cão doente

Episódios de convulsão são assustadores e facilmente um tutor pode entrar em pânico se isso acontece com o seu peludo. Mas é importante saber que o cão que passa por uma crise de convulsão precisa de ajuda. Por isso nesse artigo você aprende sobre como agir nessa situação, e como lidar com tudo isso.

Aprenda mais sobre o que é convulsão e como você deve agir. Entenda também sobre o que fazer depois e até mesmo como cuidar do seu cãozinho para tentar evitar essa situação.

O que é convulsão?

Mudança de casa

Convulsões são distúrbios neurológicos, a convulsão pode afetar o corpo todo ou algumas partes. Nos cães a convulsão é bem parecida como ocorre com os humanos. O que acontece é que a comunicação neurológica fica comprometida causando a crise convulsiva.

Você já deve ter visto uma convulsão em humanos pelo menos, nem que tenha sido na televisão. E na verdade é bem parecido nos cães. Nesse artigo você vai entender como agir durante e depois de uma crise e aprender um pouco mais sobre a convulsão.

Causas

Economizar para cuidados

Podem ser muitas as causas de convulsões, você deve estar atento a qualquer coisa para informar ao médico veterinário caso seu peludo passe por um episódio desse. Lembre-se que muitas vezes pode ser um sinal de uma doença ainda não detectada, por isso não ignore.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como socializar cães tímidos com pessoas

  • Cinomose

É uma infecção progressiva que costuma atingir o cérebro e a medula espinhal. A medida que avança causa mais danos cerebrais e é marcada por convulsões repetitivas.

  • Baixos níveis de cálcio

Uma baixa nos níveis de cálcio pode prejudicar o funcionamento do cérebro e causar uma convulsão. É comum em fêmeas após o parto, por isso é importante alimentá-las muito bem e ficar em observação.

  • Insuficiência renal

A principal função renal é remover impurezas, se não está funcionando bem, o excesso de impurezas pode ser uma causa.

  • Vacinas

cão tomando vacina

Após uma vacinação um cão, principalmente os filhotes, pode apresentar um caso de convulsão, geralmente some sozinho.

  • Infecção por vermes

A presença de muitos vermes nos cães pode afetar os nervos e ser uma das causas de uma crise assim.

  • Açúcar no sangue

Baixos níveis de açúcar no sangue podem desencadear uma convulsão.

  • Intoxicação

Intoxicação alimentar e também por envenenamento podem causar uma convulsão.

  • Hipercalemia

Excesso de potássio no sangue que pode causar convulsões.

  • Epilepsia

Essa é a causa mais comum em cães, marcada por episódios recorrentes e pode ser causada por dieta de baixa qualidade.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como saber se seu cão está se exercitando corretamente

  • Tumores cerebrais

Presença de tumores no cérebro pode afetar na comunicação neural desencadeando um episódio desses.

Sintomas

cão doente

Convulsão é coisa séria, pode se agravar e afetar tanto o peludo chegando a causar danos irreparáveis. Ao menor sinal de convulsão, o veterinário deve ser consultado.

São sinais de uma convulsão:

  • Perder a consciência
  • Mudanças de comportamento
  • Micção involuntária
  • Tremores
  • Salivação excessiva
  • Correr em círculos
  • Contração muscular incontrolável
  • Rigidez
  • Paralisia temporária

Como agir

cão e dono

Para a maioria dos donos essa situação é muito complicada e é difícil não entrar em pânico. Mas é importante lembrar que seu cão precisa de você naquele momento e é preciso manter o foco.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como agir e como funciona a fisioterapia para cães

O cão pode se debater no chão chegando a se machucar, por isso é importante colocar travesseiros, principalmente na cabeça, para ele não machucar a cabeça no chão. O corpo se deita de lado e tudo o que você pode fazer é tentar impedir que ele se machuque.

A língua pode enrolar, mas não é recomendado que se coloque a mão na boca de um cão em convulsão. Isso por que ele não vai ter controle sobre o próprio corpo e pode te morder.

cão no colo do dono

A maioria dos episódios de convulsão dura em torno de 2 minutos, fique com o cão. Cuide para ele não se machucar e tente acalmá-lo quando ele retornar a consciência.

Depois da crise

Agora é a parte mais crítica. Assim que a convulsão passar, leve seu cão urgentemente ao veterinário. Conte como aconteceu, conte tudo e esteja preparado para que o veterinário faça testes e exames.

A convulsão é um sintoma de outro problema. Para o tratamento correto, o veterinário irá precisar descobrir qual o problema do peludo. Só assim ele irá tratar corretamente o que causou a convulsão.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como a posição de dormir diz muito sobre os cães

Dica

cão e dona

Proporcione uma alimentação saudável para o seu cão, leve-o para se exercitar sempre e deixe suas vacinas e remédios em dia. Isso é tudo o que você pode fazer para evitar que ele tenha algum problema desse no futuro.

Outra dica é sempre fazer um check up e estar preparado para qualquer situação de urgência. Também esteja atento ao seu cão. Qualquer pequeno sinal pode indicar um problema neurológico. Como correr atrás do próprio rabo e tiques como piscar apenas com um olho descontroladamente.

Ao perceber qualquer pequeno sinal no seu cão, não excite em procurar um veterinário responsável. Você está cuidando muito bem do seu cãozinho e assegurando que qualquer problema se agrave.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here