Bull Terrier

Ele é um cão de aparência bastante exótica e muito famoso pelo temperamento mais agressivo. Ainda assim, muitas pessoas pensam em tê-lo como cão de estimação e algumas vezes é confundido com o Pit Bull. Mas, essa raça tem características próprias e únicas e antes de adquirir a raça é preciso ter a certeza de você está fazendo a escolha certa.

 

Informações sobre o Bull Terrier

  • País de Origem: Inglaterra
  • Função de origem: cão de luta
  • Coloração: rajado ou branco
  • Olhos: de formato triangular, pequenos, na cor preta ou marrom
  • Pelos: curtos e ásperos
  • Tamanho do macho: altura entre 53 e 55 cm e peso entre 24 e 29 kg
  • Tamanho da fêmea: altura entre 53 e 55 cm e peso de 20 a 24 kg
  • Expectativa de vida: entre 10 e 12 anos
  • Ranking de inteligência: 66ª posição
  • Amizade com outros cães: baixa
  • Função de guarda: alta
  • Facilidade de treinamento: baixo
  • Instinto de proteção: baixo
  • Nível de energia: alta
  • Apego ao dono: mediano
  • Preço médio do Bull Terrier: os filhotes podem custar entre R$ 900 até R$ 2.500

Curiosidades sobre a raça

  • Em primeiro lugar, em seu livro “Cães”, David Alderton cita que o Bull Terrier branco e preto seria originado a partir de cruzamentos entre espécimes da raça com dálmatas. Além disso, esses cruzamentos teriam sido realizados com o intuito de tornar a raça mais vigorosa.
  • Além disso, o Bull Terrier está entre as raças que mais passaram por mudanças físicas ao longo do tempo. Esses cães passaram de um corpo atlético, para uma silhueta avantajada.

História e origem do Bull Terrier

Em tempos nem tão remotos, as brigas entre cães eram tão empolgantes como as touradas. Muitos europeus tinha esses passatempos como seus favoritos e por isso sempre estavam em busca de melhorar a raça dos cães para que se tornassem máquinas de briga em potencial.

Em 1835 houve o cruzamento entre um bulldog e um terrier inglês que conseguiu gerar uma raça muito habilidosa que ficou conhecida como Bull e Terrier. Um novo cruzamento foi realizado entre este e o pointer espanhol que levou a melhores resultados.

O problema é que briga de cães era um divertimento da classe baixa e nada disso interessava aos ricos e nobres da época. Então, houve uma proibição das lutas de cães e com isso o mais novo passatempo do povo europeu era realizar cruzamentos para aprimorar a estética e as habilidades dos cães. Até que em 1860 um homem chamado James Hinks conseguiu uma linhagem que ganhou muito sucesso no continente europeu. Ele cruzou o Bull e Terrier com o White English terrier e com o Dálmata e chamou o resultado de Bull Terrier.

bull terrier

A nova raça fez fama absoluta entre os jovens ricos da sociedade que queriam um cão de porte mais masculino para caminhar pelas ruas. Foi apelidado de cavaleiro branco porque eram cães que sabiam se defender muito bem, porém não partiam para o ataque. O registro da raça ocorreu em 1936 na AKC e a sua variedade de cor branca é a cor mais comumente vista.

Características do Bull Terrier

O Bull Terrier pode ser de muitas cores, sendo as mais comuns branco, preto, vermelho e fulvo (marrom claro). Assim a coloração desses animais é muito variada.

Esses animais costumam ser quietos. Sendo assim latem apenas quando percebem algo diferente. Eles costumam ser bons observadores, manifestando-se discretamente na maior parte das vezes.

Ele consegue fazer as suas necessidades em um mesmo lugar facilmente e não late sem necessidade. Quando avista um estranho pode latir, porém não avança e nem se mostra agressivo.

bull terrier

Apesar de serem brincalhões e um pouco travessos, esses cães não costumam ser destruidores. Porém, é necessário ensiná-los a controlar suas emoções e impulsos.

Além disso, esses animais precisam de bastante espaço. Assim é preciso ajudá-los a compreender quais são os locais adequados para brincadeiras. Dessa forma eles entenderão quais são os locais adequados para brincar, bem como os objetos permitidos e proibidos.

O nível de agitação de cada animal irá depender da personalidade dele. Assim há cães da raça que são muito ativos e outros que são bem tímidos. Entretanto eles costumam gostar de brincar e apreciam locais com bastante espaço.

O adestramento pode ajudar bastante com a disciplina desses cães. Além disso, oferecer bastante atenção à eles colabora para que eles fiquem menos ansiosos.

Por ser uma raça bastante ativa, esses animais não gostam de estar no colo. Assim, eles preferem ficar livres, correndo no chão.

Entretanto os animais dessa raça adoram receber muito carinho e atenção, apreciando muito estar próximo ao seu tutor.

Inteligência e obediência do Bull Terrier

Apesar de ter reações agressivas em caso de ameaça, o Bull Terrier geralmente é muito obediente. Além disso ele é um cão muito esperto. Portanto ele pode ser adestrado com facilidade.

Manutenção e higiene do Bull Terrier

Devido ao temperamento ativo e brincalhão, os Bull Terriers podem acabar se sujando constantemente. Portanto é necessário ter muito cuidado com a limpeza desses cães.

Entretanto, por terem a pelagem curta, é muito simples limpá-los. Mas com relação à pele é preciso ter mais atenção, pois ela é um pouco mais sensível.

bull terrier

Devido à pelagem curta, os cuidados com ela são muito simples. Assim bastam algumas escovadas ocasionais, pois elas já são suficientes para remover os pelos mortos. Além disso a perda de pelo nessa raça é moderada.

Com relação aos banhos, são recomendados a cada 15 dias. Ademais, é aconselhável que seja usada água morna e pouco shampoo. Dessa forma evita-se a ocorrência de irritações de pele bem como dermatites.

Assim como em outras raças, as unhas do Bull Terrier devem ser constantemente aparadas. Mas é necessário ter muita atenção para cortá-las, de modo à não ferir o cão. Além disso, muitas vezes por ser muito ativo o animal pode desgastar suas unhas naturalmente. Assim, o corte é dispensável.

Assim como é indicado para outras raças, as orelhas do Bull Terrier devem ser limpas regularmente, evitando assim o acúmulo de secreção. Dessa forma, diminui a probabilidade de que o animal venha a apresentar infecções no conduto auditivo.

O Bull Terrier tem dentes muito fortes inseridos em uma boca grande. Entretanto, para manter esses dentes sempre saudáveis é recomendado escová-los semanalmente. Portanto deve-se utilizar uma escova e pasta de dentes canina. Além disso podem ser fornecidos petiscos específicos para a remoção do tártaro.

Temperamento do Bull Terrier

Esse não é o cão apropriado para pessoas ociosas. O Bull Terrier está sempre pronto para brincar, não importa a hora. Ele não se cansa fácil e mesmo quando deita um pouco para descansar pode recomeçar as brincadeiras no mesmo instante.

Também é um cão muito desastrado e essa sua característica pode chegar ao extremo da fêmea sentar em cima dos filhotes sem se dar conta disso e acabar matando-os. Assim, é muito importante que você fique muito atento caso os filhotes ainda sejam muito pequenos.

As brincadeiras devem ser, de preferência, em locais fora de casa como num jardim ou até mesmo numa área de lazer cercada para não correr o risco da sua casa ser destruída por esse cão fofo e desastrado.

Bull Terrier

Apesar do seu porte musculoso de gladiador se engana que esses cães são agressivos e só gostam de brigar. Provavelmente as pessoas associem essa personalidade ao Bull Terrier por ter um porte físico musculoso e forte como o Pit Bull, que também é rotulado como um cão feroz, o que não é verdade. Por ser um cachorro muito amável não é aconselhável que ele passe longos períodos do dia sozinho.

Convivência com o Bull Terrier

Apesar de geralmente ser sociável, é recomendado que se tenha bastante atenção com a personalidade do Bull Terrier. Eles podem apresentar comportamentos indesejados. Portanto, deve-se estar sempre atento à eles, principalmente quando estiverem próximos de crianças e outros animais.

Entretanto os comportamentos agressivos podem ser evitados através do adestramento do cão desde filhote. Além disso é muito importante que seja realizado um bom trabalho de socialização com o animal.

Por serem cães ativos, esses animais apreciam a liberdade. Assim, se sentem bem em locais com muito espaço. Assim, ele pode morar tanto em lugares com muito espaço para correr como também em apartamentos. Mas, neste último caso, o dono precisa ter consciência de que vai precisar de muita disposição para manter o seu amigo em forma.

Pois morando em apartamento, o dono do animal deve se comprometer em levá-lo para passear diariamente. Além disso é necessário brincar bastante com o cão. No mais, ele não trará muito trabalho para quem convive com ele.

Convivência com crianças, estranhos e animais

bull terrier e  spitz
Foto: Freepik

Outra importante questão é que sempre tenha um adulto supervisionando a brincadeira deste cão com uma criança. Não que ele seja agressivo, mas ele não tem muita noção da força que possui e quando pular na criança para brincar, pode derrubá-la com a sua força.

Ele não pode ser facilmente treinado. Digamos que ele é um cão com deficit de atenção: está sempre pronto para brincadeiras e muita agitação, o que não inclui ficar parado e seguir ordens.

Eles querem agitação praticamente 24 horas por dia. O que não significa que não possa ser treinado, ele só vai dar um pouco mais de trabalho do que outras raças.

Se por acaso você tiver um outro animal pequeno em casa como um hamster, um coelho ou uma ave, não é aconselhável que os animais sejam deixados com livre acesso. O Bull Terrier não costuma aceitar muito bem outros tipos de animais por perto, a não ser que sejam criados juntos desde quando o cachorro era apenas um filhote.

Condição física e nível de exercício do Bull Terrier

O Bull Terrier possui um corpo muito forte e musculoso. Também possui a cabeça estreita e alongada, característica muito marcante na raça. Além disso possuem orelhas pequenas, estreitas e eretas, bem como cauda pequena.

bull terrier

Apesar de serem muito robustos, esses animais são de porte médio, variando entre 53 e 55 cm. O peso do Bull Terrier costuma ficar em torno de 30 quilos para animais sadios.

Como se pode imaginar, o Bull Terrier não é do tipo preguiçoso. Ele tem muita energia para gastar e é bom fazer passeios e exercícios de maneira regular com eles porque têm tendência a ganhar peso com facilidade.

Alimentação do Bull Terrier

Para manter a boa saúde do Bull Terrier, é necessário oferecer uma alimentação balanceada. Então é recomendável que se utilize uma ração de boa qualidade. Dessa forma a musculatura do animal se manterá forte e seu bem estar será preservado.

Além disso, vale lembrar que apesar dos cães gostarem muito de petiscos, é preciso ter cuidado com eles. Assim, deve-se oferece-los ocasionalmente. Desse modo, evita-se que o animal desenvolva sobrepeso.

Reprodução da Raça

É recomendado que a reprodução do Bull Terrier seja supervisionada por um veterinário, para que muitos problemas sejam evitados.

Então é muito importante que o profissional atue desde a escolha dos progenitores até o desmame dos filhotes. Inclusive, o acompanhamento da cadela grávida deve ser feito semanalmente. Mas as fêmeas da raça podem se mostrar irritadiças. Além disso elas podem ser bastante impacientes.

bull terrier fêmea

Muitas vezes elas podem não ser capazes de cuidar de seus filhotes sozinhas. Nesse caso é necessário que o tutor esteja preparado e seja orientado por um profissional. Assim os filhotes podem receber todos os cuidados necessários para que cresçam saudáveis.

Por fim é preciso ter bastante atenção, porque acidentalmente a cadela pode esmagar o filhote. Então, é preciso que alguém esteja sempre por perto para evitar esses imprevistos.

Filhotes de Bull Terrier

Em uma mesma ninhada de Bull Terrier geralmente nascem em média 5 filhotes.

Os filhotes de Bull Terrier devem ser separados da fêmea somente após 45 dias. Além disso devem ser devidamente vermifugados e vacinados.

Fotos do Bull Terrier

Bull Terrier

Bull Terrier

Bull Terrier

Bull Terrier

Bull Terrier

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here