Será que cachorro pode comer pêssego? Essas dúvidas sobre quais frutas são proibidas e quais estão liberadas é muito comum entre os donos.

Para nós, o pêssego é muito benéfico pois ajuda no funcionamento do intestino, melhora a imunidade, faz bem para a visão e, além de tudo, contribui para a prevenção de doenças cardiovasculares.

E para eles, será que cachorro pode comer pêssego e se beneficiar de tudo isso também? É o que a gente vai descobrir!

Saber se pode dar pêssego para cachorro é fundamental para evitar que o seu pet tenha problemas por comer algo que não deveria.

Isso porque nem todas as frutas que fazem bem para nós humanos também são boas para eles.

Portanto, buscar informações concretas para saber se cachorro pode se alimentar de pêssego certamente é a melhor alternativa antes de oferecer a fruta para o seu pet.

Veja abaixo!

comer pêssego
Pêssego em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Cachorro pode comer pêssego? Descubra a seguir!

Frutas são saudáveis, cheias de nutrientes e deliciosas. Pensando nisso, não há por que não oferecê-las para nossos amigos de quatro patas, não é mesmo?

A verdade, porém, é que a alimentação dos pets não é tão simples.

Os peludos precisam de nutrientes completamente diferentes dos nossos, e mesmo algo que é saudável para nosso organismo pode ser tóxico para os cães.

Mas pode comemorar porque a resposta é sim, cachorro pode comer pêssego!

A fruta é rica em vitaminas C e A, que são ótimos antioxidantes e aumentam a imunidade, além de ser rico em fibras que ajudam a manter a microbiota intestinal regulada.

Como oferecer pêssego ao pet?

Apesar da fruta não estar na lista de alimentos proibidos para cães, é preciso seguir alguns cuidados antes de oferecer pêssego para cachorro, principalmente em relação ao consumo excessivo.

Alguns cuidados devem ser levados em consideração, como, por exemplo, retirar o caroço e a casca antes de oferecer a fruta.

O caroço, além de ser grande, o que pode levar à asfixia e obstrução intestinal se engolida, contém uma substância chamada cianeto, considerada tóxica para pets.

Já a casca é muito áspera e grossa, podendo ser uma potencial causa de asfixia também.

Por fim, as folhas e galhos do pessegueiro também possuem cianeto. Nesse caso, se você tem um pé de pêssego em casa, o melhor é evitar que seu amigo chegue perto da árvore.

Qual a quantidade ideal?

Em relação à quantidade, é muito importante que a fruta não ultrapasse os 10% de calorias diárias do pet, já que o pêssego é rico em açúcar.

A ingestão dele deve ser controlada pois em sua composição há níveis altos de açúcar, levando ao sobrepeso ou até mesmo obesidade, sendo assim, mais indicado como petisco ou apenas um agrado.

comer pêssego
Cão da raça Beagle lambendo. Fundo laranja. Crédito da foto: Freepik

Benefícios do pêssego para cachorro

Se oferecido da maneira certa, isto é, sem casca, sem caroço e dentro da quantidade indicada, o pêssego traz sim benefícios à saúde dos cachorros, assim como para nós.

Essa fruta suculenta e docinha conta com nutrientes que ajudam no funcionamento do organismo canino.

A seguir, veja os principais benefícios do pêssego para cachorro:

  • Contribui para o funcionamento do intestino, pois contém fibras;
  • Auxilia o sistema nervoso, pois tem Vitamina B;
  • Ajuda a manter uma boa visão, já que tem Vitamina A;
  • Contribui para o bom funcionamento do organismo, pois possui minerais como fósforo e magnésio.

Assim, a fruta, além de ser um petisco delicioso, também pode ser saudável.

Cachorro pode comer pêssego em calda?

O pêssego é uma fruta versátil, que pode ser aproveitada de diversas formas! Uma das maneiras mais saborosas de comê-la é em calda, muito comum em sobremesas.

No entanto, quando preparado ou comprado em calda, o pêssego faz mal para cachorro.

Sendo assim, infelizmente dessa vez a resposta é não! Cães não podem comer pêssego em calda.

Embora a fruta seja permitida, a versão de sobremesa dele está proibida!

Isso porque as frutas enlatadas são ainda mais ricas em açúcares, além de outras substâncias que podem ser tóxicas para os cães.

Ou seja, se quer oferecer pêssego para o seu cachorro, opte sempre pela fruta comprada em feiras ou em supermercados e ofereça como um petisco.

Primeiramente, lave a fruta, remova a casca e o caroço e corte a fruta em fatias ou pequenos pedaços dependendo do porte do seu cão.

Pêssego congelado também é um snack refrescante e saboroso para os dias quentes, com certeza seu pet irá adorar!

Por último, esteja sempre atento ao seu cão depois de lhe dar um alimento novo. Observe se surge alguma reação adversa, diarreia ou distúrbio digestivo.

Picolé: uma boa opção para o verão

Se você quer agradar seu amigão em um dia quente, uma boa dica é fazer um picolé caseiro de pêssego.

Essa é uma forma segura de oferecer frutas ao seu peludinho, além de ajudar a refrescar nos dias mais quentes.

Para isso, basta seguir a receita abaixo:

  • Primeiramente, tire a casca da fruta e pique em pedaços de aproximadamente 3 cm;
  • Depois, encha os moldes de picolés até a metade com a fruta picada;
  • Após, complete o restante com água filtrada;
  • Por fim, leve ao freezer ou congelador por no mínimo quatro horas.

Pronto! Você terá um picolé caseiro de pêssego que, além de delicioso, ainda é seguro para e ajuda a refrescar os pets nos dias quentes, principalmente quando eles estão claramente incomodados com o calor.

Também não se esqueça de deixar água fresca sempre à disposição do seu pet, ok?

Cachorro pode comer pêssego? Descubra a seguir!
Ração da tigela: Foto Freepik

Ração é sempre a melhor opção!

Uma boa alimentação é um dos pontos principais na hora de cuidarmos da saúde dos nossos amados pets.

Nesse sentido, especialistas concordam que a ração é sempre a melhor escolha. Esse produto é preparado por especialistas e contém tudo que nossos peludos precisam.

Isso não significa, porém, que você não pode oferecer um petisco diferente para seu pet. Caso queira variar a alimentação com frutas ou outros alimentos seguros, consulte antes um veterinário.

Além disso, os petiscos nunca podem representar mais de 10% da nutrição total do cãozinho.

Assim, sempre certifique-se que o pote de ração está cheio antes de agradar seu amigo com um alimento diferente!

Por fim, lembre-se que para uma boa saúde, cães precisam de uma alimentação equilibrada, atividades físicas frequentes e, claro, muito amor e carinho.

Dessa forma, nossos pets viverão uma vida longa, saudável e feliz!

Agora que você já sabe que cachorro pode comer pêssego, veja também:

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here