Lar temporário

Algumas pessoas ficam confusas sim sobre como cuidar das vacinas do cãozinho. Não entendem a importância, ou perdem o cartão, deixam de lado ou simplesmente não possuem condições financeiras muito boas e acabam deixando em segundo plano.

Nesse artigo você vai aprender sobre a importância das vacinas do seu cão. Como cuidar dele e como melhorar a sua organização para evitar deixar esse cuidado de lado. Seja qualquer fator que te impeça de vacinar seu cão, nós vamos te ajudar a melhorar essa situação.

Filhotes X Adultos

filhote mordendo

Os filhotes precisam de 3 vacinas iniciais. Você escolhe se quer dar a V8, V10 ou V12. O valor delas geralmente não é muito. E o que varia é a quantidade de imunidade que o seu cãozinho vai receber em relação a Leptospirose.  A vacina de raiva é dada com quatro meses.

Embora existam outras vacinas, as citadas acima são as principais.  Você pode perguntar ao veterinário qual a opinião dele em relação ao seu peludo sobre as outras vacinas.

Nos adultos o reforço das vacinas é anual. Ou seja, ele deve tomar uma dessas vacinas por ano. Ou seja, fica bem mais simples a situação.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre cuidados e readaptação de cães cegos

Qual a importância da vacinação?

Assim como os humanos devem receber as vacinas para se proteger de doenças. Os cães também precisam desse cuidado. A antirrábica é a mais conhecida por ser oferecida pelo estado, já que é uma zoonose muito séria.

Mas para quem ama seu cãozinho e quer evitar que ele adquira outras doenças. Então é importante vacinar o peludo corretamente ao longo de toda a vida dele.

Vale lembrar que embora seja uma ideia bem difundida de que os SRD são mais fortes. Eles também precisam tomar as vacinas corretamente. Então vacine seu peludo, mesmo que alguém tenha dito pra você que vira-latas são mais fortes que cães de raça.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre 5 formas de ajudar um cão sem adotar

Vacinas conseguidas gratuitamente

No Brasil é oferecida gratuitamente apenas a vacina antirrábica. Ou seja, a vacina contra a raiva. Isso por que o estado tem muito medo da doença por ser uma zoonose severa. Doença que é passada dos animais para os humanos e ao contrário também.

Para quem tem problemas financeiros, pode ser possível negociar o valor das vacinas com o veterinário ou na pet shop que você escolher. Sempre bom lembrar no entanto que é importante que seja um local confiável.

Se a vacina passar muito tempo fora da geladeira ou não for injetada corretamente não fará a ação necessária.

Dicas para sempre dar as vacinas

  • Guarde uma pequena quantia mensalmente

as vacinas

Se você é do time que já deixou de vacinar seu peludo por falta de grana, a dica é guardar uma pequena quantia mensalmente. Dependendo da região R$5 por mês por uma ano já deve ser suficiente para dar a V8,10 ou 12. A antirrábica você consegue pelo estado.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre 6 coisas para fazer em 2019 e melhorar a vida do seu cão.

  • Dê as vacinas no mesmo mês

Para os tutores que já esqueceram de dar a vacina do peludo. É legal dar todas as vacinas de reforço no mesmo mês para saber que em determinado mês você tem esse compromisso. Se você é esquecido, crie algo que te faça lembrar desse compromisso importante, pode ser um aviso na geladeira especificando as datas de vacinação do peludo.

  • Peça para o auxiliar ou veterinário cuidar do cartão

as vacinas

E quem nunca se confundiu com cartão de vacinação? Principalmente para os que nunca tiveram cães antes, isso pode acontecer. Não se envergonhe disso. Se você já vacilou na vacinação do peludo por errar nos registros do cartão, peça ao auxiliar ou veterinário que aplicou a vacina para cuidar do cartão também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here