Ansiedade em cães durante a quarentena?

A quarentena pode afetar seu pet e a ansiedade em cães está entre os sintomas mais comuns desse tipo de situação. Isso porque ele também é afetado pela mudança na rotina, assim como nós.

A falta de apetite, a perda de vigor ou a inquietação são alguns dos sintomas mais comuns de ansiedade em cães. Um dos grandes fatores que podem estar levando os cachorros a ansiedade são os longos períodos em casa sem a possibilidade de saírem para passear.

Entenda melhor sobre a ansiedade em cães e como reduzir ela durante a quarentena neste artigo. Boa leitura!

Ansiedade em cães

Cachorro com ansiedade olhando para frente em fundo cinza. Ansiedade em cães
Cachorro olhando para frente em fundo cinza – Crédito da foto: Freepik

É verdade que você estar em casa com mais frequência pode ser ótimo para seu pet. Obviamente, ele adora sua companhia e fica muito satisfeito de poder estar mais perto de você.

No entanto, também é verdade que os cães precisam de atividades constantes para manterem sua saúde física e mental. Isso significa que a restrição de passeios imposta na quarentena pode o afetar bastante. Sem os passeios habituais sem amiguinho pode ficar muito mais inquieto e pode começar a sofrer de estresse e de ansiedade. Apesar de muita gente não ter essa informação, a ansiedade em cães é um problema cada vez mais comum.

A impossibilidade de sair, de correr e de brincar como seu costume anterior pode desencadear quadros sérios de ansiedade em cães. A depender do grau da situação, o quadro pode avançar para casos de depressão canina também, alertam alguns médicos veterinários.

Por isso, estar atento ao seu amiguinho e observar possíveis alterações de comportamento ou humor é um cuidado imprescindível neste momento. É particularmente importante consultar um médico veterinário no caso de perceber mudanças significativas no comportamento dele. Isso porque o mais indicado é tratar qualquer problema logo no início, para que o mesmo não avance para situações mais graves.

Obviamente, é preciso levar em consideração a importância da quarentena e é preciso avaliar se o cenário exige a visita veterinária ou se é possível aguardar.

Recomendações veterinárias para controle da ansiedade em cães

Cachorro com brinquedo de morder em sofá
Cachorro com brinquedo de morder em sofá – Crédito da foto: Freepik

Veja a seguir 5 dicas relativamente simples e que ajudam a controlar a ansiedade em cães. Essas dicas são recomendações veterinárias e já se mostraram altamente eficazes em diversas raças e em cachorros com diversas rotinas. Aproveite elas para garantir o bem-estar do seu amiguinho peludo.

Estabeleça momentos de atenção

A primeira dica para controlar a ansiedade do seu cão é tentar manter ele ativo e ocupado, mesmo em casa. Apesar de ser uma tarefa que demanda energia do humano, isso é fundamental para que a saúde mental e emocional do pet permaneça saudável.

Proporcionar momentos específicos de atenção ao pet ajudará muito a controlar a ansiedade do cão. Isso porque ele terá aqueles períodos para gastar um pouco de sua energia e, principalmente, porque receberá carinho. Faça carícias nele e escolha algumas atividades para fazerem juntos.

Estes momentos vão ajudar a mente do seu amigo a permanecer ocupada. E fique tranquilo: não é necessário mais que alguns minutos por vez. Opte sempre por distribuir estes momentos ao longo do dia, mesmo que sejam momentos de alguns minutos por vez.

Esse cuidado também ajuda a cultivar o vínculo e a relação entre tutor e pet.

Músicas e outras atividades relaxantes

Braço de guitarra de vista superior com notas musicais em fundo azul para controlar ansiedade na quarentena
Braço de guitarra de vista superior com notas musicais em fundo azul – Crédito da foto: Freepik

É importante nos mantermos atentos a respiração dos nossos amiguinhos peludos neste momento. Isso porque respiração ofegante podem ser indicativos de crises de ansiedade.

Se o seu pet está se escondendo pela casa, mostrando maior tendencia de ficar sozinho ou mantendo seu rabo baixo por períodos extensos, isso também pode ser um sinal de alerta.

Uma bela forma de tranquilizar os pets neste tipo de situação é dar carinho a ele, conversar com ele e demonstrar atenção. Além disso, também é bastante eficiente colocar músicas relaxantes para tocar enquanto estão juntos. Na verdade, o importante é conseguir transmitir para ele que você está ali e que se preocupa com ele.

Adaptação das caminhadas e passeios

Como mencionado anteriormente, a interrupção brusca dos passeios, caminhadas e atividades normalmente está associada com os quadros de ansiedade em cães. Por isso, uma das formas mais eficazes de reduzir a ansiedade e de prevenir possíveis quadros de depressão canina é justamente adaptar essas atividades.

Naturalmente, o momento exige cuidados, mas isso não quer dizer que você não possa construir possibilidades seguras para manter seu amiguinho entretido. Se você viver em casa com pátio, a situação fica ainda mais fácil: adapte atividades e caminhadas pelo pátio e pela casa mesmo. Se você viver em uma casa ou apartamento com espaço você também poderá fazer essa adaptação dentro de casa, mesmo que não conte com o pátio.

É claro que aqueles que vivem em locais muito pequenos terão maiores dificuldades neste sentido. Nestes casos, é normal que alguns veterinários indiquem que é possível adaptar passeios na rua de curto prazo e com cuidados extras. Estes passeios são particularmente importantes para aqueles cães que precisavam ir nas ruas para fazer suas necessidades fisiológicas antes da quarentena.

Como adaptar as saídas no período de quarentena?

Nestas situações, o que você deve entender é o seguinte: é fundamental que você respeite as recomendações durante a saída. Isso significa:

  • Manter distancia entre você, seu pet e qualquer outra pessoa ou animal
  • Não socializar com pessoas ou animais nas saídas
  • Lavar suas mãos e suas roupas quando regressar para casa
  • Lavar as patinhas do seu amiguinho ao retornar para casa
  • Evitar lugares ou horários de tumulto e aglomerações

Área de descanso e relaxamento

Cachorro combatendo ansiedade da quarentena em caminha dentro de casa
Cachorro em caminha dentro de casa – Crédito da foto: Freepik

Essa é talvez uma das dicas mais fáceis de ser posta em prática. Ela é também altamente eficiente para reduzir a ansiedade do seu cão, mesmo que ela sozinha não seja suficiente.

Escolha um espaço da casa e adapte este espaço para ser o cantinho do seu amigão. Garanta que o espaço seja confortável e acolhedor para que seu amiguinho se sinta bem ali.

Seu pet vai reconhecer este local como uma área de descanso e de relaxamento. E ele sentir que tem um espaço dele faz toda a diferença no dia a dia do seu amiguinho. Esse cuidado também ajuda a cultivar o vínculo entre vocês dois.

Mas tenha cuidado ao adaptar o ambiente: para que funcione adequadamente é realmente importante que o espaço seja confortável e acolhedor. Não é necessário de nenhuma forma ser algo luxuoso, chique e nem nada do gênero, mas é preciso que o cão sinta que ele está sendo cuidado por você.

Escolhendo o ambiente certo

Escolher lugares úmidos ou isolados como a lavanderia para montar este ambiente pode não somente não funcionar, como pode passar a mensagem contrária ao seu amiguinho: pode fazer ele entender que é “aquilo” ali que você considera que ele merece.

O ambiente pode ser super simples, desde que transmita a mensagem de aconchego, carinho e cuidado que você quer passar.

Brinque com ele

Junto com o primeiro item desta lista (dispensar momentos de atenção), esta última dica é talvez a mais efetiva da listagem. Simplesmente brinque com ele.

Reserve um tempo para brincar com seu amiguinho, para conversar com ele, para cultivar os laços e a relação entre vocês. Transmitir prazer com a companhia dele, demonstrar amor e cultivar os laços vai distrair drasticamente a mente do seu amiguinho. Entretanto, esse cuidado faz muito mais que isso: com este cuidado você estará não somente reduzindo o estresse e a ansiedade em cães, mas também estará fortalecendo a relação de vocês.

Os cães são animais que amam dar carinho e que precisam receber carinho. Eles não precisam de muito para serem felizes (mesmo que haja uma lista de cuidados básicos que são fundamentais no seu cuidado), mas eles precisam muito mesmo de você: do seu carinho, da sua atenção, do seu cuidado, do seu amor, do seu tempo.

Lembre sempre que lembrar a ele o quanto importante ele é para você. Isso combate o estresse, a ansiedade e a depressão canina melhor do que qualquer método sofisticado ou complexo.

Esteja presente e se faça presente.

Este conteúdo foi útil para você? Então compartilhe ele com seus amigos e ajude-os a se manterem informados sobre a saúde emocional e o bem-estar dos pets neste período de pandemia e quarentena.

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here