Não há como negar que viajar com seu cãozinho de estimação é uma das coisas mais gostosas da vida, principalmente quando os turistas são amantes dos pets. Entretanto, é preciso saber que a viagem deve ser confortável e inesquecível não somente para os donos, mas também para os amiguinhos de 4 patas. É preciso manter-se atento a diversos aspectos, os quais vão desde a escolha do destino ideal ao método de transporte do cão.

Dicas para viagens com cães

Antes de colocar o pé na estrada com o seu cachorro, leia nosso artigo e confira algumas dicas de como viajar com tranquilidade, conforto e, acima de tudo, segurança!

A presença do cão durante a viagem é desejada?

Ao iniciar o planejamento de uma viagem de família acompanhada de cachorros, é preciso analisar se a presença dos animais é desejada. Afinal, ao se viajar com um cão é necessário saber que, além do descanso e momentos de lazer com os parceiros e filhos, será preciso dedicar um bom tempo ao pet, seja para alimentá-lo ou praticar atividades como correr ou passear ao ar livre.

Se a família estiver disposta a exercer tais atividades, a viagem com o cãozinho será inesquecível! Caso contrário, a melhor saída pode ser deixar o pet na casa de familiares, amigos ou até mesmo em hoteis especiais.

Dicas para viagens com cães

Cuidados com o transporte do cachorro

Dependendo do meio de transporte utilizado durante a viagem, a preparação merece atenções diferenciadas:

Viagens de carro: O código nacional de trânsito prevê punição para condutores que transportam cães soltos dentro do carro, por conta do alto risco de acidentes. Em viagens de carro, é imprescindível transportar o pet em caixas ou utilizar cintos de segurança próprio para cães.

Viagens de avião: Nas viagens aéreas, o local de transporte varia de acordo com as dimensões do animal: a viagem pode ser feita no porão do avião ou na cabine. Vale salientar que o porão e a cabine possuem temperaturas controladas, evitando que o cãozinho sofra qualquer dano. Em ambos os casos, o cão deve viajar dentro de caixas de transporte, nas quais o animal consiga se movimentar com facilidade e comodidade. As companhias exigem que as caixas permitam que o animal possa, em pé, girar em 360°. Quanto ao material, este precisa ser resistente, a fim de evitar acidentes. As travas para fechamento merecem atenção especial.

Dicas para viagens com cães

Viagens de ônibus: Já nas viagens de ônibus, é preciso seguir as leis estaduais. No caso de São Paulo, o viajante pode levar consigo até 2 cães de, no máximo, 10 quilos cada. Os animais devem viajar na poltrona ao lado do dono, porém, somente se acondicionados em caixas de transporte. Vale lembrar também que, no ato da compra das passagens, é preciso apresentar um atestado médico veterinário de, no máximo, 15 dias. A companhia de viação pode cobrar taxas extras para o transporte do cão.

Cuidados com a hospedagem do cachorro

Apesar de amáveis, nem sempre os cães são aceitos em todos os destinos e hospedagens. Pelo contrário, existem muitos estabelecimentos – sejam eles hoteis ou pousadas – que não aceitam a estadia de animais de estimação.

Uma boa maneira de evitar momentos de estresse é consultar, antecipadamente, se a hospedagem aceita cachorros. Em caso positivo vale checar, também, se há algum serviço especial para os pets, como a presença de cuidadores de cães e acomodações exclusivas, por exemplo.

Dicas para viagens com cães

Para hoteis que aceitam animais mas que não contam com serviços especializados, é preciso cuidado: a fim de evitar constrangimentos e aborrecimentos com os demais hóspedes e administração do estabelecimento, é importante não deixar o cachorro sozinho nas acomodações. Lembre-se de que o cão pode estranhar o novo ambiente, o que resulta em latidos e uivos descontrolados.

Conforto e aconchego para o cão durante a viagem

Estranhar o novo ambiente é comum a todos os cães. Quando tal local é bem diferente do habitual, o estranhamento pode gerar um estresse ainda maior. Promover o conforto do animal, deixando-o o mais aconchegante possível, é a regra básica para a tranquilidade do cão.

Uma maneira simples de deixar o animal mais confortável é acrescentar na bagagem itens pessoais, utilizados no dia a dia: almofadinhas, cobertores, brinquedos e até mesmo os recipientes para água e comida deixam o cão “mais perto” de casa e, consequentemente, mais tranquilo.

Cuidados com a saúde

Dicas para viagens com cães

Assim como nós, os cães precisam de cuidados especiais com a saúde antes dos passeios, principalmente quando for viajar para países do exterior. Duas das recomendações mais importantes e, de fato, necessárias, são:

– Mantenha a carteira de vacinação do cão sempre atualizada, e sempre em mãos. Quando se trata de animais, as leis podem ser bem diferentes, de um país para outro.
– Leve consigo o telefone de um médico veterinário de confiança, para casos de urgências e emergências.

Viajar é prazeroso! E quando acompanhados de nossos cãezinhos de estimação, é melhor ainda!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here