Se tem uma coisa capaz de deixar qualquer dono de cachorro aflito é vê-lo engasgado. A possibilidade de perder o grande amigo faz qualquer um entrar em pânico. Porém, é preciso manter a calma acima de tudo e tentar seguir todo o passo a passo de maneira correta antes de encaminhá-lo para o veterinário.

Leia também o nosso artigo que fala sobre os parâmetros vitais de um cão.

Quem tem um pet em casa precisa saber como prestar os primeiros socorros a ele. Casos como engasgos podem ser fatais se não forem tratados a tempo. A melhor maneira de cuidar do seu cão é fazendo a prevenção, mas se algo inesperado acontecer, você precisará colocar a mão na massa o quanto antes.

Primeiros socorros para cães engasgados

Sinais clínicos

Existem alguns sinais apresentados pelo cachorro quando este fica engasgado que são fáceis de serem identificados pelo seu tutor:

  • tosse constante;
  • falta de ar;
  • várias tentativas de vômito;
  • excesso de saliva que fica escorrendo pela boca;
  • ele fica bastante inquieto;
  • o cachorro pode chorar;

Primeiros socorros para cães engasgados

Assim que esses sinais forem identificados (e não precisam ser todos), o responsável pelo animal deve ligar para que o veterinário vá de forma emergencial até a sua residência. Se possível, o profissional deve passar as instruções mais imediatas para evitar danos maiores ao cachorro.

Confira também a nossa lista com as melhores raças de cachorros para crianças.

O que fazer quando seu cachorro engasga?

Primeiro, mantenha a calma ou você não conseguirá ajudar o seu amigo. Leve-o para um local de boa iluminação e abra a boca dele para tentar visualizar o que está causando a obstrução. Se possível, utilize uma lanterna para ajudar. O objetivo imediato é tentar retirar o motivo pelo qual o cão engasgou.

Primeiros socorros para cães engasgados

Colocar a mão na garganta do animal só piora tudo. Além disso, o objeto pode descer pela traqueia e parar direto no pulmão, o que deixa o quadro ainda mais grave. Outro problema que pode acontecer é no caso do objeto ser pontiagudo. Se você tentar removê-lo pode lesionar a mucosa do órgão.

Manobra de Heimlich

Uma opção que pode ser utilizada nesses momentos e que é muito aplicada em humanos é a Manobra de Heimlich. Você deve colocar as costas do cachorro apoiadas no seu tórax e abdome, cruzar as mãos e posicionar os punhos bem abaixo das costelas, em posição mais centralizada. Você deve fazer uma pressão, trazendo os pulsos para perto do seu estômago e em direção ao queixo, ao mesmo tempo.

Primeiros socorros para cães engasgados

Você deve repetir esse movimento 3 vezes e, em seguida, verifique se o objeto já saiu do caminho, se não, repita a Manobra de Heimlich. Vá fazendo isso mesmo enquanto estiver a caminho do veterinário, cada segundo conta nesse momento.

No caso de cães de maior porte não há como colocá-los nessa posição de maneira fácil. Para aplicar a manobra, o cachorro deve ser deitado de lado com a cabeça voltada para o seu lado esquerdo. Ajoelhe-se próximo ao pet, posicione a sua mão de forma centralizada logo abaixo da caixa torácica e apoie a coluna dele nos seus joelhos. Faça o mesmo movimento, levando o punho em direção a cabeça do animal.

Prevenção

Primeiros socorros para cães engasgados

Existem inúmeras maneiras para evitar esse tipo de situação. A primeira delas é evitar dar coisas que podem quebrar para o seu cão como ossos, por exemplo, principalmente os de galinha que são ocos por dentro. Eles se despedaçam facilmente e podem perfurar a mucosa e órgãos do animal.

Outro cuidado que os tutores devem ter é sobre deixar objetos pequenos espalhados pela casa ou que estejam ao alcance dos pets. Moedas, pilhas, peças de brinquedos de crianças que se soltam devem ter toda a atenção do responsável, pois o cachorro gosta de colocar tudo o que vê na boca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here