Certamente, todos já sabemos que não existe O cão ideal. Isso porque cada bichinho é perfeito ao seu próprio modo. Então, como seria possível elencar um único para receber o título de cão ideal, não é mesmo?

No entanto, é bem verdade que humanos diferentes requerem características diferentes dos seus pets. Pessoas diferentes possuem personalidades, preferencias e rotinas diferentes. Naturalmente, isso significa que diferentes cachorros são indicados para cada caso.

Você sabe qual o tipo de cão ideal para você, sua rotina e sua personalidade? Você já sabe quais pontos levar em conta na hora da escolha, e como fazer essa escolha? Leia tudo sobre o assunto agora mesmo e descubra qual o cão ideal para seu caso. Boa leitura!

Qual o cão ideal para você: pedigree, cruza ou mestiço?

Quadro com quatro filhotes de raças diferentes cão ideal para voce
Quadro com quatro filhotes de cachorros de raças diferentes – Foto: Freepik

Você sabia que temos mais de 200 raças diferentes de cachorros reconhecidas em todo o mundo? São muitas as opções, não são? E você sabia que se adicionarmos na conta os cruzamentos e os mestiços, então teremos centenas de opções a mais para escolhermos?

A verdade é que há cachorros de todos os tipos, personalidades, tamanhos, cores e etc. Por isso, pode ser muito difícil decidir qual o tipo de cão ideal para você, sua vida e sua rotina. E talvez o primeiro ponto que você precise definir seja esse: você quer um cachorro com pedigree, uma cruza ou um mestiço?

Entenda melhor cada um deles.

Pedigree?

O cachorro com pedigree é também conhecido como “cachorro de raça”. É considerado um cachorro de raça aquele que tanto seu pai quanto sua mãe são da mesma raça e tem descendência “pura”. Ou seja, se trata daquele cachorro que não tem cruzas entre raças nos seus ancestrais.

O ponto positivo de se optar por um cachorro de raça está na previsibilidade. Claro que cada cãozinho é único, mas com pedigree é possível prever algumas coisas. Por exemplo, você poderá prever:

Além da infeliz questão do status (por exemplo, quando uma pessoa compra um cão de raça exclusivamente para “mostrar” que seu pet é de raça), a previsibilidade é um fator que muitas vezes levam as pessoas a optarem por um cachorrinho com pedigree. Afinal, é importante poder se preparar para o que virá, não é mesmo?

Cruzamento?

Cachorro com coleira e língua de fora em fundo cinza cão ideal
Cachorro com coleira e língua de fora em fundo cinza – Foto: Freepik

Mas você sabia que não é somente o cachorro de raça que pode te conferir um certo grau de previsibilidade?

Sim, os cachorros com cruzas entre raças também podem fazer isso. É claro que o grau de previsibilidade aqui é muito, mas muito menor. Ou seja, a incerteza e as surpresas são maiores quando você opta por um pet cruzado.

Ah, e caso você não saiba: os cães cruzados são aqueles que são filhos de pais de duas raças diferentes. Isso quer dizer que aqui você ainda conhece a ancestralidade do seu pet. Isso porque você conhece quais as raças do pai e da mãe do seu amiguinho.

No entanto, aqui as incertezas são realmente maiores. Isso porque com cães cruzados você não tem como saber sobre a aparência e personalidade do seu pet. Será que ele vai “puxar ao pai” ou vai “puxar a mãe”? Será que será uma mistura “meio a meio” das duas raças? Como será que ele vai ser?

Por exemplo, se for um filhote cruzado de Border Collie e Labrador: será que ele vai ser tranquilo, cheio de energia ou nenhuma das duas opções?

Mestiços?

Os cachorros mestiços são também conhecidos como vira-latas e como SRD (Sem raça definida).

Aqui, sim, a surpresa e a imprevisibilidade farão parte do seu cotidiano. Estes cachorros vem de ascendentes sem pedigree na maior parte das vezes. Claro que isso não quer dizer que não hajam algumas características que possam indicar a hereditariedade do cão. No entanto, isso costuma ser uma tarefa de criatividade e adivinhação.

Então: sim, é possível reconhecer eventualmente características de raças reconhecíveis neles. No entanto, esse reconhecimento muito pouco te dirá sobre as possibilidades futuras do pet.

Uma das enormes vantagens de optar por um cachorro mestiço é que eles tendem a ser muito mais saudáveis. Isso acontece porque os cães mestiços possuem um pool genético mais amplo. Isso porque a mistura entre raças ao longo das gerações foi fortalecendo seu sistema imune em relação a várias doenças típicas de variadas raças. Ou seja, cães mestiços tendem a apresentar muito menos problemas hereditários.

É claro que isso não significa que o cachorro mestiço não precisa ter sua alimentação balanceada, fazer consultas veterinárias, tomar antivermes, fazer vacinas e etc. O cachorro mestiço precisa (e merece) todos os cuidados que qualquer outro cão. A única diferença é que seu sistema tende a ser mais resiliente e, por isso, costuma ter menos problemas de saúde.

Qual o cão ideal para você: filhote ou adulto?

Idosa lendo para seu cachorro
Idosa lendo para seu cachorro – Foto: Freepik

Os filhotes são irresistíveis, é verdade. Não é a toa que se fala de “cara de cachorrinho abandonado”. Eles são lindos e instigam algo na gente, que os olhamos e ficamos loucos para lhes adotar, dar todo o amor e carinho do mundo.

No entanto, isso não quer dizer que filhote seja sinônimo de cão ideal (ao menos, dependendo de sua rotina). Será que um filhote é a melhor opção para você, sua casa e sua vida?

Filhote?

Os filhotes são curiosos e estão sempre dispostos a aprender. Cães filhotes querem aprender mais, mais, mais, mais e mais. Você tem disposição e tempo para treiná-los?

O treinamento pode ser divertido, e você poderá treiná-lo com muito amor e atenção. Mas o treinamento de um pet também é um trabalho duro. Isso porque você precisará ensinar tudo para ele: desde o controle do esfíncter até o jeito de passear de coleira.

Se você tiver tempo e paciência, optar por um filhote pode ser uma decisão acertada, sim. Isso porque você poderá ver seu esforço sendo recompensado com a transformação daquele filhotinho em um verdadeiro companheiro para a vida toda.

Os laços de amor, companheirismo e confiança que vocês poderão estabelecer pode mudar sua vida. Mas para que isso seja possível, você precisará estar disposto e ter condições de fornecer a atenção e treinamento que um filhote exige.

Cães mais velhos: adolescente, adulto e idoso?

Cão vira lata deitado no chão cão ideal
Cão vira lata deitado no chão – Foto: Freepik

Entretanto, claro que os filhotes não são a única opção quando pensamos no cão ideal.

Você também pode optar por dar um novo lar a um cachorro “adolescente”, a um cachorro adulto e mesmo a um cachorro mais idoso. Inclusive, aqui fica uma dica: se for o seu primeiro cão, talvez um pet mais velho se adapte melhor a sua rotina.

A maioria dos cães um pouco mais velhos vão chegar até você com algum nível de socialização e treinamento. Entretanto, calma: isso não quer dizer que o trabalho acabou. Ainda há muito o que fazer e você também precisará se dedicar a ele.

Muitas pessoas tem medo de levarem para casa um cachorro não-filhote por acreditarem que não se formará vínculo. Mas, acredite: os laços podem ser construídos a qualquer momento da vida do pet. Aliás, em muitos casos os possíveis traumas do passado de cães mais velhos ajudarão vocês a estabelecerem laços até então desconhecidos por ele, como laços de cuidado, de amor e de carinho.

Sim, você pode ajudar um cachorro mais velho a descobrir um mundo de amor que ele pode não ter conhecido. Você pode o ajudar a viver uma nova vida, diferente e mais bela. Não há qualquer razão para acreditar que somente com filhotes o vínculo seria possível.

Bagagem emocional

Infelizmente, é possível que você encontre na busca pelo cão ideal alguns cachorros adultos que não tiveram a sorte de desfrutar de um lar amoroso. Cães que sofreram maus-tratos ou foram negligenciados não são raros, infelizmente. E essas experiencias deixam marcas e fazem registro na personalidade deles.

Assim como os seres humanos, os animais também podem sofrer traumas. Por isso, estes cães podem chegar na sua vida com uma certa “bagagem emocional“. O mais comum é que eles sejam excessivamente medrosos ou agressivos, mesmo que isso não seja uma regra.

Estes cachorros costumam precisar de mais tempo e paciência, e de muito amor. Afinal, eles precisarão aprender com você algo que talvez eles nunca tenham vivido: dar e receber amor. Não é fácil “deixarmos para trás” algo que vivemos a vida toda e aprendermos algo novo.

Assim como mencionado anteriormente: todo o esforço é recompensado quando vemos as transformações. Ver um cachorro aceitar amor depois de uma vida de sofrimento é de emocionar. E é possível fazer parte dessa mudança, desde que haja amor e paciência suficiente.

Qual o cão ideal para você: macho ou fêmea?

Cachorro olhando para frente em pátio
Cachorro olhando para frente em pátio – Foto: Freepik

Esse é certamente um dos pontos fundamentais no momento da escolha: macho ou fêmea?

Não há consenso aqui: existem muitas opiniões diferentes sobre o tema. A verdade é que a decisão tomada precisará levar em consideração as suas preferencias pessoais.

Algumas pessoas dizem que as cadelas são mais fáceis de serem treinadas e tendem a ser mais carinhosas. Entretanto, há também aqueles que dizem que elas são mais independentes e distantes de seus tutores.

No entanto, também é bastante falado que os cachorros machos costumam ser mais agressivos. Mas calma, aqui tem uma ressalva: a castração costuma ajudar no controle dessa agressividade. Claro que isso dependerá da idade que a castração ocorreu e da própria personalidade do animal, isso para não falar da relação humano-cachorro.

Não há uma resposta absoluta e simples nessa questão. Você precisará tomar a decisão levando em conta suas preferencias. Mas lembre-se que o comportamento e personalidade do cachorro depende em grande medida do tempo, atenção e amor que você fornecerá a ele.

Castração

A castração é um cuidado fundamental e obrigatório.

Quando você castra seu pet, você não está somente evitando reproduções indesejadas, mas também está reduzindo os riscos do seu amiguinho desenvolver uma série de problemas de saúde no futuro. Isso porque diversos estudos já demonstraram que castrar reduz o risco de desenvolvimento de doenças normalmente associadas com o sistema reprodutor do pet (como câncer de ovário, por exemplo).

Cachorros e cadelas sem castração podem ser realmente mais difíceis de controlar. Por exemplo:

  • Cachorros podem perambular na procura de cadelas para reprodução;
  • Cadelas podem ser bastante difíceis de controlar no cio

Além disso, as cadelas também podem sofrer recorrentemente gestações psicológicas.

Se você está pensando em utilizar um pet para reprodução, estes são alguns obstáculos que precisará superar.

A castração é uma forma de cuidar e de demonstrar preocupação, cuidado e amor pelo seu pet. Além dos possíveis problemas de saúde futuros evitados, você também não precisará lidar com gestações indesejadas. Estas gestações podem acarretar problemas desnecessários para a cadela e para você, por exemplo:

  • Complicações durante o parto, podendo levar até mesmo ao óbito da cadela
  • Busca por lar adequado para os filhotes

Qual o cão ideal para você: criador ou abrigo de animais?

Mulher fazendo carinho com cão em abrigo
Mulher fazendo carinho com cão em abrigo – Foto: Freepik

Se você está buscando um cachorro com pedigree ou um cruzado, então o ideal é contatar um criador confiável. Para isso, o melhor caminho é entrar em contato com um clube de criadores que tenha uma lista com as ninhadas disponíveis.

Para evitar cair em fraudes (que são muito comuns), o ideal é buscar negociar com um criador que faça parte da lista de criadores credenciados a um clube sério e reconhecido.

Segunda chance para contar uma nova história

No entanto, a compra de um cachorro “de raça” não é a sua única opção.

Pode ser extremamente gratificante você adotar um cachorro de um abrigo de animais. Essa adoção pode significar para ele uma segunda chance na vida, uma nova chance de viver outra história.

Infelizmente, há muitos (mas muitos mesmo!) cachorros que esperam encontrar o calor e o aconchego de um lar definitivo e amoroso. Cada um deles tem a sua própria história, e muitos deles perderam seus lares de forma injusta e cruel. Aliás, muitos deles perambularam pelas ruas desde que nasceram, sem jamais terem conhecido uma família.

Estes peludinhos ficariam imensamente felizes de serem escolhidos por você e de poderem fazer parte do seu lar e da sua família. Acredite: isso pode fazer toda a diferença do mundo para eles (e para você também). Todos deveriam ter direito a um espaço de amor, de carinho e de confiança. Todos deveriam ter direito a um lugar para chamar de lar.

Centros de adoção

Filhote de cachorro atrás de grades
Filhote de cachorro atrás de grades – Foto: Freepik

De modo geral, os centros responsáveis pelos abrigos de animais se preocupam de escolher o cão ideal para cada adotante. Isso porque eles não querem que os pets sejam rejeitados novamente e tampouco que você precise cuidar de um cão que não é adequado para você.

Por isso, as equipes costumam examinar cautelosamente suas condições. Isso quer dizer que eles passam um tempo tentando conhecer melhor você, sua família e sua rotina. Conhecer melhor você é fundamental para que lhe seja recomendado um cão que se adapte bem com a sua vida.

Se você está buscando um cão mestiço, procurar por estes centros de proteção e cuidado animal pode ser uma boa ideia. As equipes costumam ficar bastante felizes com interessados em adoção e estão sempre preparados para responder as dúvidas.

Oferta de filhotes para adoção

Assim como você deve imaginar, os filhotes são os cães mais procurados no momento da adoção. Por isso, há muito mais cães adultos aguardando um novo lar do que filhotes.

Aliás, quando há filhotes para adoção, estes costumam ser adotados bastante rapidamente. Isso significa que se você quiser exclusivamente um filhote, talvez você precise contatar vários abrigos no processo de procura. Outra possibilidade é buscar em abrigos mais distantes. É possível que circulando por áreas mais extensas você tenha mais sorte para encontrar o cão ideal para você, mesmo sendo um filhote.

No entanto, estes centros de proteção e abrigos não são a única opção, se você quer adotar um amiguinho peludo. Isso porque há também muita gente que coloca filhotes para adoção porque seus pets tiveram gestações indesejadas. E isso para não falar nos casos de pessoas que encontraram filhotes abandonados na rua, abrigaram temporariamente o animal, mas não possuem condições de manter ele e precisam o doar.

Naturalmente, nestas situações o adotante não terá tantas opções de porte, estética, personalidade e etc. Afinal, a pessoa terá para doar apenas aqueles poucos cachorrinhos que foram achados na rua ou que são filhos dos pets da pessoa. No entanto, esta é uma opção para quem busca por adoção de um filhote.

De modo geral, estas pessoas publicam sobre os filhotinhos para adoção na Internet, normalmente em redes sociais. Neste cenário, você provavelmente encontrará mais facilmente um filhote para adoção.

A verdade é que independente da sua escolha: compra com um criador ou adoção de um abrigo, você certamente terá um futuro cheio de aventuras, bons momentos e amor com o seu novo amiguinho. O cão ideal é aquele que você ama e que te ama de volta.

Este conteúdo foi útil para você? Então compartilhe ele com seus amigos e colegas e os ajude a entender como escolher o cão ideal para lhes fazer companhia.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here