Bernese Montanhês

U Calila Galvão    t 17 de setembro de 2014


De porte grande e simpático, muito pelo e com uma feição bastante simpática, o Bernese Montanhês é um cão tipicamente trabalhador. Ele ainda não é muito famoso aqui no Brasil, mas na região de São Paulo já é mais comum de ser encontrado passeando pela cidade. Veja tudo o que você precisa saber para ter um cão dessa raça.

Saiba tudo sobre Bernese Montanhês

Informações sobre o Bernese Montanhês

História e origem

O Bernese Montanhês é o Cão de Montanha Suíço mais conhecido e se destaca pela sua pelagem longa e sedosa. Os cientistas ainda não têm certeza de como se deu a origem dessa raça, portanto as informações obtidas de sua história são apenas especulações. Alguns acreditam no fato de que esses cães surgiram a partir do cruzamento entre os cães locais e os mastiffs que chegaram juntamente com a invasão romana.

Conheça também os cachorros da raça akita.

Saiba tudo sobre Bernese Montanhês

Esses cães eram muito úteis para a sociedade agrária, pois eram bons cuidadores de rebanhos, cão pastor e também cão de tração, porém não foram feitos muitos esforços para a sobrevivência da raça. No final do ano de 1800 a raça quase foi extinta, mas graças a um cientista chamado Albert Heim, que fazia pesquisas sobre os cães suíços, o Boiadeiro Bernês foi identificado. Albert então divulgou a raça por toda Suíça, que por fim, se espalhou pela Europa.

Os melhores cães foram encontrados na região de Durrbach, sendo estes lá presentes chamados de Durrbachler. A raça foi crescendo e se espalhando por toda a Europa até que seu nome foi mudado para Bernes Montain Dog. O primeiro da raça chegou em território americano em 1926 e o seu reconhecimento pela AKC se deu mais de 10 anos depois, em 1937.

Quer uma dica? Conheça melhor os cachorros da raça beagle.

Temperamento do Bernese Montanhês

Saiba tudo sobre Bernese Montanhês

Quando um Bernese escolhe alguém da família como seu dono se afeiçoa muito a ele e tem um imenso sentimento pela pessoa. O carinho é tão forte que se ficarem por muito tempo afastados, o cão pode até mesmo sofrer de depressão. Ele passa dias sem querer comer, não quer brincar ou passear o que pode levar o cão a óbito.

Portanto, se você é do tipo que viaja ou passa o dia inteiro fora de casa, essa raça não é a mais indicada. Ainda que você more com várias outras pessoas e o cão não ficar sozinho, se ele escolheu você como dono não adianta. Ele pode estar rodeado de muito movimento e carinho, porém ele precisa do dono ao lado dele.

Saiba tudo sobre Bernese Montanhês

Apesar do tamanho, eles convivem muito bem com crianças já que não são de pular muito mesmo durante as brincadeiras. Também não tem o hábito de latir (excelente para quem tem vizinhos encrenqueiros) e só faz isso se notar alguma coisa fora do comum. É uma raça que aprende comandos de maneira rápida e fácil, mas para aprender as regras da casa é preciso que isso seja feito quando ele ainda for um filhote.

Por mais que não pulem e não façam muitos estragos, não são do tipo que se adaptam bem em lugares pequenos como apartamentos. Ele precisa de um espaço amplo e não deve ficar isolado no quintal da casa ou ele pode ficar muito triste. É por isso que adestrá-lo desde pequeno é importante. Assim, ele poderá entrar e sair dos lugares da maneira correta e irá obedecer prontamente quando receber um não dito de maneira segura.

Já conhece a raça Shar Pei? São cachorros muito lindos e diferentes.

Saiba tudo sobre Bernese Montanhês

O Bernese tem um instinto de proteção muito forte, principalmente com o seu dono podendo ficar um pouco desconfiado quando estranhos chegam muito perto. Por isso, é importante que ele aprenda a se socializar com outras pessoas, além dos moradores da casa, desde cedo. Se ele for colocado em outro ambiente juntamente com o seu dono ficará bem descontraído, pois estando ao lado da pessoa que confia se torna um animal despreocupado.

Alguns cuidados necessários com o Bernese Montanhês

Não muito com o que se preocupar em relação a saúde do Bernese, eles normalmente são muito saudáveis. O único porém é em relação as orelhas que devem estar sempre bem limpas, pois como são caídas podem apresentar otite com muita frequência. Os banhos devem ser regulares e durante o verão é melhor aumentar a frequência. Esses cães são pouco tolerante ao calor e pode ser que seja preciso fazer algum tipo de tosa no pelo na estação mais quente do ano. Os pelos devem ser escovados uma vez por semana.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Populares

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Grupo dos Hounds

Dachshund (Salsicha, Basset, Teckel ou Cofap)

Cavalier King Charles Spaniel

Grupo dos Esportistas

Cavalier King Charles Spaniel

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Cuidados

As vacinas para cachorros podem apresentar efeitos colaterais?

Os cachorros mais bonitos do mundo

Curiosidades

Os cachorros mais bonitos do mundo

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Cuidados

Como Construir uma Casa de Cachorro Ideal

Últimos Artigos

Saiba como seu cão pode ajudar a ensinar lições às crianças

Curiosidades

Saiba como seu cão pode ajudar a ensinar lições às crianças

Conheça os planos de saúde para cães

Cuidados

Conheça os planos de saúde para cães

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Dicas

6 ótimas dicas para economizar e cuidar melhor do seu cão

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

Alimentação

Aprenda a ler o rótulo da ração e escolher a melhor para o seu cão

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo

Dicas

4 Dicas chaves para o adestramento do seu cão dar certo