horário das refeições e hábitos alimentares

Todas as dicas desta lista são importantes, mas os veterinários não cansam de mencionar este elemento em suas falas. Atenção: não mude o horário das refeições do seu pet.

O horário das refeições está entre os itens da rotina que pode afetar mais sensivelmente o seu amigão. A alimentação está entre os cuidados mais importantes com a saúde do seu pet. É de vital importância que você mantenha as rotinas de alimentação para que seu amiguinho continue saudável e forte.

Além do aspecto concreto da saúde, mudar a rotina de alimentação fará seu amiguinho perceber que há algo de errado. Isso porque ele é extremamente atento a própria alimentação.

Evite também mudar o hábito alimentar do pet durante a quarentena. Estar almoçando em casa pode te fazer ter vontade de oferecer mais “comidas humanas” para ele. Mas lembre-se que o organismo dele é diferente do seu.

Estabeleça momentos de conexão e se faça presente

Cachorro brincando com tutora em casa
Cachorro brincando com tutora em casa – Foto: Freepik

A convivência mais próxima entre você e seu amiguinho pode ser muito benéfica para ambos. É possível construir um laço ainda mais afetivo e seguro durante a pandemia, se você conseguir estabelecer limites.

Manter-se perto do seu pet pode ser uma ótima ideia. Mesmo que vocês não possam brincar todo o tempo, a sua companhia já pode melhorar o humor do seu amiguinho. Claro que você também precisa estabelecer limites. Afinal, você tem suas atividades e seu trabalho para seguir tomando sua atenção.

Uma ideia que alguns veterinários estão dando é você definir horários de brincadeiras. Defina quais serão os momentos de maior interação, e se dê atenção e carinho de forma mais concreta nestes momentos. Isso vai ajudar a fazer seu pet compreender que você está sempre ali, mas que não está disponível sempre. E claro, isso também ajuda ele a entender que vocês terão novos momentos juntos logo mais.

Momentos e lugares de descanso do pet

Cachorro marrom dormindo rotina
Cachorro marrom dormindo – Foto: Freepik

Preste bastante atenção, porque essa é uma dica muito importante: respeite os horários e lugares de descanso do seu pet. Sim, é uma dica simples. Entretanto, é extremamente comum encontrarmos tutores que não percebem como ela é importante e acabam desrespeitando esse espaço do pet.

Essa é uma dica excepcionalmente importante para tutores de gatos, mas também se aplica perfeitamente bem entre cães. Entenda: o estabelecimento dos momentos de descanso e dos lugares mais confortáveis é uma das poucas coisas que seu amigo pode manter neste momento. Isso é particularmente verdadeiro no caso da rotina dele ter sido modificada de alguma forma na pandemia.

Por isso, é muito importante deixar ele sentir que ele ainda controla seu próprio descanso. Deixo-o a vontade nesse sentido. Acredite: isso faz toda a diferença para o bem-estar dele.

Aproveite seu tempo com ele

Mulher abraçando cachorro sentada no chão
Mulher sentada no chão abraçando cachorro – Foto: Freepik

Aproveite o tempo com seu amiguinho da melhor forma que você conseguir. Mesmo que não consiga dispensar todo o tempo do mundo para ele, curta ao máximo o tempo que for possível.

É possível criar novos hábitos dentro de casa para interagir mais com seu pet. Um exemplo super simples é conversar com ele. Sim, chame ele e converse com ele. Conte sobre seus pensamentos, diga o que está sentindo, faça perguntas para ele.

Mesmo nos momentos que as brincadeiras não são possíveis, é possível construir laços de outras formas. Ele saberá que você está conversando com ele, e isso fará diferença para ele. Provavelmente, isso o fará se sentir mais pertencente a este espaço.

E claro, nos momentos de brincadeiras você pode inventar novas atividades em casa e tentar até mesmo ensinar novos truques para ele.

E no fim da quarentena?

É super importante prestar atenção não somente no que fazer durante a quarentena, mas também em como transitar para o encerramento dela. Isso porque depois de se acostumar com uma rotina, pode ser difícil para seu pet se (re)adaptar a outra rotina novamente.

Portanto, planeje antecipadamente o retorno aos seus hábitos e atividades regulares. A melhor forma de fazer isso é conseguir combinar com seus chefes sobre o retorno ao trabalho presencial. Preferencialmente (e se for possível) faça esse retorno aos poucos.

Claro que sabemos que nem todas as pessoas têm essas condições. Mas é verdade que muitas empresas estão falando sobre fazer seus funcionários começarem a voltar aos poucos e em etapas. Se a sua empresa estiver trabalhando nesse sentido, aproveite essa mudança paulatina (quando ocorrer) para ajudar seu amiguinho a ir se acostumando a outros hábitos novamente.

Pode ser bastante difícil para ele precisar se habituar com mudanças drásticas. Pense nisso: durante muitos e muitos dias ele te teve ali todos os dias o dia inteiro, e de uma hora para outra ele está passando os dias sozinho novamente. Se for possível, faça essa transição aos poucos.

Este conteúdo foi útil para você de alguma forma? Então compartilhe ele com seus amigos e os mantenha informados sobre as melhores formas de lidar com os pets em casa durante a quarentena.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here