Maltês

Alguém aí ainda se lembra daquela cadelinha linha da novela Salve Jorge que vivia no colo da sua dona extremamente dedicada? Pois é, aquela bola de pelos branca é o maltês. Eles são típicos cães de colo e são ideais para se criar dentro de lugares pequenos como apartamentos, mas eles precisam de passeios e muito ar livre como os outros cães. Descubra de onde surgiu essa fofura, todas as suas características e quais os principais cuidados que você deve ter com seu cãozinho.Maltês

Informações sobre o Maltês

  • Nome original: Maltese
  • País de origem: Bacia Central do Mediterrâneo
  • País patrono: Itália
  • Grupo: 9 – cães de companhia
  • Seção: 1 – bichons
  • Tamanho: macho – 21 a 25 cm e fêmea – 20 a 23 cm
  • Peso: entre 3 e 4 kg
  • Cor do pelo: branco ou marfim
  • Pelagem: lisa, longa, sedosa e brilhante.
  • Expectativa de vida: entre 12 e 14 anos
  • Ranking de inteligência: 59ª
  • Preço do Maltês: preço médio até R$ 1000, mas os filhotes podem chegar até R$ 3 mil

Curiosidades sobre o Maltês

Conheça algumas curiosidades sobre o Maltês:

  • A raça sempre foi muito popular, tanto que é fácil encontrá-la em obras de diferentes movimentos artísticos. Entre os principais pintores que a retrataram esta o pintor  britânico Sir Joshua Reynolds, e espanhol, Francisco Goya.
  • O Maltês era adorado pelos egípcios, por isso, é comum encontrar a raça em registros antigos. Ainda, há uma estatueta com a representação de um bichon (nome dados ao maltês na região), encontrado na cidade de Fayum, no Egito. Essa estátua sugere e ressalta que a raça tenha sido adorada no Egito no passado, assim como eles faziam com os gatos.
  • O Maltês também é um queridinho das celebridades. Atrizes como Halle Berry e Bruna Marquezine são alguns dos nomes que possuem ou já possuíram um exemplar da raça.

Origem do MaltêsMaltês

O maltês, também chamado de maltese ou bichon maltês, é originário da República de Malta, um arquipélago localizado ao sul da Europa. Desenhos em cavernas que datam de 4 mil anos a. C. apresentam esta raça, mas os registros comprovados são do século XV na Europa. Foi justamente nessa época de grandes navegações que essa raça se espalhou pelo mundo, sendo utilizada como moeda de troca entre os países.

A função original deste cão sempre foi de cão de companhia, inicialmente o objetivo era a corte europeia e a dona mais famosa foi a rainha Maria Stuart da Escócia. Apesar disso, seus ancestrais viviam em portos marítimos do mediterrâneo e caçavam ratos. Foi encontrada uma pintura de 1830 na qual a principal imagem é o cão maltês, que esteve perto da extinção nessa época. Em 1888 foi reconhecida pela AKC (American Kennel Club). Se tornou um cão muito popular, principalmente entre as mulheres que adoram um animal de colo.

Características do MaltêsMaltês

Uma característica marcante dessa raça são os longos pelos lisos e brancos. É considerada a raça mais antiga entre o grupo dos Toys.

É um cão de pequeno porte, com um corpo alongado e com uma postura muito elegante e orgulhosa. O focinho é bem reto e possui um sulco central, os lábios formam um arco bem aberto e os dentes são bem desenvolvidos com os incisivos em tesoura.

Os números que o descreve são bem característicos: em altura podem chegar até 25 cm e o peso pode ir até 4 kg. A cor do pelo é, na grande maioria, de cor branca. A única variação que pode ocorrer é máximo um pelo na cor marfim e em alguns é possível encontrar manchas num tom laranja pálido. A pele tem pigmentação de manchas escuras como um vinho avermelhado, principalmente na região do dorso.

Temperamento

Essa raça é muito afetuosa e dócil e não é por acaso que são excelentes cães de companhia. Ele consegue se adaptar muito bem ao ritmo do ambiente onde vive, mas precisa fazer exercícios sempre, como passeios diários. Ele não fica muito bem quando está só. Por isso não é aconselhado um cão dessa raça para pessoas que passam o dia inteiro fora a não ser que tenha outro cão em casa.

Ele ama correr e brincar, assim quanto maior a sua área livre melhor ele irá se comportar. Ele também tem o seu lado corajoso e mesmo sendo muito pequeno desafia até os cães de grande porte. O maltês pode se tornar um excelente cão de alerta. Pois eles não se dão muito bem com estranhos e costumam latir caso percebam algum movimento suspeito no ambiente.

Inteligência e Obediência da raça

O maltês também se destaca por sua inteligência, mas é preciso ser bastante trabalhado ao longo de toda a vida do seu pet. Assim, adestramento e atividades mentais podem fazer toda diferença para essa raça.

Mas de modo geral, o maltês costuma ser bastante obediente. Porém não é do tipo que obedece a qualquer um, sendo preciso que ele possua algum vínculo com a pessoa para que ele atenda aos seus comandos. Ocupa a 59ª posição em inteligência canina.

Convivência com o Maltês

O maltês confia muito nos humanos, por isso, não estranhe se durante um passeio o seu pet pedir afago de desconhecidos. Aliás, essa característica gentil e carinhosa é um dos traços mais marcantes desta raça.

Ainda, o comportamento do Maltês é ótimo para o convívio com outros animais de estimação e crianças pequenas. Também, mesmo se tratando de um cão agitado, ele pode se adaptar a rotina de seu dono. Por isso, se a raça for adotada por idosos, ele vai sim desenvolver uma personalidade mais calma.

O Maltês é uma raça muito carinhosa e apegada ao seu dono. Por isso, gosta bastante de ficar no colo por longos períodos de tempo.

O Maltês requer espaço?

Como esta é uma raça de porte pequeno, assim, o Maltês se adapta bem a vida em apartamento. Mas, é sempre bom lembrar de que assim como qualquer raça, o Maltês também precisa de caminhadas diárias para gastar energia.

O Maltês late muito?

Sim, o Maltês late bastante, já que é altamente alerta, e pode começar a latir como resposta a ruídos desconhecidos.

O Maltês é destruidor?

Depende, pois, o Maltês pode até ser caso não receba a devida atenção. A raça é muito carinhosa e fiel ao seu dono adorando companhia, por isso detesta ficar sozinho.

Assim, quando deixado sozinho por muito tempo a raça pode desenvolver a chamada ansiedade de separação. Quando isso acontece, o Maltês pode desenvolver uma personalidade destruidora. Deste modo, se você for deixar o seu pet sozinho por muito tempo, saiba que, caso ele não for adestrado para lidar com isso, prepare-se para encontrar sua casa revirada e algumas coisas roídas espalhadas.

O Maltês é agitado?

Também depende, pois, como o maltês ama brincar e está sempre atrás do seu dono em busca de atenção. Entretanto, essa é uma raça que se adapta bem ao estilo de vida de seu tutor, já que é uma das raças com mais afinidade com os humanos. Por isso, o maltês é considerado um ótimo cão de companhia.

Manutenção e higiene do Maltês

A principal preocupação com a higiene do maltês está relacionadas à saúde dos pelos dessa raça. Pois, quando os seus pelos que são brancos começam a ficar cinza, isso é sinal de que é hora de um banho.

Também, é preciso escovar o maltês diariamente, a fim de remover pelos emaranhados e mortos. Você ainda pode usar um shampoo e condicionador indicado para a raça para ajudar a facilitar esse processo. Ainda, lembre-se de enxaguar bem os pelos do seu pet e deixá-lo bem sequinho, pois isso evita a proliferação de fungos que causam problemas de pele.

Banho

O banho também deve ser frequente já que os pelos podem acumular muita sujeira e poeira. Isso pode prejudicar a pele do animal criando um ambiente propício para fungos. Se o cão ficar dentro de casa, um banho por semana é o suficiente. Mas se ele fica do lado de fora, o melhor é que os banhos tenham uma regularidade de 5 em 5 dias.

Orelhas

As orelhas do seu Maltês precisam ser verificadas semanalmente a fim de verificar se não apresentam vermelhidão ou mau cheiro que são sinais claros de infecção.

Dentes

Os dentes do seu maltês devem ser escovados pelo menos de 2 a 3 vezes por semana, a fim de evitar o acúmulo de tártaro e de bactérias.

Unhas

As unhas do Maltês precisam ser aparadas de uma vez a duas vezes por mês, a fim de evitar que seu cão se machuque. Assim, se você ouvir as unhas do seu pet “clicando” no chão, isso é um sinal de que estão muito longas e é hora de cortar.

Nível de exercício do Maltês

O maltês é uma raça que adora se movimentar. Embora tenha bastante energia e seja um pouco agitado, ele também pode sofrer de problemas como a obesidade. Isso acontece devido a decorrência do seu metabolismo lento. Por isso, nada melhor do que adotar uma rotina com exercícios e passeios para que o seu maltês seja o mais saudável possível.

Entretanto, é preciso se lembrar de que o maltês possui um porte pequeno e uma estrutura física frágil. Por isso, suas atividades físicas devem ser indicadas para o seu tamanho. O ideal é caminhar com ele diariamente por no máximo 1 quilômetro durante uma hora. Assim, se você ter essa atenção ao seu pet, ele será muito feliz e saudável.

Alimentação do Maltês

A quantidade de ração diária recomendada para o maltês é de 1/4 a 1/2 xícara de alta qualidade divididos em duas refeições por dia. Para impedir que seu pet engorde, devida a alimentação em duas porções iguais ao longo do dia, em vez de deixar comida no pote o dia todo.

Assim, é possível dizer se um maltês está ficando acima do peso com este teste prático: coloque suas mãos no corpo dele, polegares ao longo da coluna e dedos estendidos sobre os lados. Assim, se você sentir as costelas, ele está em boas condições. Mas se elas estão enterradas sob uma camada de gordura, é hora de colocá-lo numa dieta e reduzir a quantidade de petiscos.

Reprodução do Maltês

Uma fêmea de maltês costuma ter seu primeiro cio a partir dos 6 meses de idade, entretanto a maturidade da raça é atingida apenas a partir do 1 ano e meio de idade. Por isso, o recomendado é que a reprodução se inicia apenas a partir de 1 ano e meio ou depois dos 2 anos de idade.

Também, o cio de uma fêmea de maltês costuma durar de 2 a 3 semanas, mas que pode ser dividido em várias fases. Uma ninhada de maltês pode dar de 3 a 8 filhotes, mas isso vai depender do tamanho da cadela.

Filhotes do Maltês

Assim como toda raça, os filhotes de Maltês também precisa de alguns cuidados específicos, como ser vermifugado e vacinado, por exemplo.

Também, lembre-se de que sua casa deve ser adaptada para receber esse novo morador. Por isso, coloque proteções contra acidentes, crie um cantinho confortável para ele dormir, além da criação de uma rotina de atividades diárias indicada para ele.

Entretanto, é importante esperar até que seu filhote de Maltês tenha no mínimo oito meses de idade para começar os exercícios mais pesados.

Saúde do Maltês

Maltês

Se você quer ter um cão que tenha bastante pelo como o maltês, vai precisar separar um tempo todos os dias para penteá-lo ou então você terá sérios problemas pois o pelo embola bastante. Se você mora numa região quente, o ideal é cortar o pelo dele com frequência, pois a umidade que fica aprisionada pode causar problemas de pele como a dermatite. Essa patologia pode se tornar crônica e difícil de ser tratada.

Fotos do MaltêsMaltês

Maltês

Maltês Maltês

Maltês

Maltês Maltês

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

1 COMENTÁRIO

  1. a minha cachorra Loula ela é bem obediente e boazinha cando a gente fala senta,siti e pro chão ela senta.
    ela é tãoooo obediente e fofa tambem raça maltes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here