Buldogue Francês

U Calila Galvão    t 12 de novembro de 2014


Essa é uma raça que definitivamente conseguiu conquistar os corações não apenas dos brasileiros, como também do mundo inteiro. O Buldogue Francês, também conhecido pelo nome de Franchie, é um cão de pequeno porte e bastante musculoso, que chama a atenção pelas suas orelhas de morcego. Conheça um pouco mais sobre esse cão tão amado.

Buldogue Francês

Informações sobre o Buldogue Francês

Origem e história do Buldogue Francês

Apesar de ser conhecido como Buldogue Francês, o desenvolvimento dessa raça teve influência direta de mais dois países além da França: Inglaterra e Estados Unidos. A Inglaterra foi responsável pela formação da base dessa raça por causa do seu ancestral, o antigo Buldogue Inglês. Os franceses os tornaram únicos e os americanos exigiram as orelhas de morcego tão famosas.

Buldogue Francês

Os primeiros a se interessar pela raça foram os rendeiros (profissionais responsáveis pela fabricação de renda a partir do entrelaçamento de tecidos). Eles providenciaram as modificações no Buldogue Francês que temos hoje a partir do Buldogue Inglês. Em pleno século XIX surgiram os primeiros exemplares que ficaram conhecidos como Buldogue Toy. Todo esse processo ocorreu em Nottingham, na Inglaterra.

Somente a partir da Revolução Industrial aconteceu a migração dos cachorros juntamente com os rendeiros para a França, onde o seu trabalho artesanal ainda era valorizado. A versão Toy se tornou tão famosa em terras francesas que acabou recebendo o nome de Buldogue Francês. Depois de alguns anos, a raça retornou para o território inglês para participar de exposições, porém o nome relacionado a França não obteve mais mudanças.

Temperamento do Buldogue Francês

Apego ao dono

Buldogue Francês

Se você é daqueles que passam longas horas fora de casa, saindo pela manhã e só chegando à noite, escolha outra raça como companheira. Ele é muito apegado ao dono e isso acaba criando uma forte dependência. Afinal de contas, quando o Buldogue Francês foi criado, o objetivo foi torná-lo um cão de companhia e assim, ele não está fazendo nada mais que a função que a natureza lhe impôs.

Ele é muito amoroso e adora um bom carinho. Em qualquer ambiente sempre prefere ficar perto do seu dono mesmo que não estejam interagindo. Essa raça não aguenta ficar longos períodos sozinho e pode até mesmo ficar muito doente por conta disso.

Buldogue Francês

Além disso, quando deixado sozinho, o Buldogue Francês se torna bastante destrutivo. Portanto, antes de sair de casa é melhor deixar fora do seu alcance tudo o que pode ser quebrado ou, pior ainda, engolido. O melhor mesmo é deixá-lo na companhia de outra pessoa quando for sair para que ela cuide do seu amigo com todo o carinho.

Para quem gosta de brincar

Buldogue Francês

Essa raça tem preferência por brincadeiras. O Buldogue Francês é muito inteligente e alegre. Não é o tipo de cachorro para pessoas sedentárias e que gostam de passar o dia inteiro no sofá. O seu nível de energia é tão elevado que chega a ser hiperativo quando filhote (mais ou menos entre 12 e 18 meses de idade). Na idade adulta ele ainda possui muito gosto por brincadeiras, mas tende a ser mais tranquilo. Ainda assim, ficar deitado no sofá está longe de ser um dos seus passatempos.

O Buldogue Francês não faz o tipo tímido. Mesmo na presença de estranhos ele quer ser o centro das atenções e não se incomoda se algum desconhecido começar a lhe fazer carinho. Eles simplesmente amam isso! Eles são muito confiantes e seguros de si e não sentem a necessidade de chamar a atenção das pessoas pelos seus latidos. A falta de medo pode ser perigosa em alguns momentos já que essa raça não se importa em enfrentar um cachorro 3 vezes o seu tamanho.

Buldogue Francês

Adestramento do Buldogue Francês

O Buldogue Francês não faz o tipo muito destrutivo se não houver motivos para isso. Quando filhote, devido ao seu alto nível de energia, ele pode ser um tanto bagunceiro, mas depois da idade adulta isso muda. Ainda assim, é bom não deixar objetos pequenos espalhados pela casa que possam ser engolidos. Se o cachorro estiver entediado, comerá um por um.

O adestramento deve ser iniciado desde a infância. Deve ser mostrado ao cão que ele não deve sair comendo tudo o que vê pelo caminho. Esse não é um trabalho para marinheiros de primeira viagem, pois exige muita paciência, atenção e dedicação. Você pode providenciar alguns brinquedinhos apropriados para mantê-lo ocupado quando não puder dar a atenção que ele precisa.

Buldogue Francês

Ideal para crianças

O Buldogue Francês tem verdadeira adoração por crianças. Eles se sentem completamente à vontade na presença desses pequenos seres humanos. Se você tem crianças em casa, certamente o Buldogue sempre estará perto delas, que passam a ser companheiros de aventuras e brincadeiras. Além disso, essa raça torna-se uma protetora incansável e se você for dar uma bronca nos seus filhos é melhor tirar o fiel escudeiro de perto.

Para quem tem outros pets, o Buldogue Francês pode não ser uma boa ideia

Buldogue Francês

Pode parecer estranho que uma raça que se dá tão bem com pessoas, até mesmo estranhas, pode não conviver bem com outros cães. O Buldogue Francês é uma mistura dos tipos Bull e Terrier, duas raças reconhecidamente encrenqueiras. Eles são muito dominadores, gostam de ser líderes e mandar no pedaço. Quando a história é com dois buldogues do mesmo sexo, então a situação fica ainda mais complicada.

Se você já tem um Buldogue Francês em casa e quer adquirir outro para fazer companhia, prefira um do sexo oposto. Isso costuma diminuir as tenções entres os cachorros. Outra boa opção é optar pela castração e isso normalmente é recomendado por quem entende do assunto.

Não precisa se exercitar com frequência

Buldogue Francês

Mas ele não tem um alto nível de energia? Pois é, a questão aqui é porque a energia dele é direcionada para brincadeiras e não para esportes. O Buldogue Francês faz parte do grupo dos braquicefálicos, aqueles que possuem o focinho achatado. Essa característica anatômica não só dificulta a respiração como também a regulação interna da temperatura.

Para quem tem piscina em casa é bom ter cuidado extra com essa raça. Eles não são bons nadadores apesar de a crença popular que diz que todo cachorro sabe nadar. O Buldogue Francês possui as pernas curtas e músculos pesados ficando muito vulneráveis em ambiente aquático. Mesmo assim, ele pode ficar tentado a pular na água em dias muito quentes, então é melhor ficar de olho.

Saúde e cuidados com o Buldogue Francês

Buldogue Francês

Precisam de poucos cuidados e quanto menor a quantidade de banhos, melhor. A escovação pode ser feita apenas uma vez por semana para retirar os pelos mortos. O cuidado principal é com as dobrinhas que eles possuem no rosto. Eles devem ser limpas com frequência com algodão e soro fisiológico e tenha a certeza de que ficaram devidamente secas ao terminar. Se quiser passe um pouco de talco com os dedos para que todos os lugares sejam atingidos.

Quanto aos problemas de saúde, o Buldogue Francês pode ter problemas com a temperatura corporal por causa do focinho achatado, com a audição pelo formato da orelha que permite a entrada de muitos micro-organismos. São muito suscetivos a dermatites, displasia coxofemural, problemas de coluna e luxação patelar. O parto deve ser feito sempre com cesariana, pois a cabeça do filhote é muito larga e pode matar a mãe em caso de parto normal.

Buldogue Francêsblack and white french bulldog portrait1213141516

Deixe uma resposta

Artigos Populares

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Grupo dos Hounds

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Cavalier King Charles Spaniel

Grupo dos Esportistas

Cavalier King Charles Spaniel

Os cachorros mais bonitos do mundo

Curiosidades

Os cachorros mais bonitos do mundo

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Cuidados

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Cocker Spaniel Inglês

Grupo dos Esportistas

Cocker Spaniel Inglês

Últimos Artigos

Cães e gatos são mesmo inimigos?

Curiosidades

Cães e gatos são mesmo inimigos?

Entenda porque dividir sua comida com o cão é uma péssima ideia

Alimentação

Entenda porque dividir sua comida com o cão é uma péssima ideia

Entenda porque cafeína é veneno para cães

Alimentação

Entenda porque cafeína é veneno para cães

Entenda porque não se deve manter cães acorrentados

Cuidados

Entenda porque não se deve manter cães acorrentados

Saiba como preparar a casa para a chegada de um cão

Dicas

Saiba como preparar a casa para a chegada de um cão

Anuncie Grátis! »