Extremamente parecido com o Poddle, o Bichon Frisé ficou famoso por muitos anos na França e eram até dados de presente. Na corte de Henrique III eles andavam sempre muito enfeitados o que pode ter dado o nome a essa raça pois, o verbo bichonner significa enfeitar. Apesar de andar por muitos anos em terras francesas, essa raça é reconhecida pela FCI como espanhola ou belga.

Tudo sobre Bichon Frisé

Informações sobre o Bichon Frisé

  • Origem: Fraça
  • Função de origem: companhia
  • Outros nomes: BichonTeneriffe, Bichon a Poil Frisé e Teneriffe
  • Altura do macho: entre 23 a 31 cm
  • Altura da fêmea: até 28 cm
  • Peso: macho e fêmea pesam em torno de 3 a 6 kg
  • Pelagem: o pelo é fino, macio e encaracolados
  • Cor dos pelos: alguns são totalmente brancos e outros podem apresentar a orelha de cor creme
  • Olhos: são redondos e bem escuros como duas jabuticabas
  • Ranking de inteligência: 45ª posição
  • Expectativa de vida: normalmente, vivem entre 12 e 13 anos mas, podem atingir com facilidade a faixa dos 15 aos 18 anos
  • Preço do Bichon Frisé: o filhote custa, em média, R$ 1.700 mas, o preço pode aumentar até R$ 2.400

História e origem

Tudo sobre Bichon Frisé

A origem dessa raça vem do Mediterrâneo a partir do cruzamento de cães de colo e o Barbet, que acabaram gerando uma família cujo nome era Barbichons, que foi abreviado para Bichons mais tarde. Dessa família saíram 4 tipos de bichons: o maltês, o bolonhês, o havanês e o teneriffe. Este último, que mais tarde veio se tornar o Bichon Frisé, foi desenvolvido na Ilha Canária de Tenerife levados para a região por marinheiros espanhóis.

Com a chegada do século XIV alguns marinheiros italianos trouxeram exemplares para a Europa onde logo se tornaram preferência entre os nobres. No ano de 1500, a Itália sofreu diversas invasões da França que acabaram levando alguns Bichons para o território francês. Eles se tornaram os prediletos na corte de Francisco I e Henrique III.

Não se sabe o motivo mas, os cães perderam muito a sua popularidade. Voltaram com força no século XIX durante o império de Napoleão Bonaparte e novamente voltaram ao anonimato se tornando cães de rua. A raça só conseguiu sobreviver porque eram muito espertos com truques e foram usados durante muitos anos por vendedores ambulantes para entreter os pedestres.

Tudo sobre Bichon Frisé

Após a Primeira Guerra Mundial a raça foi quase extinta novamente mas, alguns soldados levaram exemplares para os seus lares e criadores franceses se dedicaram para salvar a raça. Em 1933 o seu nome oficial passou a ser Bichon a Poil Frise que em nosso idioma significa Bichon do pelo enrolado.

Depois, com a chegada da Segunda Guerra Mundial esses cães ficaram ameaçados de sumir do mapa mas, foram levados para a América na década de 50 e só então foi que o seu futuro se tornou seguro de fato. Ainda assim, só se tornaram populares 10 anos depois e de repente vivaram moda sendo reconhecida em 1971 pela AKC.

Temperamento do Bichon Frisé

Tudo sobre Bichon Frisé

Ele é um excelente cão de companhia, adora receber carinho e não é nada agressivo. Para aqueles que moram em apartamentos é uma excelente escolha pois, além de não ocuparem muito espaço também não têm o costume de latir com frequência. O Bichon é muito apegado ao seu dono e sua família e por isso estão mais propensos a desenvolver a Síndrome de Ansiedade de Separação. Mas, com um bom treinamento e socialização ainda quando filhotes, eles ficam muito bem quando estão sozinhos e se tornam independentes.

Apesar de seu pequeno tamanho, não se engane! Esse cãozinho tem energia para dar e vender. Eles precisam de uma dose diária de exercícios e brincadeiras. Eles conseguem fazer longas caminhadas e até mesmo corrida. Ele também adora a companhia de crianças, de outros cães e animais domésticos o que é excelente durante as brincadeiras.

Tudo sobre Bichon Frisé

Eles são fáceis de adestrar e aprendem com facilidade. Esse seu alto nível de inteligência foi o que lhe permitiu sobreviver nas ruas quando já não eram tão interessantes para os nobres. O problema quanto ao temperamento que esse cão pode desenvolver é se a quantidade de mimos for excessiva quando filhote e ele pode se tornar extremamente possessivo e ciumento quando o assunto é o seu dono, podendo chegar até mesmo a ser agressivo.

Cuidados com o pelo do Bichon Frisé

Tudo sobre Bichon Frisé

Um ponto bastante positivo para esse cão é que uma excelente opção para as pessoas que têm alergia a pelos de animais pois, eles não soltam pelo. Quem tem um Poodle sabe o trabalho que dá cuidar dos pelos dessa raça mas, o Bichon apresenta maior facilidade nos cuidados com a pelagem e exigem menos trabalho. Porém, precisam ser escovados todos os dias e tosa com uma determinada frequência para manter a pelagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here