Como ensinar o cachorro a usar a coleira e guia? Aprenda no artigo de hoje!

Afinal, se você tem um cão desde filhote e ele nunca utilizou colocou uma coleira e guia, é completamente compreensível que ele não entenda porque deve utilizá-la, certo?

E isso faz com que ele não a aceite muito bem ou não queira colocar. Também pode acontecer no caso de adotar um cachorro que tenha passado por uma situação difícil.

Independentemente do motivo que esteja a fazer o cachorro não querer usar a coleira, a verdade é que ele deve começar a aceitá-la e a entender que será algo habitual na sua rotina.

Para isso, vamos te mostrar algumas dicas e conselhos que lhe permitirão começar um hábito novo para o seu pet e que vocês possam passear bastante por aí!

Continue lendo e descubra como ensinar seu cachorro a usar a coleira e guia sem maiores dificuldades!

coleira
Cão labrador marrom passeando no parque com sua dona, utilizando coleira. Crédito da foto: Freepik

Qual a melhor coleira para o cachorro?

Primeiramente, é importante saber que a coleira e guia são acessórios muito úteis e fundamentais para os passeios, principalmente no meio urbano, em que é preciso ter uma  convivência minimamente correta.

Por isso é essencial que o seu cachorro aceite utilizar esses itens! Antes de começar o processo de reconciliação com a coleira, é essencial que você adquira uma com a qual ele se sinta minimamente confortável.

Para isso, o melhor é comprar uma coleira que se adapte ao corpo do pet e do qual seja impossível fugir, e claro que também não seja incômoda para ele.

Veja abaixo os principais tipos!

Tipos de coleira para cães

Existem muitos modelos de coleira de cachorro. Então, é muito importante escolher um que tenha o tamanho certo para o bichinho, feito de um material forte para evitar fugas.

Se gosta de praticar a criatividade, você pode escolher um acessório com estampas divertidas.

Caso prefira, aposte no item liso, com cor única. Assim, o pet ficará lindo e bem protegido para o passeio!

Coleira peitoral

Este modelo é ótimo para cães menores, mas pode ser encontrado em tamanhos médios e grandes.

O design é diferente de uma coleira mais tradicional, pois cobre toda a região do peito de uma maneira confortável e segura.

Coleira plana

Esta coleira para cachorro já é bem conhecida por quem ama os pets. Ela tem um design de uma tira, que fica ao redor do pescoço do bichinho.

Esse modelo pode ser incrementado com plaquinhas de identificação. É importante escolher uma guia que encaixe direitinho no acessório para evitar contratempos nos passeios.

Enforcador

O enforcador é um tipo indicado para os bichinhos que estão em treinamento ou ficam muito agitados durante o passeio.

Com uma coleira desse modelo, o cachorro vai ficar mais sob o controle do tutor. Porém, é importante escolher uma que esteja bem ajustada ao animal para não machucá-lo.

Cabresto

Esta coleira tem um design que o pescoço e o focinho do cachorro. É indicada para bichinhos no início do treinamento.

Pode ser um pouco desconfortável para o pet no começo, mas, com calma e paciência, ele vai se acostumar e ficar mais à vontade durante o passeio.

coleira
Cachorro passeando com seu tutor. Foto Freepik 

Seu cachorro não aceita a coleira? Veja o que fazer!

Existem muitos motivos para o cachorro não estar aceitando a coleira, por isso vamos te ensinar a fazer com que seu pet aceite e também a melhorar os níveis de estresse dele perante essa situação.

Assim você terá um passeio tranquilo e normal com o seu amigo!

Para começar, é fundamental saber que o seu cachorro precisa de alguém de confiança para conseguir resolver este problema.

Embora se mostre impaciente e até morda a coleira, você como seu tutor deve ter muita paciência e carinho.

Saiba que não irá conseguir nada com puxões e muito menos com golpes ou repreensões excessivas, o que deixará ele ainda mais nervoso!

Primeiro, é legal deixar o pet cheirar o acessório. Por ser um objeto que vai limitar os movimentos, é importante que haja um treinamento para ajudar a trabalhar a parte sensorial deles aos barulhos e à composição desse novo item.

Na hora de colocar a coleira para passear com cachorro, escolha um local tranquilo e familiar da casa. Não puxe imediatamente a guia depois de encaixá-la no acessório, pois isso pode assustar o pet.

Depois que ele se acostumar a andar com o objeto, aproveite para fazer pequenas voltas no ambiente familiar mesmo.

Como conseguir que o cachorro aceite a coleira?

Em primeiro lugar, é fundamental que você pratique o reforço positivo, muito recomendado por profissionais como os etólogos ou educadores caninos – e por nós aqui no Web Cachorros também!

Nunca faça atos de violência para com seu pet, por mais que possa ser um estresse essa situação!

Para fazer com que ele aceite a coleira, pegue alguns petiscos e vá oferecendo a ele, principalmente quando ele aceitar!

O estímulo feito com esses snacks cria uma boa associação do bichinho ao acessório. Assim, a saída para o passeio fica muito mais divertida tanto para você quanto para o pet.

Como fazer isso? Antes mesmo de pegar a coleira e guia, pegue as guloseimas e mostre a ele.

É importante que ele vá perdendo o medo aos poucos e passe a relacionar esse momento como um momento bom, que ele relacione a coleira e o passeio com a comida, algo que para ele é bastante interessante!

Em casa, comece oferecendo um petisco, coloque a coleira e depois dê outro petisco em seguida.

Você pode repetir este processo de colocar e tirar a coleira no cachorro alguns vezes e durante alguns dias, até ele entender!

O adestramento deve ser sempre feito de forma relaxada, por este motivo é preferível que procure locais tranquilos nos quais possa passear com o seu cachorro.

O passo seguinte é sair na rua com o cão. É normal que no início ele não queira que coloque a coleira, mas no momento em que ele receber os petiscos, ele irá aceitando aos poucos.

Comece fazendo passeios curtos e progressivamente vá aumentando o tempo à medida que seu cachorro for aceitando o uso da coleira e guia.

Durante o passeio será imprescindível premiá-lo de forma regular, especialmente quando se portar bem e conseguir ficar relaxado.

Leia mais: Passeio com cachorro na quarentena – Melhores dicas!

coleira
Cachorro dálmata passeando de coleira pela rua. Crédito da foto: Freepik

Hora de passear – principais cuidados:

Para passear com cachorro com coleira, a primeira coisa a fazer é escolher um local mais tranquilo para iniciar o processo de adaptação.

Tente evitar horários com sol muito intenso, entre 10h e 16h, pois o calor pode causar queimaduras nas almofadinhas das patas e problemas na pele dos cães.

É importante observar bem o comportamento do cachorro durante o passeio. Apesar de você estar no controle, tente sempre respeitar o ritmo que o bichinho estabelece. Para criar uma relação de confiança, evite puxar a guia para deixá-lo no caminho correto.

Sempre faça pausas durante o trajeto para ele descansar e se hidratar. Além disso, é importante lembrar que os bichinhos se apoiam em reações sensoriais.

Por isso, nesses pequenos intervalos, os cachorros podem explorar o novo ambiente e se familiarizar com tudo que existe ali.

Por mais que tenhamos acostumado o pet a usar a coleira dentro de casa, o passeio na rua é mais desafiador.

Afinal, a rua conta com uma série de estímulos que desviam a atenção do cachorro e podem deixá-lo incomodado com a guia.

Por isso mesmo, ao menos nas primeiras vezes, dê preferência a locais e horários mais tranquilos.

Como fazer um passeio tranquilo com um cachorro estressado?

Os cães não conseguem falar com palavras, mas com a sua linguagem corporal podem nos comunicar o que querem dizer ou que estão sentindo.

Não aceitar a coleira e “ficar preso” é algo que, sem dúvida lhes causa estresse, por isso é fundamental seguir essas outras dicas:

  • Não puxe a coleira do seu cachorro nem siga recomendações duvidosas, como bater nele ou utilizar coleiras de enforcamento. Lembre-se que expor seu cachorro ao sofrimento físico apenas irá piorar o seu estado de estresse.
  • Espalhe petiscos do seu agrado pelo solo para que ele vá atrás delas e coma, isto é muito importante para ele relaxar durante o passeio e se distrair.
  • Permita que o seu cão se relacione com outros cães, se estiver devidamente socializado.
  • Deixe-o cheirar outros cães, pois isso irá permitir que ele se relacione com o ambiente ao redor, além de relaxar. Existem diversos lugares ao ar livre com espaços pet friendly. Uma interação constante ajuda a evitar que o cachorro tenha medo de outros.
  • Deixe a coleira larga para que possa andar por onde quiser, lembre-se que o passeio é para ser um momento bom para o cachorro e que o seu bem-estar é prioridade. Deixar o cachorro andar por quiser é fundamental para conseguir que ele aceite a coleira e guia.

Mas sabe por que é importante não bater jamais ou repreender um cachorro estressado?

Além disso piorar os seus níveis de estresse, fazer práticas de castigo ou submissão podem fazer com que o cachorro nunca mais supere esta situação e nunca consiga aceitar a coleira, além de tornar ele medroso ou agressivo.

Também pode trazer consequências graves como a raiva redirecionada, agressividade ou outros problemas comportamentais.

Por fim, proporcione uma experiência de passeio agradável ao seu pet!

Tente sempre criar uma rotina e segui-la à risca. Esse cronograma certo ajuda no adestramento dos bichinhos, deixando-os acostumados a esse tempo ao ar livre.

Fique atento a alergias na pele do cachorro, pois os passeios geram bastante contato com a natureza. Caso observe algo anormal, entre em contato com o veterinário de confiança.

Agora que você já sabe tudo sobre como acostumar o cachorro com coleira, veja também: Seu cachorro sai puxando durante o passeio? Veja o que fazer!

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here