Saiba tudo sobre Displasia Coxofemoral

U Milena Costa    t 27 de fevereiro de 2017


A Displasia Coxofemoral é mais comum do que se imagina, os cães sofrem muito com essa doença que não tem cura, portanto é necessário pensar em evita-la. Saiba nesse artigo como prevenir a Displasia Coxofemoral, como tratar e quais são as raças com maior predisposição a desenvolver a doença, sendo que todos os cães podem vir a tê-la.

pastor alemão

O que é a Displasia Coxofemoral

A displasia coxofemoral é uma anormalidade das articulações coxofemorais, devido às alterações ósseas nas margens da cabeça e colo do fêmur, gerando uma desarmonia ou instabilidade desta articulação.

Em animais com predisposição geralmente a doença aparece entre os 4 meses ao primeiro ano de vida do cão, mas animais que não tiveram Displasia a vida toda podem desenvolvê-la na velhice.

raio x de cão sem displasia

Raio x de cão sem Displasia

Note que na chapa acima de um cão sem Displasia Coxofemoral, os ossos estão bem encaixados, um cão com problemas apresenta esses ossos desencaixados, cada nível de desencaixe caracteriza um nível diferente de displasia.

A Displasia Coxofemoral provoca uma dor constante e por isso os cães sofrem bastante com a doença, mesmo sem cura é possível que seu cãozinho leve uma vida feliz com ela, mas saiba que será necessário acompanhamento veterinário e muito cuidado.

Sinais da Displasia

cão triste

Entre os sinais que podem ser observados estão dificuldade para realizar movimentos, como caminhar, correr, levantar, pode haver uma maior dificuldade em pisos lisos, passam a depositar o peso do corpo nos membros da frente, reduzem a largura das passadas, ficam relutantes à realização de exercícios, um dos sinais mais claros é a modificação no modo de sentar do cão, que passa a sentar de lado.

Predisposição a Displasia Coxofemoral

Cães das raças Rottweiler, Labrador Retriever, Golden Retriever, Pastor Alemão, Bernese, São Bernardo e Fila Brasileiro são os com maior predisposição a ter a doença. Entenda que nem todos dessas raças vão ter a doença, mas é provável que tenham.

cão preto

Para se preparar para o futuro, você pode pedir a chapa do Raio X do filhote ao adquiri-lo, se os pais tem a doença é muito provável que os filhotes também tenham.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como cuidar de cães com resfriado

Cães de grande porte não apenas dessa raça também tem grandes chances de ter a doença, isso porque eles possuem crescimento acelerado e são pesados, o que desgasta os ossos e pode fazer com que eles desenvolvam a Displasia Coxofemoral.

Como evitar a Displasia Coxofemoral?

pug obeso

Antes de tudo evite a obesidade, animais obesos, mesmo que não sejam das raças com predisposição, tem grande probabilidade de desenvolver a doença, afinal o peso excessivo desgasta as articulações.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como lidar e evitar a obesidade canina

Natação é uma ótima atividade para os cães, pois fortalece a regiçao dos quadris, afetada pela Displasia. Acompanhe seu cãozinho com o veterinário, caso ele desenvolva a Displasia, assim como qualquer outra doença, o melhor é descobrir no início.

Como tratar Displasia Coxofemoral?

cão nadando

Se seu cão é obeso será necessário reverter esse quadro. Pisos escorregadios são ruins para cães com Displasia. Além disso seu cão vai precisar de acompanhamento veterinário e fisioterapia.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre diabetes canina

O médico veterinário vai descobrir qual o grau da Displasia no seu cão, que pode variar entre Displasia coxo-femoral leve; Displasia coxo-femoral moderada e Displasia coxo-femoral severa. Depois disso ele vai indicar o melhor tratamento para o seu cão.

Quem tem um cão em casa deve saber que ele pode ter doenças típicas de nós humanos e a Síndrome Vestibular é uma delas. O sistema vestibular é formado por alguns ossos localizados no ouvido interno e que são responsáveis pelo equilíbrio, não apenas dos cães, mas do nosso também. Qualquer disfunção nesse aparelho pode causar perda de equilíbrio e tontura. Quais os sinais e sintomas Para todo ponto negativo há um positivo e neste caso, os sinais e sintomas são bem claros quanto a patologia, o que pode ser identificado e tratado logo que acontecer. O cachorro começa a andar se rumo, muitas vezes caminhando em círculos, a cabeça fica inclinada para o lado direito ou esquerdo, o cão começa a cair e a rolar no chão sem nenhum motivo, ocorre ataxia, na qual os membros começam a perder a coordenação motora, o globo ocular começa a oscilar involuntariamente e pode, também, ser acompanhada de surdez. Tratamento Algumas raças podem ter predisposição para adquirir a doença como o Dobermann, Cocker Spaniel, Beagle entre outros. A doença pode ser congênita, ou seja, o pet já pode nascer com uma má formação do sistema vestibular ou então pode adquirir alguma inflamação a qualquer momento. O diagnóstico diferencial é realizado por veterinário que deve descartar outras doenças com sintomas parecidos. Assim que iniciado, o tratamento com a medicação correta já pode surtir logo nas primeiras 72 horas de tratamento. Este pode durar semanas e até meses até que o seu cão fique completamente curado e não haja o risco de reincidência. O tratamento de fisioterapia para ajudar na coordenação dos membros e acupuntura promovem bons resultados. Faça visitas frequentes ao veterinário enquanto o seu cachorro estiver em tratamento. É preciso ter acompanhamento sempre, pois, corre-se o risco do cão ficar com algumas sequelas como a inclinação da cabeça e até mesmo surdez. Portanto, assim que perceber esses sintomas no seu cão vá imediatamente ao veterinário e inicie o tratamento.

Pode ser fisioterapia, tratamento com vitaminas e antiflamatórios e nos piores casos pode-se recorrer a cirurgia. O cão com a doença sente muita dor devido ao atrito dos ossos, a cirurgia a cabeça do fêmur e acaba com o atrito e consequentemente com as dores.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Populares

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Grupo dos Hounds

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Cavalier King Charles Spaniel

Grupo dos Esportistas

Cavalier King Charles Spaniel

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Cuidados

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Os cachorros mais bonitos do mundo

Curiosidades

Os cachorros mais bonitos do mundo

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Cuidados

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Últimos Artigos

Conheça os planos de saúde para cães

Cuidados

Conheça os planos de saúde para cães

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Dicas

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

Alimentação

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo

Dicas

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo

Saiba como agir caso seu cão se solte da coleira

Cuidados

Saiba como agir caso seu cão se solte da coleira