Algumas opções de rações: Se você é fã do Pinscher Alemão e sonha em ter um para ser seu fiel companheiro, veja algumas opções de rações para essa raça.

Ao longo deste artigo, você vai ver também um pouco mais sobre a alimentação dele no geral, bem como dicas de manutenção e cuidado. Vamos lá?

 algumas opções de rações
Cão Pinscher Alemão em pé, em fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Pinscher Alemão – Veja algumas opções de rações para essa raça

Algumas opções de rações: Como essa raça é muito enérgica, ela demanda um boa alimentação. Refeições saudáveis e uma dieta balanceada são fundamentais para suprir sua necessidades e repor suas energias diariamente.

Para isso, escolha rações premium ou super premium, que sejam saborosas e saudáveis para todas as fases do seu cãozinho.

Existem algumas opções, das mais variadas marcas e para todas as idades do seu pet. Confira:

  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Club Performance Cães Adultos
  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Maxi – Cães Adultos
  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Golden Retriever – Cães Adultos
  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Maxi 8+
  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Medium 10+
  • Algumas opções de rações: Ração Royal Canin Veterinary Low Fat
  • Algumas opções de rações: Ração Grain Free – Adulto Raças Médias
  • Algumas opções de rações: Ração Equilíbrio – Filhote Raças Médias
  • Algumas opções de rações: Ração Equilíbrio – Adulto Raças Médias
  • Algumas opções de rações: Ração Magnus Super Premium – Adulto Raças Médias
  • Algumas opções de rações: Ração Fórmula Natural – Raças Médias

E claro, como todo cachorro de estimação, ele gosta muito de ossinhos, bifinhos, biscoitos e petiscos, mas lembre-se de dar moderadamente.

Pinscher Alemão – Manutenção e cuidados

Faça uma checagem geral nele – nos olhos, boca e nariz -, em busca de alguns sinais, como machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele. Torne esse momento positivo cheia de elogios e recompensas.

Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde.

Caso perceba algo anormal, leve ao médico veterinário para ele possa fazer a checagem do problema e passar o melhor tratamento.

Pelos

Em relação aos pelos, o Pinscher Alemão não dá muito trabalho em relação à escovação, já que seus pelos são curtos, rentes à pele, densos e lisos.

A escovação deve ser feita uma vez por semana para remover excessos. Acostume seu cão desde filhote!

Dentes

Escove os dentes do seu pet pelo menos uma vez na semana, pois esse hábito é fundamental para remover tártaro e bactérias que proliferam dentro da boca.

Além disso, ajuda a prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento precoce dos dentes.

Unhas

Corte as unhas do seu cão de uma a duas vezes no mês, se não forem gastas naturalmente. Pense que se você pode ouvir suas unhas batendo no chão, elas estão longas demais e já é hora de cortar.

Unhas caninas possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e machucar seu cão.

Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir seguro para realizar a tarefa, que deve ser feita com todo o conhecimento e cuidado, procure ajuda profissional.

Orelhas

Cheque também suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções.

Para limpar corretamente, use uma loção de PH equilibrado no algodão úmido, para evitar maiores problemas.

Banho

Esse cãozinho não é muito fã de água, sabia? Portanto, um banho a cada 3 meses, ou quando estiver muito sujo, é o suficiente.

Use shampoo suave e se quiser um condicionador para deixar seu pelo ainda mais brilhante e macio.

Pinscher Alemão – Saúde

Assim como ocorre em cães de outras raças, o Pinscher Alemão também tem predisposição a ter determinados problemas de saúde ao longo de sua vida.

Isso não quer dizer que todos os indivíduos da raça terão as doenças que serão descritas abaixo, mas sim que há chance de desenvolvê-las.

Portanto, é muito importante que o dono conheça os riscos para preveni-los ou tratá-los o quanto antes.

Primeiramente, quando decidimos comprar um cão de uma raça específica, é muito importante comprá-los de criadores éticos e responsáveis, para evitar que já venham com problemas.

Por isso, procure conhecer o trabalho do criador, se ele realmente possui autorização, e veja também os pais do seu filhote – e quais são as condições do local e bem-estar dos animais.

Distúrbios oculares

Os problemas oculares mais comuns são:

Catarata – Cães desta raça possuem tendência ao desenvolvimento de catarata. Por isso, visite o veterinário regularmente para um controle periódico.

Úlcera de córnea – Pode ser causada por diversos motivos, mas os principais são os traumas, entrópio (pálpebras viradas para dentro), triquíase e distiquíase (cílios e pêlos tocando a córnea) e ceratoconjuntivite seca (doença causada pela diminuição da quantidade ou da qualidade da lágrima).

Sistema Cardíaco

Insuficiência mitral – A circulação sanguínea é prejudicada causando, assim, sintomas como cansaço, falta de ar.

Sistema Nervoso

Mucopolissacaridose Tipo IV – Trata-se de um distúrbio genético do Sistema Nervoso que acomete enzimas com funções lisossomais dos Mucopolissacarídeos.

Ou seja, acomete as proteínas que auxiliam na constituição de ossos, cartilagem, tendões, córnea e também pelo fluido que lubrifica as articulações.

Animais com este distúrbio podem apresentar os seguintes sinais:

  • Demência;
  • Convulsões;
  • Déficit Nervoso Cranial;
  • Deficiência Visual;
  • Hepatomegalia;
  • Deformidade óssea;
  • Opacidade ocular.

Hidrocefalia – É o acúmulo excessivo de líquido cerebrospinal nos ventrículos do cérebro e normalmente é observada em filhotes jovens.

A causa mais comum de hidrocefalia em animais jovens é defeito congênito. Ou seja, ele já nasce com esse problema que vai se agravando já nos primeiros meses de vida.

Com os cuidados certos, seu cão poderá viver uma vida longa e feliz ao seu lado! Por isso é tão necessário levar o seu pet ao veterinário e também manter as carteirinhas de vacinação e vermífugo em dia.

algumas opções de rações
Cão Pinscher Alemão deitado. Crédito da foto: Freepik

Pinscher Alemão – Exercícios

Eles são muito ativos e precisam se exercitar diariamente, com estímulos físicos e mentais. A verdade é que eles adoram ter uma tarefa para fazer!

É muito importante brincar e cansar seu pet, senão o ócio pode levar a uma série de comportamentos destrutivos por causa do tédio.

Dê à ele sempre algo para fazer quando você estiver fora de casa, como brinquedos e distrações.

Exercícios, treinamento e regras para o convívio diário em casa irão ajudar e garantir que ele se comporte bem.

Isto tudo alivia o stress e ainda fornece mais oportunidades para criar laços e estreitar o relacionamento entre vocês. Lembre-se que um cão cansado é um cão feliz!

Eles precisam de longas e vigorosas caminhadas, jogos e brincadeiras no jardim e até caçar.

Adoram correr ao lado da sua bicicleta, e ainda são capazes de aprender uma variedade de esportes caninos, como o agility e treinamento de obediência. Jogar a bolinha também é um clássico!

Mesmo que você more em casa e tenha um quintal espaçoso, saiba que levar seu cão para passear e caminhar nas ruas ou parques é fundamental para que ele tenha contato com o mundo externo e possa farejar e descobrir o mundo afora.

Cães que não fazem suas caminhadas diariamente são mais suscetíveis a apresentar problemas de comportamento, como ansiedade, carência, estresse, tédio e mesmo agressividade.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à idade, condições de saúde e nível de atividade da raça do seu cachorro.

Veja algumas opções de rações para Pinscher Alemão
Cachorro deitado com bola na boca – Foto: Freepik

Pinscher Alemão – Adestramento

Comece o adestramento do cão desde filhote, quando ele já é capaz de absorver tudo aquilo que você quiser ensiná-lo.

Não espere que ele tenha 6 meses de idade para iniciar o treinamento dele e você terá um cachorro bem mais teimoso para lidar.

Ele é super inteligente, então a tarefa não é difícil, embora ele seja um pouco teimoso. O ideal é que seja um dono firme e consistente, que estabeleça regras e limites para controlar a natureza territorial da raça.

Treinamento de obediência é indispensável para este cão esperto e independente.

Por causa do seu espírito e sua força de vontade, o Pinscher Alemão não será uma boa escolha para um dono que não dá a devida importância a um treinamento eficaz.

Você terá que ser firme e consistente, mas nunca duro demais ao treiná-lo ou persuadi-lo a fazer algo.

Ele gostará de aprender se o treinamento ou tarefa for interessante e ele sabe o que quer. Detesta repetição.

Use reforço positivo e estabeleça regras consistentes, pois o Pinscher Alemão é famoso pelo seu temperamento forte e personalidade.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo.

Resumindo, eles são ótimos cães de família e cães de guarda. Com certeza, será um companheiro de muita personalidade, animado, fiel e destemido!

Agora que você já viu algumas opções de rações e também sobre cuidados e manutenção, saiba tudo sobre o Pinscher Alemão aqui no Web Cachorros.

Leia também sobre:

Separei mais esses conteúdos para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here