Entenda as necessidades básicas dos cães

Você sabia que os cães possuem 4 necessidades básicas? Sim, assim como os humanos eles precisam de muito mais para viver do que comer qualquer coisa e dormir. Para um cão ter qualidade de vida é preciso que ele tenha acesso as 4 coisas que vamos falar a abaixo.

Se você ama seu cão vai entender que nada disso é frescura. Tudo isso foi pesquisado e estudado por cientistas e pessoas que aprenderam sobre o cérebro e organismo dos cães. Então para os apaixonados por cães é muito importante proporcionar ao seu peludo tudo o que ele precisa. Entenda abaixo como fazer isso.

Alimentação equilibrada

Os cães precisam de uma alimentação equilibrada e ideal para aquele cão em especial. Pois é, são como os humanos, nem todo cão pode comer a mesma coisa. E os cães menores obviamente precisam de porções menores.

O ideal é oferecer ração super premium, que é de alta qualidade, ou alimentação natural. É compreensível que a ração super premium tem um valor elevado. Mas ela possui mais nutrientes, sendo assim as porções oferecidas ao cão precisam ser menores do que as porções de rações de baixa qualidade.

Ou seja, você gasta na qualidade do produto, mas economiza na quantidade. Além disso cães que comem rações de alta qualidade possuem o pelo mais brilhoso, as fezes e urina fedem bem menos e eles são mais saudáveis.

No caso da alimentação natural é indispensável procurar a ajuda de um veterinário para preparar o cardápio do seu peludo. Ele vai te dizer quais alimentos ofertar, como preparar, a quantidade e como variar o cardápio. Tudo isso de acordo com as necessidades do seu cão em específico.

Por quê fazer isso? Alimentar bem seu cão é um dos passos para deixar seu cão mais saudável e mais feliz. E consequentemente reduzir os seus gastos com possíveis problemas de saúde no futuro.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre a razão de chocolate ser venenoso para cães

Atividade mental

Cães entediados se tornam cães destruidores, ou agressivos, ou com comportamentos que podem fazer mal a eles mesmo. Já falamos em diversos artigos sobre como os cães podem desenvolver diversos problemas comportamentais e até de saúde quando ficam entediados.

Na natureza os cães estariam sendo levados a necessidade de pensar e resolver problemas o tempo todo. Então é muito importante que eles tenham uma rotina que os faça exercitar a mente.

O enriquecimento ambiental é uma ferramenta valiosa para proporcionar entre outras necessidades básicas. Especialmente a atividade mental.

Atividade física

Não teria como não ter atividade física entre as necessidades básicas dos cães. Cão cansado é cão feliz. E isso é muito sério. Mais uma vez o comportamento na natureza interfere aqui. Pois na natureza eles estariam caminhando longos territórios por dia em busca de comida. Ou seja, se exercitando.

Na vida doméstica, eles só ficam deitados na caminha ou sofá e esperam o momento em que o tutor entrega o pratinho com a janta, comem e voltam a dormir. Ou quem sabe querem brincar, mas não tem muito espaço ou o tutor não tem muito tempo.

É importante arranjar tempo. Nem que seja para um passeio pelo menos no dia. Se necessário contrate um dog walker ou coloque o peludo em uma creche. Mas é muito necessário fornecer atividades físicas diárias ao peludo.

Dentro das necessidades de cada um, claro. Um border collie, por exemplo, vai precisar de muito mais atividade que um buldogue inglês. Isso não significa que o buldogue pode passar o dia sem fazer nada. Apenas entenda as necessidades básicas específicas do seu cão.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre alimentação de cães idosos

Atividade social

Por fim, mas não menos importante. A atividade social é extremamente importante para os cães. Eles precisam aprender a conviver com outros cães e pessoas, além de outros animais. Os cães são animais extremamente sociais. E um cão privado dessa interação pode desenvolver agressividade.

Além disso um cão mais novo precisa conviver com outros cães para não desenvolver aversão a eles. Ou simplesmente não aprender como se portar com outro cão. Ele precisa aprender, por exemplo, que ao desviar o focinho e dar as costas para ele, o outro cão não quer interagir com ele.

Os sinais de calma são sim uma linguagem universal que os cães possuem no DNA. E fazem sem planejar. Mas eles também aprendem por convivência e associação. Então ao ver aqueles sinais repetidamente em outros cães, eles os incorporam e aprendem a respeitar quando os sinais são dados para eles.

Filhotes

Se o seu peludo ainda é filhote é ideal começar o mais cedo possível a colocar tudo isso em prática. Isso vai te garantir uma vida mais tranquila, feliz e saudável para o seu cãozinho. Além de ser mais fácil implementar toda essa rotina desde novinho.

Não deixe para depois. Quanto antes você proporcionar tudo isso a ele, mais fácil será lidar com ele ao longo da vida. Estreitando os seus laços afetivos e evitando que problemas de saúde e comportamentais possam surgir. Evitar os problemas é sempre mais simples do que lidar com eles.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre aprendizado dos cães e saiba sobre associação e recompensa

Adultos

Mas se o seu cãozinho já é adulto saiba que não vai ser impossível implementar essa rotina na vida dele e suprir as necessidades básicas do seu cão. No começo ele pode não entender bem os jogos e brincadeiras de enriquecimento ambiental. Ou quem sabe ele já não seja sociável com pessoas ou outros animais.

Mas com paciência e muita tranquilidade, além de perseverança, é possível fazer tudo isso se resolver. Nossa diga é fazer as coisas por etapas bem pequenas, nunca exagere ou tente avançar demais o nível para o seu cão.

Comece por jogos bem simples. Leve ele para ver cães mais ao longe no parque. Aos poucos, bem devagar, você vai se aproximando dos outros cães e aumentando a dificuldade nos jogos. Sempre associando tudo isso a algo bom. Quando ele estiver calmo, faça carinho, elogie e dê um petisco. Vocês conseguem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here