Border Collie (Collie Escocês)

Quem tem alguns anos a mais logo vai lembrar que já viu essa raça diversas vezes na TV com o seriado Lassie. O cão se tornou bastante famoso nesses anos, mas não é apenas a fama que o torna um animal tão maravilhoso.

Ele tem o brilhante 1º lugar no ranking de inteligência e se você é daqueles donos que não tem muito tempo para ensinar tarefas, então o Border Collie (também conhecido como Collie Escocês) não será a sua primeira opção. Por sua imensa inteligência ele pode se tornar bastante independente e não seguir ordens e portanto, deve ser adestrado desde muito pequeno.

Informações sobre o Border Collie

Border Collie

  • País de origem: Escócia
  • Grupo: 1
  • Função de Origem: Pastoreio
  • Expectativa de Vida: de 13 a 15 anos
  • Altura: machos de 48 a 56 cm e fêmeas de 46 até 53 cm
  • Peso: os machos pesam entre 14 e 20 kg e as fêmeas entre 12 e 19 kg
  • Temperamento: muito inteligente, carinhoso e brincalhão
  • Ranking de inteligência: 1º lugar
  • Amizade com crianças: alta
  • Amizade com outros cães: alta
  • Preço do Border Collie: de R$ 500 a R$ 3.000

Curiosidades

  • Primeiro, a raça é conhecida por ser descendente de cães de pastoreio. Além disso, foram acompanhantes de alguns povos como os vikings e os romanos.
  • Em segundo lugar, esses cães são muito protetores. Assim, se percebem que o dono está em perigo, ele é capaz de fazer qualquer coisa para protege-lo.

História do Border Collie

Os primeiros registros que se tem dessa raça são do século XVII e, por isso, foi possível descobrir que esse cão vivia na fronteira da Escócia com a Inglaterra, numa região chamada Northumberland. A posição geográfica de sua origem é um dos motivos pelo qual ganhou o nome Border, que em português significa fronteira. Já a palavra Collie viria de uma língua céltica e o significado dela é “útil”, afinal de contas o Border Collie, desde os primórdios, sempre foi um excelente cão de pastoreio, levando rebanhos de todos os tipos de animais.

A raça evoluiu durante os anos através de cruzamentos com outras raças e assim ele foi ficando maior e mais refinado e até ganhou novas cores como o castanho advindo do Old Cockie. Em meados de 1870 a Rainha Vitória demonstrou um enorme interesse pela raça e com isso a tornou bastante popular não apenas entre os moradores do campo que tinham rebanhos, mas também entre a classe alta inglesa e desde então sua beleza começou a ser bastante apreciada por todos. Em 1886 foi estabelecido um padrão para raça e no mesmo ano, ela foi levada para América ainda conhecida como o Novo Mundo.

Novamente, a Rainha Vitória trouxe ainda mais popularidade a esse cão quando levou dois exemplares para uma Exibição de Cães e a partir daí, não apenas os nobres inglese queriam um como também os nobres que estavam do outro lado do oceano, ou seja, dos Estados Unidos. Outro que trouxe mais fama ainda para o Border Collie foi o escritor Albert Payson Terhune que criou várias histórias sobre esses cães. Outro personagem importante dessa história foi o anglo britânico Eric Knight que criou a querida e amada Lassie.

Características do Border Collie

Border Collie

A raça pode ser encontrada nas mais diversas combinações entre branco, preto e castanho claro ou também pode ser achado um exemplar completamente branco.

Existem dois tipos de pelagem para o Collie Escocês: a áspera, que é de tamanho médio e mais denso e a macia, mais longa, principalmente no pescoço e no rosto. Os machos podem chegar a 56 cm de altura e pesar cerca de 20 kg, enquanto que as fêmeas, chegam a 53 cm de altura e até 19 kg.

Esses cães possuem uma ótima forma. Por isso são muito ágeis, se mostrando também ótimos saltadores e corredores.

O Border Collie costuma medir aproximadamente 53cm e pesar por volta de 20 quilos, distribuídos em um corpo alongado. Além disso, suas patas são bastante musculosas, adequadas para atividades físicas. E com relação às orelhas, elas podem ser de três tipos: caídas, semi caídas e retas. Todos os tipos são aceitos.

Temperamento do Border Collie

Border Collie

Ele pode ser bastante teimoso e por isso é importante que seu adestramento comece desde filhote. É preciso que o adestrador tenha pulso firme, mas a tarefa não será muito difícil porque essa raça adora desafios e vai tentar fazer o seu melhor em todas as tarefas.

Dar petiscos e biscoitos é uma excelente maneira de incentivar o cão a fazer tudo da maneira correta. Mas, além dos treinos, essa raça gosta muito de brincar e precisa de exercícios diários que não precisam ser intensos.

O principal para conseguir bons resultados no futuro com essa raça é que ela seja adestrada de maneira adequada desde pequena por alguém que tenha muita experiência e que saiba equilibrar as tarefas com os incentivos.

Inteligência e Obediência do Border Collie

No quesito inteligência e obediência, o Border Collie ocupa o primeiro lugar. Por isso, essa é considerada a raça mais inteligente do planeta.

Portanto, o Border Collie é capaz de aprender comandos muito rápido. Ademais, são cães muito focados, atentos e obedientes, o que torna o adestramento bem simples.

Por fim, devido à sua esperteza, a raça se destaca também nas competições de Agility. E, devido à isso a raça possui uma categoria própria dentro das competições. Afinal, seria injusto colocar outros cães para competir com os Border Collie.

A sua capacidade de raciocínio e as suas habilidades são únicas. Ele também é bastante carinhoso com a família e se for deixado sozinho pode ficar um tanto entediado e fazer a maior bagunça.

Para quem gosta de levar o cãozinho para competições e provas de inteligência, já deve ter notado que o Border Collie é uma excelente escolha. Eles conseguem fazer qualquer tipo de jogo ou desafio e possuem a incrível capacidade de raciocinar e escolher qual o melhor caminho para chegar ao objetivo final.

Convivência com o Border Collie

De modo geral esses cães são muito inteligentes e brincalhões. Assim, não apresentam característica agressiva. No entanto, podem se mostrar mais cautelosos com desconhecidos. Apesar disso, quando bem socializados, eles se mostram muito amigáveis.

O Border Collie tem uma ótima convivência com outros animais, bem como com crianças. Porém ele pode se assustar com movimentos bruscos ou gritos. Então costuma preferir crianças maiores.

E ele também adora ter muita atenção por parte de seus donos. Portanto, é necessário dedicar bastante tempo à convivência com o animal. Caso o Border Collie se sinta abandonado ou deixado de lado, ele pode se tornar ansioso e destrutivo.

Por fim, esses cães geralmente convivem muito bem com outros animais quando criados juntos desde cedo. Por outro lado, podem não ser tão tranquilos com cachorros desconhecidos. Por isso o trabalho de socialização é muito importante desde os primeiros dias do cão.

Apesar de gostarem muito do contato com seu dono, o Border Collie não é um cão de colo. Ele prefere muito mais uma boa brincadeira ao ar livre.

O Border Collie requer espaço?

Devido ao seu alto nível de atividade, esses animais precisam de muito espaço. Portanto, se você mora num apartamento ou numa casa muito pequena, o melhor conselho nesse momento é: escolha outra raça.

O Collie Escocês, sentindo-se entediado é capaz de fazer uma verdadeira destruição dentro de casa e isso deve-se a sua grande inteligência. Ele pode ser bastante habilidoso no quesito destruição total.

O Border Collie late muito?

Devido ao instinto de pastoreio, o Border Collie pode latir e uivar bastante. Entretanto, cães adestrados conseguem controlar bem os latidos. Assim, latem apenas em situações de alerta real.

A raça é destruidora?

Eles não costumam ser destruidores. Mas devido à sua ótima relação com a família, o Border Collie pode sofrer de ansiedade de separação. Então, quando não recebem atenção suficiente pode vir à apresentar comportamentos inadequados que incluem a destruição.

O border collie é agitado?

Por ser um cão muito ativo, ele consequentemente é agitado. Portanto, é indicado para pessoas com alto nível de energia e disposição para brincar com ele. Afinal, o Border Collie é um cão muito brincalhão.

Border Collie com crianças, estranhos e outros animais

Esses cães se mostram muito aberto com a família. Contudo, podem ser menos sociáveis com pessoas desconhecidas. Por isso, recomenda-se que eles sejam monitorados quando estiverem perto de estranhos, principalmente crianças. Além disso, eles costumam gostar mais de crianças maiores.

Por ter a sua função de origem como cão de pastoreio, pode dar leves mordidas nos calcanhares de crianças enquanto elas correm e isso pode assustar a menores.

Com relação à outros cães, eles costumam ser sociáveis. Todavia, os Border Collie têm o hábito de encarar e perseguir devido ao seu instinto de pastoreio.

Mas, para garantir que o cão se dê bem tanto com pessoas quanto com outros animais, o ideal é estimular a socialização desde cedo. Sendo assim, recomenda-se iniciar o adestramento quando o cão ainda é filhote.

Nível de exercício do Border Collie

Correr e fazer caminhadas não é o bastante. É preciso envolver o cão em jogos interessantes como usar disco de frisbe ou bolinhas para que ele tenha o trabalho de encontrar e ir buscá-la.

O Border Collie tem uma necessidade inata de se exercitar. Portanto são recomendados em média 90 minutos diários de atividade física. Isso inclui caminhadas e brincadeiras.

Manutenção e higiene do Border Collie

Essa raça não tem necessidade de muitos cuidados com a higiene.

Unhas

Assim como indicado para todas as raças, as unhas do animal devem ser aparadas regularmente. Porém, muitas vezes elas se gastam sozinhas com a movimentação do cão, não sendo necessário cortá-las.

Orelhas

As orelhas do cão devem ser limpas regularmente para evitar o acúmulo de sujeira. Dessa forma pode-se prevenir o aparecimento de infecções no conduto auditivo.

Dentes

O Border Collie tem dentes grandes, bem inseridos em um maxilar forte.

Para manter a boa saúde oral do animal, são recomendadas escovações frequentes com pasta adequada para cães. Além disso, podem ser oferecidos também petiscos específicos para a remoção do tártaro.

Banho

Os banhos não precisam ser tão frequentes. Os banhos podem ser dados uma vez a cada quatro meses a não ser que o cão esteja muito sujo.

Mas escová-lo, pelo menos, 3 vezes por semana é muito importante para não criar nós, já que o seu pelo é longo e se trata de um cão que nunca fica muito tempo parado. Além do mais, a escovação ajuda a remover a sujeira e o pelo morto.

Ele possui uma pelagem bastante densa e em algumas épocas do ano podem soltar muito pelo. Como esse cão costuma ser morador de grandes áreas como fazendas, é preciso verificar a presença de parasitas como o carrapato. O melhor a se fazer é prevenir passando nele produtos que evitam a infestação.

Alimentação

Por serem animais fortes e ativos, é recomendado que se ofereça ao animal uma ração de boa qualidade. Além disso a alimentação deve ser controlada para que o cão mantenha o corpo atlético ideal para a prática de atividade física.

Por fim, o cão deve ser alimentado duas ou no máximo 3 vezes ao dia. E água limpa e fresca deve ser sempre deixada à disposição do animal.

Reprodução da raça

A reprodução do Border Collie deve ser iniciada apenas após os 18 meses de idade. A gestação dura em torno de 60 dias, nascendo em média 6 cãezinhos por vez.

Filhotes de Border Collie

Os filhotes devem ser vacinados e vermifugados adequadamente. Além disso, o adestramento deve ser iniciado logo cedo. Mas caso o dono queira fazer o treinamento específico para pastoreio, ele deve ser feito aos 7 meses de idade, e tem duração de 6 meses

Saúde do Border Collie

Esse cão tem uma expectativa de vida bastante alta, podendo chegar até os 15 anos de idade. Além disso, ele não costuma ter muitos problemas de saúde e portanto, as idas ao veterinário não serão frequentes. Mas o Collie Escocês pode apresentar algumas doenças como a epilepsia, displasia coxofemoral, anomalia dos olhos (uma doença genética e que pode causar cegueira) e surdez.

Fotos do Border Collie

Border Collie

Border Collie Border Collie Border Collie Border Collie Border Collie Border Collie

Separei mais esses conteúdos para você:

Guia de Adestramento Para Cães

Seu cão faz xixi no lugar errado, destróis o seu sofá e não te obedece? Conheça o Guia de Adestramento para cães. Informe seu nome e e-mail.

envelope
envelope

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here