Os animais de estimação são nossos queridos amigos e verdadeiros companheiros, não é mesmo? Mas você percebeu que seu pet está ficando idoso… E agora?

Pois é! Os animais também envelhecem com o passar dos anos e, assim como qualquer outro ser vivo, necessitam de cuidados especiais nessa fase.

Se você tem um pet idoso, provavelmente já notou algumas mudanças físicas nele, por isso é muito importante entender esse processo e ajudá-lo a passar pela velhice com muito conforto e qualidade de vida.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Cão deitado em sua caminha, dentro de casa – Crédito da foto: Freepik

É importante ressaltar que um pet mais velhinho pode sim continuar saudável e ativo. O fato de ele estar com os pelos grisalhos não significa que ele esteja doente. A velhice, na verdade, está relacionada a cuidados extras, prevenção e algumas limitações.

Confira a seguir as principais dicas de como cuidar do seu pet idoso com todo o carinho e amor que ele merece.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Homem abraça o seu cão – Crédito da foto: Freepik

Alimentação do cão idoso

Com a idade mais avançada, o ritmo da digestão e da absorção dos alimentos diminui. Por isso, eles precisam se alimentar com uma ração de fácil digestão, especial para essa faixa etária. Normalmente, está escrito “sênior” na estampa da ração.

Além disso, é muito importante que eles tenham uma dieta mais balanceada, saudável e rica em proteínas.

Caso tenha dúvidas e queira um acompanhamento maior, procure um veterinário para que ele possa lhe indicar a melhor alimentação para ele.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Senhor em um parque com seu cão idoso – Crédito da foto: Freepik

Mobilidade 

Eles já não tem mais aquela energia de antes, não é mesmo? Nessa fase, os pets ficam com a mobilidade mais reduzida.

É importante entender isso, pois um cachorro idoso não irá circular, correr e brincar tanto quanto outros. Então, pode continuar com as caminhadas, porém diminua a intensidade e duração das atividades. Adapte as atividades para que o seu cãozinho possa acompanhar.

O importante aqui é não ficar parado! Fazer pelo menos um exercício para que ele possa manter o peso e a saúde.

Lembre-se de também facilitar o acesso para o local onde ele faz as necessidades. E, se você tem escada na sua casa, evite que ele fique subindo ou descendo a todo momento, já que ele pode se cansar ou até mesmo se machucar.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Retrato de um cão idoso em fundo branco – Crédito da foto: Freepik

Hora da soneca

Um pet idoso dorme mais e passa mais tempo deitado. É normal que ele queira repousar e ficar no seu cantinho, por isso respeite as sonecas dele!

Mas é claro que sessões de carinho, massagens e música relaxante são muito bem-vindos e ele, com certeza, vai amar!

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Retrato de um pinscher alemão idoso em fundo branco – Crédito da foto: Freepik

Temperatura

Como eles são mais sensíveis à mudanças bruscas de temperatura, mantenha a caminha e os pertences deles em locais arejados, onde não haja correntes de vento e nem contato direto com o Sol.

Dessa forma, você evitará possíveis mal-estares e doenças. E nunca deixe ele sem abrigo nenhum, tanto no frio quanto no calor.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Retrato de cão em fundo branco – Crédito da foto: Freepik

Veterinário 

É importante manter uma rotina de cuidados médicos. Leve-o com frequência no veterinário, para acompanhar o estado de saúde dele, as vacinas e exames.

O ideal é levá-lo de 6 em 6 meses, para checar se está tudo bem. Melhor prevenir do que remediar, não é?

Por isso, não espere o “vovô” ficar doente para levá-lo ao vet! Isso ajudará a detectar e prevenir possíveis doenças decorrentes da idade.

Dicas de como cuidar do seu pet idoso
Pug idoso brincando na areia – Crédito da foto: Freepik

Amor e paciência 

Um dos passos mais importantes de todos: ofereça muito amor e carinho para que o pet se sinta amado!

Todos nós iremos envelhecer um dia e teremos algumas limitações, por isso é muito importante que você seja compreensível e paciente com o seu amigo.

O seu cãozinho também está se adaptando a essa nova fase da vida, por isso toda demonstração de afeto é válida!

Seguindo essas dicas de como cuidar do seu pet idoso, vocês dois passarão por essa fase mais unidos do que nunca!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here