A pandemia do coronavírus parece estar virando de cabeça para a baixo a rotina de todos, não é mesmo?

Bem, as famílias com cachorros e outros animais de estimação certamente também estão sofrendo os impactos desse vírus.

Como fica a rotina de uma família com cachorro em casa em plena quarentena? Quais os impactos para o cachorro e para os humanos dessa “proximidade forçada”? Como equilibrar a rotina de isolamento, os cuidados com os pets e os compromissos? Veja a resposta para essas perguntas aqui. Boa leitura!

Quarentena de coronavírus com cachorros em casa

Cachorro com brinquedo de morder em sofá
Cachorro com brinquedo de morder em tapete – Crédito da foto: Freepik

De acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal, não há nenhuma evidência científica que aponte para a disseminação da Covid-19 – doença causada pelo coronavírus – entre cachorros e outros animais e humanos. Ou seja, até onde sabemos, os animais não são fonte de contaminação humana.

Entretanto, isso não quer dizer que os nossos amigos peludos não precisam de cuidados nesse período, não é mesmo? Por exemplo, já sabemos que o coronavírus é um vírus que sobrevive nos animais (ele somente não é transmitido de cachorro para humano, mas é possível que um cachorro pegue o vírus). Infelizmente, os efeitos desse vírus nos animais ainda não é totalmente compreendido pela ciência e pelos veterinários.

Veja aqui algumas dicas de como cuidar do seu amiguinho nesses tempos de quarentena de coronavírus.

Máscaras e álcool em gel

Não façam isso com seus pets.

Não é necessário colocar máscaras nos seus amiguinhos e muito menos dar verdadeiros banhos de álcool em gel neles.

Em relação à higiene, os veterinários estão apontando que o banho normal com água e sabão é suficiente. Os banhos com produtos próprios para animais (como shampoos caninos) são mais que o suficiente para manter seus amiguinhos queridos e amados longe das bactérias e da propagação de doenças mais comuns.

Como ficam os passeios em tempos de isolamento?

Cachorro no sofá depois de destruir almofada
Cachorro no sofá depois de destruir almofada – Crédito da foto: Freepik

E os passeios, como ficam nesse período de isolamento e quarentena?

Bem, é sim verdade que os passeios são essenciais para a saúde física e mental dos bichinhos. E também é verdade que os cachorros mais agitados e com mais energia podem sim virarem verdadeiros “destruidores ambulantes” se forem privados de seus passeios.

Entretanto, vale ressaltar a importância de mantermos o isolamento o máximo possível. Por isso, a indicação dada pela maior parte dos veterinários nesse momento é tentar substituir os passeios no bairro por atividades em casa que ajudem seu amiguinho a gastar a energia.

Uma das dicas mais legais que alguns veterinários estão fazendo nesse sentido é apostar em gincanas com brinquedos interativos.

É óbvio que nesse momento de isolamento, os tutores vão acabar por estarem mais próximos dos seus pets. Com isso, é preciso encontrar formas de deixar os bichinhos mais distraídos (para que você também tenha momentos de sossego suficiente para dar conta de outras atividades, como o trabalho remoto).

E se eu quiser manter os passeios na rua?

Como mencionado, o indicado é ficar em casa e suspender temporariamente os passeios. Para isso, é importante substituir os momentos de caminhadas por outras atividades, como conversas com o cachorro e brincadeiras.

Entretanto, sabemos que alguns tutores não deixarão de passear com os seus animais. Para esses, vale destacar algumas dicas fundamentais:

  1. Ao voltar para casa, vá diretamente limpar as patas do seu cachorro com água corrente e sabão ou com lenços umedecidos;
  2. Assim que voltar da rua, tire suas roupas e sapatos e os coloque para lavar (e tome banho em seguida)
  3. Ao limpar as patinhas do seu pet, preste atenção para que elas fiquem totalmente secas (tenha cuidado com áreas úmidas)

Esses cuidados são essenciais para o vírus pode vir para dentro de sua casa através da sua roupa, da sola do seu sapato ou das patas ou pelagem do seu amiguinho.

Trabalhando em casa

Homem jovem trabalhando de casa com computador pessoal e café
Homem jovem trabalhando de casa com computador pessoal e café – Crédito da foto: Freepik

Apesar dessa não ser a realidade de toda a população, muita gente está trabalhando de suas casas nesse momento de isolamento. Isso quer dizer que apesar da quarentena, a pessoa segue precisando de momentos de concentração no seu dia a dia.

Obviamente, isso quer dizer que ter seu amiguinho em volta todo o tempo pode trazer um desafio à parte para esses tutores. Naturalmente, quando o seu bichinho te vê em casa ele logo pensa que você está disponível. E como conciliar uma rotina de trabalho com o pet te exigindo atenção?

Construindo uma rotina de trabalho em quarentena

A dica de ouro é a seguinte: o mantenha distraído e mostre que ele é importante, mas que você tem outras atividades para desempenhar. Como fazer isso? Através do equilíbrio entre momentos de proximidade e de distanciamento.

Construa uma rotina onde o cachorro tenha a sua disposição a oferta de brinquedos e de objetos que o distraiam (acredite, isso pode salvar seus dias). Entretanto, aposte também em momentos de proximidade e dê atenção para ele nesses momentos. Para isso, escolha momentos que você pode dispor para ele (como o horário do intervalo do almoço ou alguns minutos no final do turno).

Nestes momentos estipulados para dar atenção para ele: converse com ele, brinque com ele e mostre que ele é importante.

Escolha qual(is) momento(s) do dia você fará esse contato mais próximo, e repita esses contatos sempre nos mesmos momentos e horários. Essa repetição vai ajudar você e ele a criarem rotina e a entenderem “quando você está disponível” e “quando você não está disponível”, mesmo estando em casa.

Este conteúdo te ajudou de alguma forma? Então compartilhe com seus amigos e os ajude a cuidar melhor dos nossos amados amiguinhos nesse momento de quarentena do coronavírus.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here